Segundo a ONU-Água, a falta de água potável mata uma criança a cada 15 segundos no mundo. E se você pudesse fazer a diferença na vida delas, apenas, deixando o celular de lado por algumas horas (ok, minutos) do seu dia?

Esta é a proposta da iniciativa Tap Project. Criada pelo Unicef, o Fundo das Nações Unidas para a Infância, a ação converte o tempo que as pessoas conseguem ficar sem mexer no celular em litros de água potável para crianças que não têm acesso ao recurso.

Para participar, basta acessar pelo próprio iPhone (sim, apenas iPhones podem participar) o  site do projeto, posicionar o celular em cima de uma superfície rígida e dar início à “brincadeira”. A cada 10 minutos sem mexer no celular, você conquista um dia de água potável para uma criança carente.

A iniciativa já soma mais de 200 milhões de minutos ‘offline’, que puderam ajudar cerca de 20 milhões de meninos e meninas que vivem, diariamente, sem acesso à água potável. Os minutos ‘doados’ pelas pessoas no site são convertidos em dinheiro para as crianças carentes por meio dos patrocinadores do Unicef.

Sim, é verdade que eles poderiam fazer as doações sem o Tap Project, mas a intenção da ONU é envolver os cidadãos nessa luta, a fim de conscientizá-los sobre o problema da falta de água no mundo (e a importância de economizar o recurso). Ao tirar das pessoas algo que julgam essencial no seu dia a dia – no caso, o celular –, as Nações Unidas esperam provocar uma reflexão: se é difícil viver sem um aparelho eletrônico, imagina sem água?

Curtiu a iniciativa? Acesse o site do Tap Project por um iPhone e, depois, volte aqui para contar para a gente quantos minutos você conseguiu resistir sem mexer no aparelho – e, o mais importante, quantas crianças tiveram acesso à água potável por conta dessa atitude.  (:

(Foto: Divulgação/Tap Project)

(Autora: Débora Spitzcovsky, jornalista e, desde o início da carreira, atua na área da sustentabilidade)

(Fonte: http://www.thegreenestpost.com)

Compartilhar
Fãs da Psicanálise
A busca da homeostase através da psicanálise e suas respostas através do amor ao próximo.



SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA