Sabe aquela pessoa que tira o dia (ou toda uma existência, ou uma era) para irritar você?

Pois é. Justo naquela manhã em que você acabou de acordar espirituoso, tomou uma decisão importante (outra vez) de agir diferente, de não remoer emoções negativas, o que incluiu até mesmo em conceder a frente para os espertinhos no trânsito, mesmo sabendo o quanto eles não estão mais atrasados do que você e mesmo assim querem tirar vantagem e furar a fila? Pois então, você estava nesse momento zen.

Dia “flow”, a vida vai dar certo para mim, nada me afeta porque estou em paz comigo mesmo, até já meditei hoje de manhã.., aí “pah” alguém liga para você e diz exatamente o que precisava prá colocar todo o seu “look” de equilibrado no chinelo.

Duvido que você não tenha pelo menos uma, uminha, pessoa que consiga esse feito extraordinário no seu bom astral, e que tenha a exata, a primorosa mensagem (expressa ou subliminar), para você chegar à conclusão de que todo seu esforço pela elegância é vão, e que se dane tudo, vou me irritar e devolver a “gentileza”, sucumbir ao conflito, e pronto, acabou meu bom humor por hoje. Hashtag pronto engatei! Afinal, você não vai com a minha cara?

Vou confessar um segredo, eu tenho meu próprio avatar azucrinante. Mas não me inveje, esforce-se você e tenha o seu! Cada um com os seus problemas, estamos combinados? hahahah

Leia mais: Pessoas Tóxicas: como identificar, evitar e não ser uma

Tirante as brincadeiras, mas com um íntimo de verdade, resta questionar o por quê de precisarmos primeiro chafurdar na lama (se irritando novamente), se afinal já havíamos decidido evoluir!

Mas calma, não há problema algum em sucumbir a comportamentos externos, e ficar incomodado. A questão é por que mesmo nessa situação continuamos com o descontrole?

UMA NOVA PERSPECTIVA

É possível analisar esse perrengue a partir de uma outra perspectiva, que é não enxergando as coisas apenas com os olhos do ego, ou seja, quando nos damos conta de que os nossos sentimentos são meros escravos do nosso modo de pensar.

Leia mais: O ego vai te levar longe. E vai te deixar lá, sozinho!

Explico. Para uma mente dominada pelo ego, o mundo não oferece qualquer segurança, o que faz com que sempre estejamos na defensiva. Sendo assim, em nome da autodefesa, tudo o que não parece paz é ameaça, e toda ameaça produz raiva, e a raiva, enfim, faz com que o ataque pareça razoável.

Esse é o círculo vicioso de uma mente traidora que vive na ilusão da defensividade e não no amor.

O SENTIMENTO RUIM É FRUTO DA PRÓPRIA ILUSÃO

Primeiro precisamos identificar a origem do sentimento para saber se ele é apenas fruto da própria ilusão. Geralmente é.

Veja, regra geral os fatos da vida são neutros. As coisas em si não tem significado. A pseudo agressão tem a força que eu permitir. Logo, o sentimento de ataque é puramente meu.

Leia mais: O que há por trás da irritação frequente?

Portanto, irritar-se com uma conversa infeliz é ceder à ilusão de que, primeiro era um ataque direcionado para você, quando não era (o agressor também não entende esse processo), e, segundo, foi o seu ego que lhe mostrou uma escuridão existente em você, que você pode sair, assim que desejar.

É como acender a luz. A tomada de consciência dissipa a escuridão.

Sempre que você estiver sofrendo por se sentir atacado pense nisso: a causa do seu sofrimento vem da sua maneira de ver as coisas, porque os fatos, por si só, não são os causadores da sua dor. Ao fim e ao cabo, o conflito não existe, ele apenas tem a sua anuência para entrar na sua mente se você se identificar com ele.

Quem não vai com a cara do Quico não é o Chaves… Na realidade, tanto a mente do Quico, quanto a sua, a minha, a nossa, tende a ser dominada pelo ego, ego este que põe qualquer um na defensiva porque ainda se sente fragilizado já que não aprendeu a viver no amor.

VIVER SEM DEFESAS É TER FORÇA

A solução é extremamente simples, e representa um grande avanço na evolução pessoal.

Leia mais: Você não consegue mudar o que não consegue encarar

Primeiro, é preciso ter a consciência de que tu podes mudar a tua percepção do mundo. Segundo, passar a olhar os outros com olhos de amor e não mais de puro ego. Afinal, a luta travada do lado de fora tem muito mais a ver com a guerra interna, onde o protagonista principal tende a ser o orgulho.

E por fim lembra-te que viver sem defesas é que é ter força.

Nãomaistê irrite e Namastê!

Compartilhar
Márcia Nyland
Servidora Pública Federal, rastreadora incansável do desenvolvimento pessoal, e colunista do site Fãs da Psicanálise.


SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA