O segredo de número um para alcançarmos a felicidade, a paz interior e sermos realmente líderes da nossa própria vida é: saber viver sozinho.

Mas eu não quero viver sozinho Isabel. Então perceba o que você acaba de ler! Olhe com cuidado o que está escrito! Saber viver sozinho.

 Se você interpretou como se eu estivesse falando que você deveria viver sozinho, ou você deveria gostar de viver sozinho, provavelmente você tem dificuldade de ter você como melhor companhia.

 A verdade é que, se você não tem momentos de paz, alegria, harmonia e bem estar quando está sozinho com você,  você tem um grande problema. Como saber? Pegue um papel e uma caneta. Fique só num ambiente. Pode ser no carro, no parque, pode ser no quarto, na varanda. Só não dê desculpa para adiar. Se não tiver papel ou caneta, faça mentalmente mas faça!

 Pense em todas os momentos em que fica sozinho.

  • O que você faz?
  • Como se sente?
  • Você está realmente centrado, focado em você?
  • Você está por opção nesse momento só com você?
  • Você está fazendo algo por você mesmo?
  • O que está fazendo para você é com esmero?
  • Você se dedica a você?

Quais razões dessa multiplicidade de perguntas?

Acompanho diariamente vidas, normalmente pessoas que sofrem, ou pessoas que querem melhorar porque não se sentem bem, ou pessoas que precisam melhorar porque suas posturas frente a vida as levam a adoecer.

Seja qual for a razão, acompanho nas organizações e em consultório pessoas insatisfeitas com suas vidas pelo simples fato de não estarem satisfeitas consigo, com a convivência diária consigo.

Leia mais: Ser solteiro é uma opção e não a falta dela

Pense nas respostas das perguntas que se fez acima. Se você concluiu que é um/uma protagonista de sua vida, de sua jornada, parabéns! Você está no time que tem prazer em ir ao cinema sozinho, em fazer uma comida deliciosa e decorada especialmente para a pessoa mais amada que é você.

Você faz parte do time que se ama e gosta da própria companhia, separando momentos só seus para fortalecer o vínculo consigo. Momentos de comer uma fruta apreciando o gosto, sentir o vento fresco no rosto e agradecer, acariciar sua pele no banho, fazer massagem no seu pé, arrumar um cantinho que precisa ser mudado…

Nossa, são tantas as opções de ficar bem com a gente!

Se não desistir e fizer o que for possível para você, já é uma mudança. Fique feliz e procure fazer melhor sempre!

Compartilhar

RECOMENDAMOS


Isabel Rios Piñeiro
Apaixonada por ajudar cada pessoa na sua metamorfose em um ser mais saudável, próspero e feliz! É colunista do site Fãs da Psicanálise.


1 COMENTÁRIO

  1. Excelente texto. Parabéns.
    É bem isso mesmo, se você não consegui ser feliz consigo mesmo, não tem como fazer outra pessoa feliz. Acho que por isso as pessoas pulam de um relacionamento em outra, querendo descobrir essa felicidade, que na verdade está dentro dela mesmo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here