Na hora da raiva as pessoas ultrapassam limites que não deveriam. Cuide para que estas 5 frases jamais surjam em uma discussão entre você e quem você ama.

Exercer autocontrole às vezes pode ser um desafio. As pessoas costumam perder as rédeas durante uma briga ou situação de estresse e pode ser muito difícil desfazer o estrago feito por uma palavra impensada durante esses momentos.

Uma boa técnica para evitar explodir é treinar a si mesmo para respirar fundo várias vezes quando estiver no auge do estresse e evitar falar qualquer coisa. Se a pessoa com quem você discute insiste para que você responda a alguma provocação, apenas diga: Responderei assim que respirar várias vezes. Isso lhe dará tempo para se acalmar e não dizer nada que possa se arrepender mais tarde.

Cuidado com as frases a seguir, pois podem ser ditas em um impulso, sem intenção, mas têm potencial para acabar com sua relação. Aqui estão 5 delas:

  • 1. Não aguento mais!

    Essa frase até pode ser usada quando o alvo está bem definido. Caso contrário, se for uma briga de casal, se for algo que seu cônjuge sempre faz que o irrita, mas não a ponto de querer sair da relação, jamais use essa frase, pois a pessoa amada pode pensar que você está farto dela e não apenas da situação.

    Se você já disse e se arrependeu, converse com seu cônjuge, explique que não se tratava dele/dela e peça desculpas. Da próxima vez mire no problema e em soluções, ao invés de começar a falar e reclamar. Respire fundo e conte até 10. Funciona!

  • 2. A culpa é sua

    Essa é uma frase matadora num relacionamento. Todo mundo sempre se acha certo e não é seu cônjuge que vai querer ouvir de você que ele/ela está errado. Além disso é muito difícil saber exatamente a intenção do outro ou que uma situação ruim tenha chegado a ser uma briga sem a participação de ambos. Provavelmente a parcela de culpa no casamento pode ser dividida meio a meio.

  • 3. Vou embora/quero o divórcio

    Ambas as frases significam que você deseja uma ruptura. É o tipo de frase que pode ser considerada definitiva, já que ela significa que você em algum momento sentiu isso. Ainda que tenha sido dita só para provocar o outro é um risco usá-la. Será difícil reverter o efeito. É melhor fazer um acordo com seu cônjuge de jamais usar esse tipo de frase, independentemente da situação, a menos que você queira exatamente isso.

  • 4. Você me faz passar vergonha

    Morda sua língua antes de dizer tal coisa. Você provavelmente nunca conseguirá remover essa impressão da mente de seu cônjuge. Se você realmente sente vergonha dele/dela, jamais deveria ter se casado. Se já se casou, tente estimular seu cônjuge a mudar aquilo que lhe envergonha. Por exemplo, se for escolaridade baixa, incentive-o a continuar os estudos. Se for maus modos, matricule-se num curso de etiqueta e use em casa tudo o que aprender, talvez seu cônjuge se motive a fazer também ou então aprenderá com você.

    Acusações, brigas por causa desse tipo de coisa só irá piorar o problema e pode até acabar com o casamento. O melhor é procurar com muito tato, muito amor, melhorar o problema.

    5. Deixa que eu mesmo faço

    Quando o seu par está tentando fazer algo deixe-o experimentar e aprender. A menos que seja dirigir numa via movimentada e perigosa, não interfira. Não faça a pessoa que você ama sentir-se incapaz, inadequada ou que não é boa o suficiente. Talvez ele/ela não seja tão bom quanto você em dirigir, cozinhar, ou usar o computador, mas todos são bons em algo. Portanto, antes de criticar, procure incentivar. Não interrompa o aprendizado dos outros. Afinal você também não é bom em tudo.

    Um bom conselho é este do Padre Fábio de Melo: “Palavras erradas costumam machucar para o resto da vida, já o silêncio certo pode ser a resposta de muitas perguntas…”

(Fonte: familia.com.br)

(Autora: Stael Pedrosa Metzger)

 

Compartilhar
Fãs da Psicanálise
A busca da homeostase através da psicanálise e suas respostas através do amor ao próximo.



SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA