A Sindrome de Estocolmo é um estado psicológico em que uma determinada pessoa passa a ter simpatia por seu agressor, podendo muitas vezes estar os sentimentos ligados ao amor, amizade e até mesmo compreensão dos atos de seu intimidador.

Para a psicanálise, a síndrome pode estar relacionada à experiências agressivas na infância com relação a seus pais e caráteres sádicos ou masoquistas em sua personalidade.

Há também, sobre o entendimento da psicanálise, a possibilidade de pessoas foram vítimas de algum tipo de assédio desenvolva tal estado psicológico, tendo como consequência algum mecanismo inconsciente irracional de defesa na tentativa de projetar sentimentos afetivos em seu agressor.

1. Ata-me

Direção: Pedro Almodóvar
País: Espanha
Ano: 1990
Nome original: Átame!

Ricky (Antonio Banderas) sai de um reformatório psiquiátrico e vai para um set de filmagens, onde Marina Osorio (Victoria Abril), uma ex-viciada em heroína e ex-atriz pornô que ele já conhecia de um bordel, está filmando um filme de terror “B” que está sendo dirigido por Maximo Espejo (Francisco Rabal), um diretor conhecido que está tentando se recuperar após ter tido um forte derrame, que o deixou preso a uma cadeira de rodas. Após o término das filmagens, Ricky invade o apartamento de Marina e lhe diz que quer ser seu marido e o pais dos seus filhos. Ele resolve deixá-la amarrada na cama até Marina aprender a amá-lo, mas diversas situações imprevistas dão um novo rumo aos acontecimentos.

2. Cega Obsessão

Direção: Yasuzo Masumura
País: Japão
Ano: 1969
Nome original: Moju

Um escultor cego obcecado por uma modelo, a aprisiona em seu ateliê. Acreditando ter criado uma nova forma de arte tátil, ele e a modelo se envolvem numa alucinada e sadomasoquista relação, entre o erotismo, arte e a morte. Baseado num conto de Edogawa Rampo, pai dos romances policiais nipônicos dos anos de 1920 a 1960.

3. O Colecionador

Direção: William Wyler
País: Reino Unido
Ano: 1965
Nome original: The Collector

Freddy, um rapaz solitário, em sua obsessão por uma mulher, aprisiona-a no porão de sua casa. Ele quer criar vínculo afetivo com a moça, demonstrando seu amor por ela e querendo ser correspondido. Mas só o sequestro em si será o primeiro de uma série de obstáculos à reciprocidade desejada por Freddy.
Adaptação do best-seller de John Fowles.

4. Miss Violence

Direção: Alexandros Avranas
País: Grécia
Ano: 2012
Nome original: Miss Violence

Aggeliki (Chloe Bolota) no seu aniversário de 11 anos se joga da varanda de casa com um sorriso no rosto. Sua família alega que não foi suicídio, mas sim um acidente e parece conformada com a morte da menina tentando, de todas as formas, continuar com suas vidas, perfeitamente organizadas. Em busca de respostas, promotores começam uma investigação para saber se foi, ou não suicídio e quais são os segredos obscuros que essa família, aparentemente perfeita guarda.

5. Um Dia de Cão

Direção: Sidney Lumet
País: EUA
Ano: 1975
Nome original: The dog day afternoon

Baseado numa história real, Al Pacino brilha no papel de Sonny Wortzik, um ladrão que resolve assaltar um banco num dia de calor escaldante em Nova York. As coisas não correm exatamente como ele planejou e, em pouco tempo, o banco está cercado pela polícia e por um gigantesco circo de mídia – daí em diante, tudo só se complica. Enquanto tudo se desenrola a multidão apóia e aplaude as declarações de Sonny e fica contrária ao comportamento da polícia.

6. Aurora

Direção: F.W Murnau
País: EUA
Ano: 1927
Nome original: Sunrise

Seduzido por uma moça da cidade, um fazendeiro tenta afogar sua mulher, mas desiste no último momento. Esta foge para a cidade, mas ele a segue para provar o seu amor. Vencedor de 3 Oscar, incluindo melhor atriz para Janet Gaynor (Nasce uma Estrela), Aurora é uma obra poética de grande beleza plástica, repleta de cenas inesquecíveis.

7. A Igualdade é Branca

Direção: Krzysztof Kieslowski
País: Polônia; França
Ano: 1994
Nome original: Trois Couleurs: Blanc

Segundo episódio da série do diretor polonês Kieslowski, dedicada aos ideais da Revolução Francesa (liberdade, igualdade e fraternidade), e o único da trilogia tratado de forma humorística. Dessa vez, o filme apresenta um olhar irônico sobre como o vazio da vida pode ser profundamente afetado pelo amor. A esposa de Karol (Zbigniew Zamachowski) pede o divórcio e o trata com crueldade, pois ele está impotente. Sem dinheiro e sem ninguém, Karol, que é imigrante na França, retorna à Polônia. Aos poucos ele vai ganhando dinheiro e planeja uma doce vingança.

8. O Arco

Direção: Kim Ki Duk
País: Coreia do Sul
Ano: 2005
Nome original: Hwal

Um homem de 60 anos criou uma menina desde que ela era um bebê em seu barco de pesca. O trato é que eles se casariam quando ela completasse 17 anos, e falta apenas um ano para isso. Eles vivem uma existência tranqüila e reclusa, rezando e alugando o barco para pescadores, até que suas vidas são alteradas com o embarque de um estudante adolescente.

9. Entre Dois Fogos

Direção: Anthony Mann
País: EUA
Ano: 1948
Nome original: Raw Deal

oe Sullivan escapa da prisão com a cumplicidade da namorada Pat Cameron. Durante a fuga, ele toma como refém Ann Martin, a jovem e bela assistente de seu advogado, e a história se complica quando os dois se apaixonam. Ao mesmo tempo, um ex-empregador que deve dinheiro a Sullivan planeja sua morte.

10. My Sassy Girl

Direção: Jae Young Kwak
País: Coreia do Sul
Ano: 2001
Nome original: Yeopgijeogin Geunyeo

Kyun-woo, o narrador, volta ao lugar onde, há dois anos, foi enterrada uma “cápsula do tempo”. Ele combinou se encontrar ali com “Ela”. No metropolitano, dois anos antes, ao fim do dia, o jovem estudante universitário se cruza com uma jovem num estado de embriaguez lamentável. As circunstâncias vão levar a que passem muito tempo juntos, apesar da personalidade dominadora e abusiva dela, tornando-se “uma espécie de” namorados. A início, Kyong-woo, quer apenas ajudá-la a curar a mágoa que julga ver nela, libertando-a das memórias de um passado doloroso, mas a relação entre os dois parece fortalecer-se gradualmente.

(Autor: Philippe Torres)
(Fonte: cineplot.com.br)
* Texto publicado com a autorização do administrador do site

Compartilhar
Fãs da Psicanálise
A busca da homeostase através da psicanálise e suas respostas através do amor ao próximo.



SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA