O trabalho pode ser um lugar muito estressante – seis de cada dez trabalhadores nas maiores economias do mundo dizem que estão experimentando um crescimento considerável de estresse, de acordo com uma pesquisa da Regus Group.

Adicionado a isso a perda de dias de trabalho – algo como 13.7 milhões de dias por ano apenas no Reino Unido gera enormes custos para a economia. Portanto, ser capaz de gerir o estresse não é apenas vital para o bem-estar mas também para a produtividade.

De acordo com uma ONG inglesa chamada Mind, não há uma definição médica para o estresse, por isso o entendimento das causas desse mal pode ser difícil de encontrar e podem fazer seu combate longe de algo simples. Por sorte, há alguns sinais comuns aparentes, tal como uma sensação de medo ou a incapacidade de apreciar coisas e sinais físicos como fadiga, dores de cabeça ou problemas para dormir.

Se você não aceitar que um obstáculo existe, como você pode esperar para superá-lo?

Há também uma série de causas comuns de estresse, e se estar ciente delas pode nos ajudar a responder de forma eficaz. Elas podem ser óbvias, como problemas de dinheiro, falecimento ou o início de um novo trabalho, ou elas podem ser menores, como nossas amizades e nossas próprias expectativas não sendo satisfeitas.

Como a empresa Mind enfatiza, entretanto há enormes diferenças na forma que as pessoas reagem a estas situações com base em suas percepções individuais e sua capacidade de lidar com eles e sua resiliência emocional particular.

Todos nós experimentamos o stress no trabalho, com mais ou menos freqüência, e é por isso que o estresse é algo que devemos procurar ajuda.

As três dicas seguintes sobre como lidar com o estresse no trabalho vêm de Cary Cooper, um especialista em saúde ocupacional na Universidade de Lancaster, escrevendo para o Serviço Nacional de Saúde britânico, e da Dr. Erica Reischer, um psicólogo que escreve na revista Psychology Today.

1) Assuma o controle. Reischer, com base na sua experiência em terapia cognitivo-comportamental, sugere que o primeiro passo é perceber que há um problema. Se você não aceitar que um obstáculo existe, como você pode esperar para superá-lo? Cooper vai mais longe, argumentando que, crer que não há nada que você possa fazer sobre um problema é uma das principais causas de stress. Portanto aceitar existe um problema, mas, em seguida, mentalmente ou, literalmente, tomar o controle da situação, pode ser um passo importante no caminho em direção a aliviar o estresse.

Leia Mais: Transtorno de estresse pós-traumático: você sabe o que é?

2) Mude sua perspectiva. Como Cooper diz, nós nem sempre somos muito bons em apreciar as coisas que temos e, em vez disso optamos por se concentrar nos aspectos negativos. Para os mais pessimistas entre nós isso exigirá uma mudança para uma perspectiva mais positiva: Cooper sugere escrever três coisas no final de cada dia que foram um sucesso ou que você se sinta grato.

Reischer chama isso de “ressignificação” – mudando nossa interpretação de uma situação ou a nossa vida em geral. Como ela deixa claro, isso não significa que você está em negação, ou ignorando o problema. Ela sugere que mais frequentemente do que não estamos estressados ​​sobre uma situação, porque estamos a fazer suposições e chegar a conclusões sem as provas necessárias. Para neutralizar isso devemos “começar por olhar para a evidência que suporta o oposto de seu pensamento ansioso”.

3) Mantenha-se ativo. Isso pode ser tão simples como mudar a sua postura do corpo, ou ir para a academia. A forma como nos movimentamos afetam nosso estado emocional e experiência, de acordo com a pesquisa citada por Reischer. Ela argumenta que, se você quiser se sentir mais feliz você pode usar seu corpo para transmitir esses sentimentos – estender-se um pouco mais alto é uma ferramenta poderosa.

Para Cooper, não devemos subestimar o poder do exercício ao lidar com o estresse. Embora não diretamente faz o estresse a desaparecer, ele pode ajudar a limpar seus pensamentos, o que lhe permite enfrentar o problema de forma mais coerente e com calma.

(Fonte: weforum)

*Tradução equipe Fãs da Psicanálise.

Compartilhar

RECOMENDAMOS


Fãs da Psicanálise
A busca da homeostase através da psicanálise e suas respostas através do amor ao próximo.


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here