Dia desses encontrei uma velha amiga que namorava um desses carinhas cafajestes e todo mundo sacava de longe, mas ela coitada, sempre enxergava salvação. Ela tentou de todas as formas trazer à tona o que ele tinha de melhor.

Tentava fazê-lo enxergar a vida de uma forma diferente, para o bem é claro, mas nada adiantou, até que ela desistiu, ou fingiu desistir e terminou o relacionamento. Eu caí na besteira de perguntar como ela estava e recebi a resposta de que ainda o amava e estava difícil superar.

Segundo ela, sentia-se balançada toda vez que esbarrava com ele. E que não sabia o que fazer para esquecê-lo. Acho que não consegui disfarçar minha cara de cu, visto que ela me perguntou se eu estava tendo um AVC.

Chacoalhei ela ali mesmo. Acorda garota! Quem merece um AVC é você. Você nunca amou esse cara, simplesmente porque não há nada nele para ser amado. Não tem caráter, inteligência, atitude, muito menos coração. Não é estudioso, trabalhador, e nem ao menos trepa bem (segundo ela, óbvio). Aquela carinha bonita não vale uma lágrima derramada. Como uma outra amiga dizia, se jogar um ácido nesse rostinho o que sobra? Nada.

Mas ela, como toda boa mulher de bandido, achava que ele tinha um coração e estava resoluta em fazê-lo funcionar uma vez que seja. Caso perdido. Manda entregar aos Direitos Humanos. Não sinta a missão de muda-lo. Miga, quem muda é estação do ano. Homem vadio só muda a estratégia de sacanagem. O resto permanece igual, esse instinto traidor não dorme nunca. – Ah mas então porque ele quis namorar? – E por que não? Cafuné a noite, massagem, jantarzinho, é tudo uma delícia e você foi a conveniência da vez. Namorar você não significa parar a vadiagem. Quem nasceu pra ser polvo nunca será cavalo marinho.

Leia Mais: Como saber se o que fazemos vem da consciência evoluindo ou é viagem do ego?

Ele não corre atrás, ele não dá a mínima pra você. Ele não se importa e isso dói. Rejeição machuca muito mais que o término. Porque mulher é assim. Ela descobre que o cara não presta e termina tudo, acha que vai dar uma lição nele, que ele receberá uma luz divina e se arrependerá de toda merda que fez e vai voltar rastejando para reconquistar seu amor verdadeiro. Deus é mais!

Às vezes volta, é claro, mas só na hora que você não se importa mais com ele nem com qualquer vingança sem sentido. Porque enquanto você se importar migs, ele estará no controle, se sentindo a última bolacha do pacote. Dando de ombros para você, enquanto tantas outras mulheres disputam o recheio que já está estragado.

Você sabe disso. Elas saberão disso. E mesmo assim você permanece ali, com o coração ferido. Mas você está enganada. Não é seu coração que está machucado, é seu ego. Você não o ama, se bobear nunca amou, você se sente derrotada, rejeitada e é isso que te faz sofrer.

Aceite que ele não se importa e comece a não se importar também. Isso não te faz menos mulher. Mas passar a vida buscando explicação e fazendo curativo no lugar errado só te levará mais pra baixo. E seu lugar gata, é lá no topo!

Compartilhar

RECOMENDAMOS


Mia Coutinho
Publicitária por formação, aeromoça por opção e escritora por paixão. Virginiana, perfeccionista, mãe do Henri. Entre fraldas e mamadeiras, entre pousos e decolagens, entre artes e artimanhas, ela escreve. Escreve porque para ela, escrever é como respirar: indispensável à vida! É colunista do site Fãs da Psicanálise.


2 COMENTÁRIOS

  1. Adorei os textos disponibilizados pelo site. As escritas são muito autênticas e se tornam interessantes por despertar nosso interesse e nos convocar a refletir sobre as nossas questões pessoais. Gostaria de ser colunista do site. Como faço?

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here