Young woman looking out of train window

Não é sobre ter e sim ser e sentir…
Como é bom sentir a leveza que os momentos simples da vida nos proporcionam. Quando começamos a ser ao invés de ter, ficamos radiantes em dançar na chuva… “É sobre dançar na chuva de vida que cai sobre nós.” “É saber se sentir infinito” diante de um mundo que parece estar no fim por acreditar que a simplicidade da vida é besteira; é perca de tempo.

Ah se por um instante soubesse que a vida é sonhar “e, então, fazer valer a pena cada verso daquele poema sobre acreditar…”. Acreditar que é a simplicidade da vida que a torna leve e assim, melhor de encarar as adversidades que a jornada proporciona ao longo do caminho. As dificuldades permitem aprendizados e um caminho mais forte. Isso sem precisar atropelar momentos e pessoas e sim, caminhar com calma vislumbrando a paisagem. E mais tarde ou mais cedo a existência da falta se fará presente, pois somos seres faltantes, incompletos.

Estamos sempre em busca de algo. Isso é o movimento da vida. Afinal de contas, “a gente não pode ter tudo, qual seria a graça do mundo se fosse assim?” Sem obstáculos não haveria vitórias com lutas. E quando eles chegarem, não pare de caminhar, diminua os passos, reflita, mas não pare de caminhar. E tudo isso, meu caro, é permitido através da simplicidade da vida, da leveza que sentimos ao vivenciar cada momento da nossa longa caminhada.

E mais, “não é sobre tudo que o seu dinheiro é capaz de comprar e sim sobre cada momento, sorriso a se compartilhar”. É por isso que devemos e podemos valorizar os momentos com nossa família e amigos. E incluo mais, respeitar as pessoas que não nos agradamos; ser caridosos sem olhar a quem. Sabe por quê? “… A vida é trem bala parceiro, e a gente é só passageiro prestes a partir…” Permita-se!

Compartilhar

RECOMENDAMOS




1 COMENTÁRIO

  1. A vida é trem bala parceiro, e a gente é só passageiro prestes a partir…” Permita-se!ESSE “prestes a partir” me lembra morrer, acabar tudo. Trem bala, me lembra que é muito rapido, acaba logo. É uma mensagem triste, desanimada, sem esperança. Para mim a vida e muito longa, volto no tempo de criança e subo numa carroca numa estrada esbruracada em alguns momentos, lizinha em outros, e vai variando o tempo todo. Me vejo criança, aconteceram bastante coisas, mudei de cidade, de escola, de amigas, de professores, de estado. Me vejo adolescente, e tudo que envolve. Me vejo Jovem, procurando trabalho, estudando à noite, namorando, terminando namoro, sofrendo, mudando de cidade, arrumando outro namorado, terminando faculdade, passando em concurso, me casando, mudando de cidade, tendo filhos, vivendo as dificuldades de relacionamento, separando voltando de outro pais. Depois disso ja se 24 anos e aconteceram tantas coisas, mas tantas coisas. Hoje aposentada há 8 anos, faco curso de psicanalise e terapia. Prevejo muitos anos de vida ainda pela frente. Só é trem bala pra quem nada aprendeu sobre essa sequencia de coisas que vai acontecendo. Alem disso, acho, essa frase derrotista. Nada se deve construir nos jovens e criancas pois acaba logo, nao tem sabor, nao se vai deixar coisa alguma para as outras geracoes. A melogia é linda, mas derrotista. Maria Jose Berti

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here