Não tem como evitar as saudades. Tem dias que nos apegamos em momentos que marcaram nossas vidas, e nem que seja por um instante, vivemos aquela cena em nossos desejos mais uma vez. Todo mundo sente saudades do passado, porque o que marca a gente, deixa em nossas vontades aquela sensação de imortalidade, de querer mais uma vez.

O passado tem a mania de mexer com a gente, de ir buscar desejos escondidos, de confrontar nossa realidade e de imortalizar pessoas que se passaram por nós. Não tem como viver sem buscar o que passou, sem visitar momentos que mexeram com a gente, não tem como fingir que não existiu.

Precisamos encerrar ciclos na nossa vida, precisamos costurar o que está ruim ou colocar no lixo. Temos a necessidade de dar fim nas coisas e nas pessoas, só não conseguimos nos livrar das saudades, das cenas inesquecíveis e das pessoas que um dia foram especiais para a gente. Encerramos aquela etapa, mas não conseguimos finalizar as memórias.

Cada pessoa tem o seu jeito de fingir que é passado, de aceitar as contradições do presente e de saltar para o futuro sem olhar para trás, mas não vai acabar com as memórias inesquecíveis, ou livrar das emoções imortais, ou de finalizar um ressentimento que ainda não foi curado e que precisa de perdão. A melhor reconciliação com o que passou é aceitar o momento, o agora.

Leia Mais: Emoção, Sentimento: Luto X Saudade

O passado tem aquele cheirinho de desconforto, talvez porque seja aquilo que você queria tanto, mas não teve realmente a intenção para acontecer, ou porque outras oportunidades te foram dadas, talvez melhores, talvez não. A vida é como um jogo com várias jogadas, com muitas cartadas estranhas, cheias de coringas e que pode te limitar.

Quem nunca sentiu falta de um sorriso calmo de alguém querido. Quem nunca desejou aquele abraço de acolhida. Quem nunca fechou os olhos para pensar no ex, na mãe, no pai, no filho que partiu há algum tempo. Quem nunca viu alguém pelas ruas e mediu semelhanças com o passado.

A saudade de um passado não é coisa de museu, nem é karma, muito menos frustração ou arrependimento, é uma confirmação de que se fez história, que superou os erros, que serviu como lição para ser melhor. O passado é o que nos move em nossas histórias cotidianas, que nos lembra que é preciso memórias para que sejamos dia após dias lapidados e gratos.

Realmente, não devemos viver do que se foi, muito menos permitir que momentos nostálgicos sejam mais fortes do que a vontade de seguir, mas um pouquinho de saudade faz bem e ainda nos dá a sensação de felicidade.

Leia Mais: A diferença entre sentir saudade e sentir falta

Um passado, várias histórias, milhares de momentos é o que resume nossas vidas… Saudade é o que traduz nossas emoções, quando aquela lembrança cisma em fazer parte dos pensamentos. Tô com saudade de tu, meu desejo!

Compartilhar
Simone Guerra
Professora e colunista do site Fãs da Psicanálise.

RECOMENDAMOS




DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here