Fazia um bom tempo que eu não sentia nada. Nem um estalo. Nenhuma faísca. Nada. Nadinha mesmo. Até que um dia você esbarrou em mim ou eu tropecei em você, sei lá!

Só sei que nosso santo bateu.

Eu te olhei, você me olhou e a espinha gelou. E foi ali que tudo desandou. É que deu um medo, sabe? Medo de dar tudo errado, ou pior, de dar tudo certo.

A gente nunca ta preparado pra isso. Eu não estava e nem você.

Só sei que quando te vi a perna tremeu, a cabeça começou a girar. Perdi o chão; o foco; o ar. Deu até palpitação.

Achei que ia morrer, mas a vida tem dessas coisas e foi aí que comecei a viver. Quando achei que tava tudo perdido você chegou perto e sussurrou que era eu que você queria.

Leia mais: Paixão leva um quinto de segundo para acontecer

Parecia até magia ou drogas porque a gente só ria. E ninguém entendia mais nada. É que a vida tem dessas coisas…

Tem gente que faz a gente acreditar que o amor é possível, mas tem gente que não sabe amar e brinca com o coração da gente. Tem gente machuca a gente, mas tem gente que conserta a gente.

Tem gente que bagunça a gente e nem sabe…tem gente que chega do nada e faz o coração disparar. Faz a gente rir a toa e ser feliz sem motivo. E depois dessa gente, a gente nunca mais é o mesmo.Pois é, você me bagunçou e a gente nunca ta preparado pra isso. Eu não estava, acho que você também não.

Leia mais: 15 Ilustrações que irão te contar tudo sobre amor e romance

É que a vida tem dessas coisas…

Desculpa o esbarrão! Vamos começar de novo? Só diz que veio pra ficar. Pra somar. Pra completar. Pra transbordar… É, depois dessa gente, a gente nunca mais é o mesmo!

(Autora: Carla Rocha)
(Fonte: Tempo de Amor)
(Foto: dayvisondomingues.com.br)
* Texto publicado com a autorização da administração do site

Compartilhar
Fãs da Psicanálise
A busca da homeostase através da psicanálise e suas respostas através do amor ao próximo.



SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA