De acordo com pesquisas recentes a população brasileira, assim como a mundial, vem envelhecendo com o passar dos anos. A expectativa de vida é cada vez maior e, com isso, a população idosa está mais predominante nas sociedades.

São consideradas pessoas idosas aquelas a partir de 65 anos, em países desenvolvidos. Entretanto, em países em desenvolvimento, como o Brasil, esse referencial é alterado e se inicia aos 60 anos.

Algumas pessoas estranham e acham precoce uma pessoa de 60 anos ser incluída na faixa da terceira idade, mas esses são dados oficiais. Isso nos mostra que os idosos são ativos e possuem boa capacidade para a aprendizagem e atuação.

A nossa sociedade, ao longo de muitas décadas, via os mais velhos de forma preconceituosa, relacionando-os como pessoas pouco importantes e excluindo-os do convívio social.

Porém, a terceira idade tem crescido muito no país e isso tem feito com que eles participem cada vez mais do dia a dia e sejam considerados importantes por várias áreas, como a cultura, o turismo, o esporte, a moda e etc…

Como lidar com o envelhecimento?

O processo de envelhecimento ocorre de forma constante e limita algumas condições físicas e psíquicas, então como viver essa fase de uma maneira positiva e saudável?

Leia mais: Cada um envelhece como quer

As questões psicológicas mais importantes ao longo do envelhecimento são: dificuldade de planejar o futuro, sensação de não pertencimento, diminuição do contato social, principalmente gerado após a aposentadoria, adaptação a mudanças e desmotivação.

Fatores que podem gerar depressão, baixa na autoestima e na autoimagem, insegurança, medo e ansiedade.

O primeiro passo para viver bem é reconhecer quem somos, nossa história, os desafios superados e os não superados. Olhar para si com honestidade valorizando as próprias conquistas.

Leia mais: Não se lamente por envelhecer, é um privilégio negado a muitos

É nesse ponto que a terapia pode ser de grande ajuda para os idosos. Pois, promoverá um momento de reflexão e de encontro consigo mesmo, melhorando a autoestima e a confiança.

Aqueles objetivos e desejos de vida que foram esquecidos por algum motivo no passado poderão ser (re) descobertos.

Uma sensação de liberdade!

O processo terapêutico atua como uma forma de permitir que o idoso consiga falar de seus medos e inseguranças. Trata-se de um espaço em que ele pode verbalizar suas questões mais incômodas com a tranquilidade de não ser julgado ou criticado.

Leia mais: Idosos fazem terapia pela primeira vez e superam questões antigas

No decorrer da terapia esses sentimentos vão perdendo força, tornando-se menos angustiantes, à medida que outras perspectivas mais positivas vão surgindo, possibilitando uma sensação de liberdade.

Existem características específicas da terceira idade que ajudam no tratamento psicológico. Os idosos quase sempre possuem mais tempo livre e, dessa forma, podem separar um espaço diário voltado para as atividades prazerosas da vida, assim como resgatar alguns hobbys antigos e descobrir novos.

Além disso, cada vez há mais opções de eventos culturais, oficinas, academias, viagens e vários outros voltados para esse público.

Isso valoriza os aspectos saudáveis em si e desenvolvem os pontos que podem contribuir para a realização pessoal, para a alegria e a satisfação de viver

Leia mais: Rita Lee: “Envelhecer é uma loucura, não é para maricas”

Cada etapa da vida possui um presente para aqueles que passam por ela, mas nem todos conseguem perceber isso. Quem está numa fase mais madura apresenta maior experiência em relação à vida e pode revertê-la em sabedoria e bem estar.

Via nossa página parceira: A Caminho da Mudança
Autora: Viviane Lajter Segal
Compartilhar
Fãs da Psicanálise
A busca da homeostase através da psicanálise e suas respostas através do amor ao próximo.




SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA