A depressão é uma doença que leva a pessoa ao seu lado mais obscuro e doloroso de tristeza. Ela pode gerar dores muito grandes física e emocionalmente. Quando afetado, o ser humano tende a pensar que está sozinho nessa e que ninguém mais sente essas mesmas dores. O que não é verdade.

É o que mostra a fotógrafa argentina Luciana Rodriguez, que, em uma série de autorretratos, tenta mostrar a beleza que se esconde por trás dos aspectos mais entristecedores da vida.

Leia mais: Depressão – saiba mais aqui

Baseada em Córdoba, na Argentina, a fotógrafa faz uma viagem até o momento em que tudo passa por uma intensidade muito grande de escuridão, a procura de compaixão e empatia da sociedade.

Com essas imagens, de acordo com ela, o público conseguirá enxergar que esses sentimentos são universais e qualquer um pode vir a senti-los. Além disso, Luciana diz que as imagens podem ser como uma espécie de purificação da alma, onde as pessoas desafiam a repressão emocional em que vivem.

Dá uma olhada:


Leia mais: Respeito pela depressão


Leia mais: Jared Padalecki admite depressão e faz campanha por saúde da mente



Leia mais: Quero vencer a depressão mas minha família me atrapalha

(Imagens: © Luciana Rodriguez)
(Fonte: hypeness.com.br)

Compartilhar
Fãs da Psicanálise
A busca da homeostase através da psicanálise e suas respostas através do amor ao próximo.



SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA