“Você é muito sensível. Não leve as coisas para o lado pessoal.”

Em uma cultura que favorece os mais poderosos, a sensibilidade pode ser vista como deficiência. Pessoas sensíveis podem ser vistas como delicadas, quietas e distantes, mas isso não significa que a sensibilidade seja uma característica negativa. Ser uma pessoa altamente sensível pode ser mais útil do que o senso comum nos faz crer, de acordo com a pesquisadora e psicóloga Elaine N. Aron, Ph.D. De fato, como Aron explica, existem inúmeros equívocos sobre as pessoas que, como ela descreve, “apenas sentem mais profundamente.”

A seguir, 11 coisas que você provavelmente pensou errado sobre pessoas altamente sensíveis.

1. Elas são pessoas fracas.

Como sociedade, nós tendemos a classificar as pessoas com base em certas características – e as pessoas altamente sensíveis (PASs) tendem a não demonstrar os traços que são percebidos como “fortes”. “Existem diferentes tipos de fraqueza”, disse Aron ao The Huffington Post. “Elas são pessoas mais sensíveis à dor, então evitam brigas, que podem fazê-las parecerem fracas, pois elas não são agressivas. Essas pessoas têm mais reatividade emocional, então choram com mais facilidade.”

Mas a capacidade de captar as emoções e a natureza intuitiva das outras pessoas oferece um tipo diferente de vantagem, explica Aron. “As pessoas altamente sensíveis veem as coisas de forma que outras pessoas não veem”, disse ela. “É um tipo diferente de força.”

2. Elas são pessoas introvertidas.

Alta sensibilidade é, muitas vezes, usada como sinônimo de introversão, mas enquanto as pessoas sensíveis compartilham características semelhantes (como querer um tempo de inatividade e terem personalidades relativamente tranquilas), Aron diz que as duas coisas não são iguais. Na verdade, cerca de 30 por cento das PASs são extrovertidas, de acordo com a sua pesquisa.

3. Elas se ofendem facilmente.

As pessoas sensíveis encolhem-se com críticas, e quando as recebem, é algo que reflete internamente em vez de tomarem isso como ofensa pessoal. As PASs tentam evitar o escrutínio a todo custo e tendem a criticar-se primeiro, ou evitar por completo a fonte de suas críticas, disse Aron, anteriormente, ao HuffPost.

4. Elas são pessoas tímidas.

Um dos maiores equívocos sobre este traço da personalidade é que as pessoas percebem os PASs como indivíduos tímidos ou neuróticos, diz Aron. Parcialmente pode ser devido à aversão a crítica ou a natureza reservada – mas Aron salienta que é importante distinguir as diferenças. “A timidez é um medo da avaliação social, e nós não nascemos com este medo”, ela disse. “Muitas pessoas estudam a timidez hoje em dia e não percebem o que está abaixo da superfície e só observam o comportamento.”

5. Todas as pessoas altamente sensíveis são mulheres.

A sensibilidade não discrimina com base na altura, peso, no gênero ou ocupação. Segundo Aron, existem tantos homens que possuem esse traço de personalidade quanto mulheres. “Ser um homem sensível é difícil em nossa cultura, mas eles estão por aí, ela disse. “Não há nenhuma diferença no quão grande, forte e masculino você pareça ser, seja você um homem ou uma mulher. Não é uma questão de tamanho.”

6. Elas são vulneráveis às doenças mentais ou físicas.

Assim como muitos outros traços, tudo se resume à variabilidade em sua genética e meio ambiente. Em média, uma pessoa altamente sensível não corre mais risco de ter problemas de saúde mental ou física, diz Aron. Na verdade, se você estiver em um ambiente estabilizado, este traço de personalidade pode até beneficiá-lo. “Você é mais saudável do que as outras pessoas, mental e fisicamente”, ela explicou. Aron também observa que esta característica não está associada com o espectro do autismo, como muitas pessoas acreditam. Tornar-se facilmente superestimulada é um traço comum – especialmente em crianças pequenas – mas ela salienta que existem muitas outras distinções que os pais devem prestar atenção e discutir com seu médico. “Esse é um diagnóstico difícil de fazer em uma criança muito nova… isso pode ser mal diagnosticado nas duas formas, mas essas personalidades são diferentes”, ela disse.

7. Ser altamente sensível afeta negativamente o sucesso no trabalho.

Por essas pessoas serem tão intuitivas, Aron diz que os indivíduos sensíveis podem realmente usar essa característica para ter um melhor desempenho. “Não é uma desvantagem nos relacionamentos ou no trabalho”, ela disse. “Pessoas sensíveis podem usar suas observações a seu favor… Elas vão chegar ao topo. Elas sabem como contribuir com ideias sem serem ridicularizadas ou desprezadas.

8. Elas não gostam de grandes multidões.

Enquanto as pessoas altamente sensíveis preferem participar de atividades (como exercícios) sozinhas, isso não significa que elas não desfrutem de uma grande festa ou de interações com muitas pessoas. Na verdade, as PASs podem prosperar quando há estimulação social e algumas podem, inclusive, até encontrar a calma em grandes grupos, diz Aron.

9. Elas não correm riscos.

É um mito que as pessoas altamente sensíveis só querem ficar em casa ou querem tudo calmo e tranquilo o tempo todo. Muitas PASs buscam altas sensações de emoção, como o surf e longas viagens. Aron diz que elas também escolhem carreiras onde podem aplicar os seus traços de personalidade, enquanto ainda encontram estímulo e significado, como no jornalismo ou em prestação de serviço.

10. Você pode facilmente identificar uma pessoa altamente sensível.

Na maioria dos casos, você provavelmente não vai ser capaz de detectar uma PASs em uma multidão, explica Aron. Salvo por algumas excentricidades, como preferir passar um tempo sozinhas em um restaurante tranquilo, em vez de um ruidoso, este traço de personalidade não costuma se destacar. “Elas se misturam”, ela disse. “Elas são criativas, perspicazes e têm muita empatia. As pessoas tendem a gostar delas.”

11. Este traço de personalidade é anormal.

Aron, que vem pesquisando PASs desde o início dos anos 90, diz que quase uma em cada cinco pessoas é assim. Se você quiser saber se é uma pessoa altamente sensível, faça esta autoavaliação aqui.

(Imagem: David Agenjo)
(Autora: Lindsay Holmes)
(Fonte: brasilpost.com.br )

Compartilhar
Fãs da Psicanálise
A busca da homeostase através da psicanálise e suas respostas através do amor ao próximo.



1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA