Vejo por aí uma série de mulheres bem sucedidas, bonitas e inteligentes clamando em coro: “isso é coisa de homem”, “ele falou isso só pra me comer”, “fala isso pra todas”.

Poxa meninas, enquanto vocês julgam tanto a “conversa de homem”, eu do meu lado lastimo esse “papo de mulherzinha”.

Convenhamos, os novos tempos exigem igualdade de posições e de atitudes, não dá mais para tratar homem como se todos fossem iguais, pois não são!

Veja o carinha que coloca frases deprês no perfil do Facebook, músicas eruditas e textos sarcásticos. Ele tá com conversinha mole?

Sim, claro que está! E essa lenga-lenga amacia nosso coraçãozinho de pedra e logo estamos nos braços desse sedutor inveterado, certo? Certo!

Quer coisa mais gostosa do que uma musiquinha escolhida a dedo no som do carro, um abraço apertado contra a parede seguido de um beijo roubado? Então moça, veja só você se fazendo de vítima do garanhão enquanto que na verdade você somente está aproveitando da delícia de um momento.

Leia mais: O amor e suas complicações: uma análise do comportamento de amar

Ah tá… você acha que será mais uma né? Sim, sim, vamos lá.

Porque esse carinha não pode ser sincero ao colocar você contra a parede e querer realmente o seu beijo? Qual o problema dele entrar no carro e escolher uma musica melosa para ouvir ao seu lado? E por qual motivo ele faria você gozar no seu corpo para depois virar para o lado, colocar a roupa e ir embora?

Pense, vamos.

Chegou no tema autoestima? Pois se chegou a pensar que isso acontece pois todos os homens são iguais vou lhe dizer algo: não são, acredite! Agora, você é igual a tantas outras que por ter baixa autoestima acredita que um homem não pode se apaixonar por você.

E essa falta de amor próprio cansa. Você se mostra autossuficiente, ou melhor: você é a fodona. Ok? Triste ilusão. Na realidade você está cercada de um medo absurdo de não se bastar e ficar entorpecida de amor por esse cara que é todo dengo e voz de anjo.

Olhe-se de frente no espelho.

Leia mais: Autoestima: Como anda a sua?

Sabe essa face refletida? Então é sua. Esse corpo gostoso, essa língua afiada e essa mente de ideias implacáveis? Então, o conjunto é apaixonante.

Esse rapaz malandro que te cortejou na verdade só está atrás de alguém que compreenda suas sinceras vontades e possa descansar seu peito em uma mulher que o aceite com suas fraquezas, sua docilidade e que pare de “mimimi”.

Deixe estar menina, que o que é seu está bem na sua cara, atreva-se! Respeite o homem que lhe acarinhou e pare com essa mania infantil de acreditar que todo homem é igual.

Homem tem sentimento sim e não aguenta uma mulher tão coitadinha assim, tão covarde, que não aguenta um bom romance com “xavecos” ao pé do ouvido, musiquinhas de belas letras, um drink servido com cuidado e dedos, boca e corpo nos lugares certos.

Deixe de ser uma mulher comum, pois isso existe aos montes e passe a fazer a diferença ao aceitar esse homem como ele é: único como todos os outros (e como você também).

Compartilhar
Natthalia Paccola
Psicanalista, Jornalista, bacharel em Direito e mestre em Geociências. Há anos desenvolve um trabalho intenso na Psicoterapia Online através de Skype e Facetime. É responsável por várias mídias sociais que levam o nome do site que idealizou e dirige, o Fãs da Psicanálise.



SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA