Ego (em alemão ich, “eu”) designa na teoria psicanalítica uma das três estruturas do modelo triádico do aparelho psíquico. O ego desenvolve-se a partir do Id com o objetivo de permitir que seus impulsos sejam eficientes, ou seja, levando em conta o mundo externo: é o chamado princípio da realidade.

É esse princípio que introduz a razão, o planejamento e a espera no comportamento humano. A satisfação das pulsões é retardada até o momento em que a realidade permita satisfazê-las com um máximo de prazer e um mínimo de consequências negativas.

A principal função do Ego é buscar uma harmonização inicialmente entre os desejos do Id e a realidade do Superego. Há muitos conflitos entre o Id e o Ego, pois os impulsos não civilizados do Id estão sempre querendo expressar-se.

Freud destacava que os impulsos do Id são muitas vezes reprimidos pelo Ego por causa do medo de castigo. Ou seja, o Ego pode coibir os impulsos inaceitáveis do Id, o “desejo de roubar”, por exemplo, seria um impulso do id (que é totalmente inconsciente).

Compartilhar
Fãs da Psicanálise
A busca da homeostase através da psicanálise e suas respostas através do amor ao próximo.


7 COMENTÁRIOS

  1. Deu muito errado!

    Ansiosa: não sou.
    Extrovertida: piorou! sou super na minha.
    Barulhenta: piorou ainda! Sou muitooo sileciosa, falo baixo, odeio barulheira, som alto, vozes altas, risadas altas.

DEIXE UMA RESPOSTA