Precisamos conversar sobre caráter, empatia e respeito. Tudo bem, se você gosta de ser um babaca, se está confortável com a imagem que construiu de si, mas não queira atrair alguém fingindo ser algo que não é. Mostre a sua cara para ela, logo de primeira.

Quando eu digo para não ser um babaca, não estou falando do seu senso de humor ou da sua forma de dançar, muito menos do seu jeito atrapalhado de conversar com ela. Ser babaca se trata de egoísmo, de deixar de lado a sua consideração por ela e de quanto as suas atitudes ou as suas palavras podem afetar de maneira negativa a vida dela.

Não trate com deslealdade alguém que abriu mão do seu orgulho para lhe dar um pouco de confiança. Porque cada relacionamento que se começa, seja namoro ou amizade, é um risco que se corre, logo, é um investimento. Porque, no fundo, nunca conhecemos as pessoas, mas fazemos questão de dar um voto de confiança para algumas.

Então você não precisa ser um babaca porque conseguiu se tornar algo para alguém. Não precisa magoar uma pessoa para se auto afirmar. Porque às vezes tirar o cadeado da porta é custoso. Aí quando, finalmente, ela decide abrir a porta novamente para alguém entrar, você se comporta como mais um.

Você pode até negar, mas se ela chorou por algo que você fez, você foi um babaca. Se ela se decepcionou com alguma atitude sua, você foi um babaca. Criar a condição de alguém se interessar por você e depois ignorar esta situação é agir como babaca. Enfim, babaca é quem brinca com os sentimentos dos outros.

Porque a babaquice nunca é exclusiva, ela sempre afeta a outra pessoa. Não fosse pouco, as cicatrizes deixadas por um babaca tornam a aproximação de novas pessoas mais difíceis. Será mais complicado para o próximo que quiser entrar na vida dela.

Leia mais: Valorize aquela mulher

Por isso, não seja o babaca que a ilude. Aquele que um dia a ignora e no outro corre atrás. Não seja o babaca que a trata bem e lhe diz coisas bonitas apenas quando quer transar com ela e depois finge que ela é invisível.

Não seja o babaca que a trai. Aquele que fica se vangloriando das suas aventuras particulares para os amigos, enquanto ela fica em casa planejando o final de semana de vocês. Não escreva declarações hipócritas para ela no Facebook se na janela ao lado você está marcando encontros com alguma desconhecida qualquer. Não seja mais um cafajeste.

Não seja o babaca que a esconde. Aquele que não é capaz de levá-la para sair em lugares públicos ou de apresentá-la para os amigos. Seja o cara que tem orgulho de tê-la ao lado, perceba a sorte que a vida te deu por ela gostar de você. Acredite, muitos gostariam de estar no seu lugar.

Leia mais: Moço, você faz ideia da mulher que tem do seu lado?

Não se aproveite da boa vontade dela, nem faça pouco caso da confiança que ela depositou em você. Seja o cara que se importa, que liga para os sentimentos e as vontades dela. Não precisa ser o cara perfeito, ninguém está esperando por alguém assim. Apenas não seja o babaca que entra na vida dela para decepcioná-la.

Seja diferente, não seja mais um imbecil que deixou mais lágrimas que alegrias, mais decepções que orgulhos, mais cicatrizes que boas lembranças. Se você tem a intenção de entrar na vida dela, faça isso com dignidade. Seja o melhor cara da vida dela, mesmo que um dia acabe, mesmo que ela decida não ficar com você.

Porque ganhar e perder faz parte do jogo, mas ser babaca é uma opção.

(Autor: Francisco Galarreta)
(Fonte: antesdasobremesa.wordpress.com)
* Artigo publicado com autorização do site

Compartilhar
Fãs da Psicanálise
A busca da homeostase através da psicanálise e suas respostas através do amor ao próximo.



1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA