Só fica sozinho quem quer ou decidiu desviar das possibilidades ou a sorte está distraída. Hoje, andando pelas ruas, vi uma mulher linda com um senhor bem idoso, eu parei para apreciar as razões do amor e dos interesses. Fiquei me perguntando o que aquele casal faziam juntos e felizes? Cadê a resposta? É conto de fada real.

Desconfio que as mulheres estão preferindo qualidades, e a idade virou detalhe. Aqueles padrões de antes para um relacionamento estão menos convencionais e menos preconceituosos, ainda bem. Cansamos de escutar conversas por aí de como deve ser um relacionamento, uma vida a dois, um casamento.

Relacionamento tem que ser para dar certo, ser feliz e não precisa mais do que isso. Aquele padrão da minha Tia Chiquinha já ficou no milênio passado, ainda bem! Queremos ser amados, independente da diferença de idade, da cor, da raça ou de padrão social. Queremos alguém para amar e que nos faça acreditar que tudo vai dar certo.

Um rosto bonitinho e um corpo em forma, não são para todos e nós precisamos acreditar nisso. O príncipe encantado até existe, mas do jeito que pintamos, porque até aqueles dos livros, se cansaram de tantas superficialidades e decidiram ser felizes para sempre com quem tem amor verdadeiro para trocar. Os castelos foram se desfazendo para darem lugares a lares mais reais e menos encantados.

Leia mais: A fita métrica do amor - Martha Medeiros

É preciso colocar os pés no chão e parar de flutuar amores impossíveis. É melhor ter alguém para cuidar do que qualquer pessoa padrão conto de fada, para dançar um Minueto em uma noite de verão. Não importa se o príncipe é mais velho, mais gordinho, um pouco vesgo, sem dinheiro, mas que ele seja verdadeiro e capaz de nos amar por inteiro e que nos dê carinho sem medida.

Homens príncipes são uma realidade e existem muitos deles por aí, vai depender de como você vai inventar sua história de amor. Precisamos nos desprender dos parâmetros perfeitos, dos pacotes completos e dos selos de qualidade, isto tudo soa superficial demais e com data de validade. Precisamos apenas de um alguém para uma vida em comum que saiba entregar de corpo, alma e sentimento.

Ter alguém apenas por ter, não deve ser muito agradável. Queremos um alguém especial sem qualquer padrão, livre para amar e imperdivelmente romântico. E foi assim que me senti quando vi aquele casal, eu avistei amor com compromisso e o detalhe gritante da idade dos dois, não me incomodava as mãos dadas deles pelas ruas.

Leia mais: O amor é feito de oportunidades que só os corajosos aproveitam

O amor pode ser o diferencial, o exótico, o antigo, o novo. O amor é a essência dos sentimentos, se faz livre de qualquer imposição e padrão. O amor é a qualidade mais sublime das pessoas. O amor é livre, único e não têm exigências. O amor é o amanhecer com alguém especial todos os dias, porque o príncipe, nem sempre, tem encantos.

Em cada conto de fadas, o imprescindível é acreditar que o amor prevaleça. E, o famoso, “felizes para sempre”, seja todos os dias fazendo durar uma vida toda com intensidade, doações diárias de carinho, lealdade e compreensão.

Compartilhar
Simone Guerra
Professora e colunista do site Fãs da Psicanálise.



SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA