• Quando passamos por algum rompimento (geralmente traumático) quer seja uma amizade ou relacionamentos amorosos, sempre nos deixam lembranças boas e ruins. Mas o que fazer para esquecer alguém que ao ser lembrado, nos traz de volta todo o sentimento de dor e sofrimento outrora causados?

    Nessas horas nos deparamos com um problema: superar e seguir em frente. Nem sempre é fácil, mas com determinação e seguindo estas 10 dicas, pode facilitar o início dessa nova jornada.

  • 1. Desconecte-se dos amigos e dos familiares da outra pessoa

    Lembre-se que inicialmente não são seus amigos, mas amigos da outra pessoa. Mesmo que haja uma amizade com eles, lembre-se que a conexão principal ou inicial com eles é exatamente a pessoa que você está tentando esquecer.

  • 2. Evite os mesmos lugares

    Estar em lugares onde existe uma grande possibilidade de um encontro com a pessoa que você quer esquecer não irá ajudar em nada. Não queira se encontrar com essa pessoa. No entanto, se a pessoa em questão está no mesmo ambiente, como o de trabalho, torna-se uma situação delicada. Cogite férias, mudança de setor ou até mesmo mudança de emprego em casos mais graves (onde o contato é frequente e inevitável e isso lhe causa muita dor). Lembre-se que qualquer decisão deverá ser muito bem planejada antes de ser tomada.

  • 3. Desligue-se das redes sociais

    Se for um namoro ou casamento, desfaça o status de imediato quando a relação chegar ao fim ou desfaça a amizade, não acompanhe as notícias, postagens dessa pessoa e nada que se conecte a ela. Caso se torne irresistível, desfaça os vínculos, bloqueie a página. Não acompanhar ajudará a esquecer.

  • 4. Fotos e presentes

    Fotos são a forma mais eficaz de se lembrar de uma pessoa e em detalhes. Presentes muitas vezes remetem sentimentos e momentos especiais que vivemos juntos. Se for possível, desfaça-se de tudo: apague, elimine, devolva.

  • 5. Não procure saber notícias

    Nem diretamente (por intermédio de mensagens, ligações, whats) nem através de outras pessoas. As notícias só alimentarão ainda mais sua dor.

  • 6. Faça coisas de que gosta

    Lembre-se de si mesmo e das coisas que mais gosta de fazer, preferencialmente estando sozinho. Recrie essas melhores lembranças, ouça sua música favorita, leia um livro que queria há muito tempo, estude algo novo ou veja filmes. Reserve este tempo só para você.

  • 7. Cuide de sua saúde e de si mesmo

    Faça algum tipo de exercício físico para ajuda a manter a mente ocupada e o corpo saudável: caminhadas, academia, natação… Atividades físicas, no geral, melhoram a saúde, a circulação sanguínea, clareiam a mente e ajudam no processo de esquecer as feridas. Cuide também da sua aparência: mude o visual, cuide de seu exterior, embeleze-se. Esses cuidados consigo mesmo farão com que gaste mais tempo com você, não dando margem para que pense em quem deve ser esquecido.

  • 8. Faça coisas novas

    Experimente algo que nunca tenha feito, mas sempre teve vontade. Use uma parcela do seu tempo livre para se dedicar a uma nova atividade ou um passeio diferente ou até mesmo a viagem que tanto gostaria de fazer.

  • 9. Saia com os amigos, passe um tempo com a família

    Passe um tempo agradável e divertido com aqueles que realmente se importam com você. Recordem os bons momentos que viveram e crie novas lembranças que lhe tragam em um futuro, boas recordações.

  • 10. Faça novos amigos, abra-se a novas oportunidades

    Converse com pessoas diferentes, de um círculo de amizade diferente do seu. Saia da zona de conforto, permita-se conhecer pessoas novas e que essas pessoas novas lhe conheçam. Abra-se a novas oportunidades.

    Ao final, esquecer de alguém que lhe fez mal será bem mais simples de se resolver, pois no meio dessa nova jornada, você descobrirá uma pessoa muito mais interessante a qual deve ser sempre lembrada: VOCÊ.

Autora: Mayara Tomie Dourado Taguti

Fonte: familia.com.br

 

Compartilhar
Fãs da Psicanálise
A busca da homeostase através da psicanálise e suas respostas através do amor ao próximo.



2 COMENTÁRIOS

  1. dicas boas faz 38 anos fiz tudo ate morar no exterior. Não adiantou. Namorei gostei de outros , mas esse não sai da minha cabeça é um carma sonho até hj. Eu não choro mais , mas sinto muitas saudades doi meuu coração , fiz terapia aqui e lá e nunca trouxe isso a tona em sessões. Vou reiniciar a terapia e vou trabalhar isso. é preciso descobri o porque ele nao gostava dele fisicamente era um pai que não tive ele foi a pessoas que mais me amou e me entendeu mais que a família. Penso que seja amor e sim a falta de família que sinto.

    Tinhamos muitos planos , sonhos derepente ele mudou do nada apos 3 anos de relacionamento virou outra pessoa distante, frio etc . Esperava de qquer um menos deles. Erámos muito jovens primeiro relacionamento mais profundo , mas sem sexo.
    Desabafo to com vontade de chorar e vou desculpe.
    Obrigada
    Liz Connery

    • O ar é necessário e vital, porém, se não for expirado, fica viciado e sufoca; não deixa espaço para o novo ar, interrompe a respiração. Assim como no corpo é na alma: aquilo que é vital, quando se torna viciado, sufoca e mata.
      Expirar é tão importante quanto inspirar. O apego é o ar viciado que ocupa espaço nos pulmões.

DEIXE UMA RESPOSTA