Começo pedindo para que ninguém, mas ninguém mesmo, abandone sua zona de conforto.

Isso mesmo, “nunca abandone sua zona de conforto”. Não sei como um absurdo tão grande, como essa coisa de ficar cobrando as pessoas para deixarem um lugar onde estão desfrutando de algo bom para elas, virou um dos mandamentos de nosso tempo. Se você é um dos que adotaram isso como lema de vida, acreditando que esse é o caminho da grande evolução humana, quero propor um pequeno exercício, para que você encare coisas diferentes: que tal abrir mão de água encanada, energia elétrica, smartphone, geladeira etc? Já imaginou o quanto isso vai lhe trazer de evolução na vida? Todo esse conforto só pode estar atrapalhando.

Mas, o que é melhor do que ”sair da zona de conforto”?

Faça uma coisa muito mais agradável e focada: “expanda sua zona de conforto”

Melhor do que abandonar algo que é capaz de te trazer conforto é conquistar novas coisas que possam lhe proporcionar diversidade em outras maneiras de encontrar esse conforto.

Mas, como não ser pego por essa febre? Como ser um profissional competente e de sucesso, sem abandonar a zona de conforto?

Sugiro que você seja honesto com você mesmo, e responda algumas questões:

  • Qual é sua zona de conforto?

Importante saber quais são as recompensas que você conquistou. Identifique pelo as 3 principais. Pode ser que você tenha um bom salário, quem sabe um trabalho com flexibilidade de horário, ou trabalhe em um local que lhe traga certa segurança e onde você é muito reconhecido.

  • Que parte dessa zona de conforto você não abre mão?

Sim, você precisa saber se todo esse conforto é realmente necessário. Tudo funciona mais ou menos igual ao que fazemos com nossa casa. Quando você opta por aumentar o conforto de sua sala de TV, acaba tendo que se livrar daquela poltrona que é tão confortável, mas que está acabando com a sua coluna. O momento é de estar disposto a renunciar o falso conforto, aquele que ao invés de ser um benefício acaba sendo bastante prejudicial em sua vida. Conheço muitas pessoas que deixam de buscar novas oportunidades de carreira, só por que não irão ter em uma nova empresa um convênio médico tão bom quanto aquele que elas têm em seu emprego atual. Mas, não percebem que estão à beira de um infarto por causa de suas rotinas nesse emprego.

  • Onde você precisa ter ainda mais conforto?

Pode ser que você já tenha bastante conforto em algumas áreas de sua vida: uma boa casa, um bom carro, sua empresa lhe oferece alguns benefícios interessantes. Mas é hora de descobrir o conforto que você quer aumentar em sua vida ou carreira. Primeiramente, observe se as suas 3 recompensas, identificadas na resposta da pergunta 1, estão em níveis realmente satisfatórios, ou poderiam ser melhores. Depois é hora de partir para aquilo que você está sentindo falta, aquilo que você ainda não tem o suficiente em sua zona de conforto. Faça mais uma lista de 3 recompensas que você acredita que poderiam ser mais frequentes em sua vida.

  • Quanto tempo posso ficar fora de minha zona de conforto para conquistar mais conforto?

Aqui está a principal confusão, e o que é o principal motivo que me levou a escrever esse texto. Chega de confundir o “para sempre” com o “por algum tempo”. Podemos sim abrir mão de algumas coisas que gostamos muito, basta sabermos por quanto tempo suportamos ficar sem essas coisas. Alguns profissionais resolvem fazer um curso no exterior, mesmo sendo difícil ficar longe de suas famílias, tudo depende de quanto tempo isso vai durar. Tudo precisa ser analisado calmamente, assim você tem maiores chances de evitar frustrações.

  • Onde posso ampliar minha zona de conforto?

Imagine que você está buscando um novo lugar para morar. Você está cansado da barulheira do trânsito nas imediações de sua atual casa, ou está querendo um pouco de área verde para poder desfrutar umas boas tardes de domingo junto com a família. Mas, é preciso não perder a proximidade da escola, as facilidades de transporte coletivo, e outras comodidades que sua casa atual lhe oferece. Como você vai decidir para onde mudar?

Pesquisando, buscando informações com quem já mora nas localizações que chamarem sua atenção. O corretor de imóveis pode até estar cheio de boas intenções, mas ele não vive naquele bairro. A mesma coisa acontece quando você está em busca de uma nova oportunidade de trabalho, você precisa buscar informações com quem já vive nessa realidade de trabalho. Uma empresa é muito mais do que seus vídeos corporativos, palavras em um site, ou sorrisos em uma propaganda. Uma empresa é principalmente aquilo que passa para seus funcionários.

O mais importante é buscar a ampliação de sua zona de conforto, chega de apostar na infelicidade somente para ter de satisfazer o tal do senso comum. Afinal, a felicidade é algo personalizado, cabe a cada um encontrar o caminho que o conduza a sua.

(Autor: André Ferreira)

(Fonte: comportamentoesaude.com.br)

Compartilhar
Fãs da Psicanálise
A busca da homeostase através da psicanálise e suas respostas através do amor ao próximo.



1 COMENTÁRIO

  1. Na verdade o nome dado remete a idéia errada. Não é zona de conforto e sim zona de conveniência a que a maioria vive, insatisfeita, e por comodidade e conveniência, permanece, aturando diversas situações dolorosas, incômodas, por não querer mexer nas coisas como estão. Como aquela escrivaninha bagunçada, cheia de tralhas e que a pessoa usa mesmo sentindo-se desconfortável ao fazê-lo. Confortos devem existir na medida do sadio e necessário. Eu digo, SAIAM DA ZONA DE CONVENIÊNCIA, antes que o tédio, a normatização e a rotina insana os destrua.

DEIXE UMA RESPOSTA