Quantos pares de sapato você tem? E calças? Bolsas? Tênis? Livros? Você sabe tudo o que tem dentro de seu guarda-roupas? Certamente você tem aquele sapato lindo, pra festa da hora… que quando surge, acha que não é o ideal e corre pra comprar outro.

Quantos esmaltes você tem? Perdeu as contas? Sabia que eles têm prazo de validade? E quantos hidratantes e xampus? TUDO vence um dia. Tudo é perecível e depois fica imprestável, sujeito a nos dar alergias.

A gente não sabe, mas pode estar virando um acumulador. Aqueles que vemos nos programas da TV a cabo. Em que são chamados até psicólogos pra tratar a pessoa que sofre desse mal.

Já vi programas que me fizeram assustar: uma senhora que acumulava gatos, havia até alguns mortos misturados. Sem falar na sujeira. Um senhor que acumulava livros: pilhas e pilhas que poderiam literalmente soterrar o seu proprietário.

No momento acumulo dívidas, mas são as do dia a dia, porque o salário é parco e os clientes não cumprem com o devido. Também acumulo boas ideias e desejo de ajudar os outros, principalmente se tiverem quatro patinhas e latirem.

Entretanto, quando assistimos a programas assim, ou temos de ver ao vivo e em cores situações como essas, acabamos por nos questionar: será que sou um acumulador?

A melhor coisa que existe, em minha opinião, além de estar com meus peludinhos, é fazer uma boa faxina, abrindo as portas do guarda-roupas e me questionando: quando usei esta roupa? Quando irei usar novamente?

O mesmo devemos fazer quando entramos numa loja com promoções e liquidações sedutoras: irei usar quando? Com que posso combinar? E o primordial: minhas contas estão em dia?

Talvez aquela ‘brusinha’ seja o preço de sua conta de telefone, condomínio ou aluguel. Vivo me perguntando se estou ganhando pouco ou se as lojas estão fora da realidade. Talvez estejam fora da minha.

Leia mais: O que se esconde por trás da sua bagunça

Ambiciono no momento um dia, e que esteja breve, poder entrar no mercado sem usar a calculadora do celular, levar TUDINHO o que eu quero, até as gordices. Principalmente as gordices!

Chegar ao posto de gasolina e dizer: encha o tanque com a gasolina master, calibre os pneus e, por favor, uma lavadinha pra completar. Estarei ali na conveniência bebendo um prosecco. Avise-me assim que estiver pronto.

Fonte: Revista W3

Compartilhar

RECOMENDAMOS


Fãs da Psicanálise
A busca da homeostase através da psicanálise e suas respostas através do amor ao próximo.


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here