É… a Globo é muito esperta, meu parceiro.

O tal do BBB, em sua décima sexta edição, é tido como um programa para lá de desgastado, né? Todo mundo fala mal, todo mundo critica, mas ele já está presente em várias discussões das redes sociais. Não concorda? Então faça a si duas perguntinhas:

Há quanto tempo o programa começou com a promessa da pior audiência da história?
Quantas polêmicas já vieram à tona para as discussões do Facebook e até para os “trending topics” do  Twitter?

Enquanto você faz as contas, deixo outra de bônus, talvez a mais importante:

Quantas pessoas que suposta ou honestamente não gostam do programa e dizem jamais a ele assistir já devem ter começado a acompanha-lo só para “dar uma espiadinha” nos episódios de racismo, gordofobia e tantas outras injustiças e outros temas que têm sido seriamente discutidos por pessoas engajadas com causas sociais?

Fato é que todo mundo sabe que que nem tudo que rola ali é “reality”. Vários ex-participantes e até diretores já deixaram escapar (ou escancararam) que há muitos roteiros plantados na bagunça para (tentar) não deixar a realidade tão ridícula e monótona quanto a nossa, do contrário não haveria Grande Irmão ou Irmã para a antiginástica mental diante da tele-tela.

Por isso, não me admiro se logo surgirem casos caricatos de machismo, homofobia, intolerância religiosa e afins… Propaganda é a alma do negócio. E aqui no Brasil, o ridículo, o patético e agora o ofensivo e o opressor dão bastante Ibope e compartilhamento.

Não estou dizendo que os temas não são discutíveis ou que um programa de televisão não pode ser uma ferramenta para isso. Se você está pensando isso, releia o primeiro parágrafo deste texto. Pois é… Parece que os “roteiristas” estão de olho nas redes e causas sociais. E os causos que estão rolando dentro da “mais cobiçada casa do Brasil” estão dando o retorno esperado e despertando curiosidade para “diferentona” nenhuma botar defeito.

(Autor: Saulo Pessato)

*Compartilhado com autorização do autor

Compartilhar
Fãs da Psicanálise
A busca da homeostase através da psicanálise e suas respostas através do amor ao próximo.



1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA