Muitas vezes se enxerga o desapego como uma grande festa onde se faz o que quer, sem compromisso nenhum, como um pegar e largar desenfreado e inconseqüente onde a fidelidade não vigora.

O desapego é na verdade um grande compromisso, um compromisso com seu Eu interior mais profundo, que veio aqui para ser feliz, crescer e se manifestar com liberdade.

Nos relacionamentos a grande fidelidade não é com o outro, mas com você mesmo. Ser fiel é não se corromper, é assumir apenas os compromissos do seu coração e ser fiel a eles. A fidelidade é com você.

Quando você está apenas sendo fiel ao outro por obrigação, está indo contra o seu coração e está enganando o outro. Esta fidelidade é a maior traição possível, pois você esta enganando a você mesmo e ao outro. Isto é apenas lealdade.

A lealdade não vem do coração, é imposta. Como um escravo servindo ao seu senhor. Lealdade é escravidão, em vez dela devemos praticar a fidelidade que vem do coração.

É fácil ser leal, basta ser escravo.
Mas para ser fiel é necessário ter uma grande coragem, é preciso ser verdadeiro, mostrar o que o seu coração está falando, e hoje ninguém está acostumado a isto. Ser fiel é não enganar a você e não enganar ao outro.

Os relacionamentos em que a fidelidade vem da lealdade são falsos, as pessoas vivem na mentira e tem medo de encarar a verdade. Na verdade são dois escravos que se algemam mutuamente.

O relacionamento verdadeiro só acontece quando os dois possuem o desapego e a fidelidade vem de seus corações. São dois seres livres, dois Deuses que estão juntos pelo amor.

Se você tirar todo o apego de um relacionamento, restará o Amor !

As pessoas têm medo de serem desapegadas nos relacionamentos, pois quando se tira todo o apego resta apenas o amor. Se não houver este amor o relacionamento termina. As pessoas substituem o amor pelo apego para viver na mentira.

Desapegar é ser extremamente fiel sem nenhuma lealdade. É ser fiel ao seu coração sempre !

Desapegar não é esquecer seus compromissos e viver levianamente. É assumir compromissos ouvindo o seu coração e continuar seguindo o seu coração, é ser verdadeiro em todas as horas.

Desapegar é não ser escravo dos compromissos impostos, é ter consciência do seu Eu, é não assumir compromissos que não estejam de acordo com o seu coração, é honrar o seu Eu interior e ser verdadeiro em todas as suas ações.

Desapegar é ter o mais profundo respeito pelo seu Eu interior, é reconhecer-se como Ser Divino e permitir que este se manifeste sem as amarras do materialismo e das regras que lhe são impostas.

Desapegar é manifestar sua essência Divina.

(Fonte: pramashanti.wordpress.com)

Compartilhar
Natthalia Paccola
Psicanalista, Jornalista, bacharel em Direito e mestre em Geociências. Há anos desenvolve um trabalho intenso na Psicoterapia Online através de Skype e Facetime. É responsável por várias mídias sociais que levam o nome do site que idealizou e dirige, o Fãs da Psicanálise.



11 COMENTÁRIOS

  1. Eu já tenho os conceitos “Lealdade” e “Fidelidade” invertidos em relação ao texto, acho que, na verdade, a Fidelidade é algo imposto, algo “senso strictu”, enquanto que a Lealdade, sim, é um sentimento nobre, amplo, e que envolve muito mais do que a simples relação “homem x mulher”…
    Você deve ser leal em todos os aspectos da sua Vida, seja aos seus Princípios, seja aos seus Amigos, seja a Você mesmo!
    Por que será que aquele cabo que “prende” uma arma a Você se chama “fiel”?

    Podem ser apenas palavras invertidas em termos de conceito, mera terminologia, sei que o que vale mesmo é saber aplicar adequadamente cada conceito, sem se ater à denotação de cada um…

  2. Fidelidade vem do Latim, FIDELITAS, idem de FIDES, significa “fé, confiança”.

    Lealdade vem de LEGALITAS, idem, de LEGALIS, “legal, correto, de acordo com a lei”, de LEX, “lei”.

  3. Creio Eu que a fidelidade cumpre toda lei – aldade posto que na minha sinceridade fiel ao meu coração e ao do outro jamais usurparia minha consnsciência a ser leal apenas por exterioridades, ou capricho.

    • “Desapegar é ser extremamente fiel sem nenhuma lealdade.”

      Essa afirmação é contestável!

      A lealdade sem fidelidade é apego caprichoso!

      A fidelidade sem lealdade, é o desapego egótico, aq não existe amor!

      A fidelidade cumpre a lealdade! Basta imaginar um assasino que terminado sua sentença sai as ruas, e não mata para que em cumprindo a lei não sofra consequências, mas seu coração e seus pensamentos querem praticar o mal. Em contraste um ladrão que tendo entendido em seu âmago o mal que comete ao matar, escolhe não mais fazê – lo por consciência e de coração e em fidelidade ao que sente, cumpre a lei. A fidelidade egoísta, quer prioriza o” rei no intestino”, rouba do outro a liberdade. E nele não há amor!

  4. Concordo com MAD MAX.

    Num relacionamento aberto, por exemplo, não haverá fidelidade, a base para dar certo é a lealdade.

    Quando há regras claras e ambos aceitam de forma livre consciente,

  5. O seu texto é bom, principalmente os pontos sobre lealdade e etc. Mas, bem, faz muita menção a divindade e etc, coisas que realmente não importam no contexto. Não importa essa essência Divina, quando na realidade não somos deuses, nem somos próximos a isso. Somos pessoas que temos desejos, erramos, respeitamos e lutamos por aquilo que acreditamos. Você deturpa o texto ao tentar dar esse ar de superioridade teleológica à ele. Seja mais sóbrio quanto a isso e será super ok!

  6. Alguém somente se submete à uma fidelidade escravizante se realmente ama o(a) parceiro(a), combatendo, assim, os impulsos primitivos da matéria.

DEIXE UMA RESPOSTA