19 filmes que todo futuro psicólogo deveria assistir

46

19 filmes que todo futuro psicólogo deveria assistir

46

O ser humano é uma fonte inesgotável de mistérios, pronta a ser explorada por pessoas curiosas e repletas de senso analítico. Se essa é a sua, há grandes chances de você estar considerando a psicologia como sua futura profissão.

Quer ter uma palhinha com o que você poderá lidar no dia a dia da profissão? Então separamos um punhado de filmes que podem te ajudar.

Boa diversão e não se esqueça da pipoca!

O Lado Bom da Vida – 2012

Um cara recém-saído de uma instituição mental tem de se readaptar ao cotidiano, depois de ter sido diagnosticado com transtorno bipolar.

O Discurso do Rei – 2010

George VI, pai da rainha Elizabeth II, foi obrigado a assumir a coroa britânica de forma inesperada. O problema? Além de sua insegurança, ele era gago. Para ajudá-lo a superar o problema, ele conta com o terapeuta Lionel Logue.

Cisne Negro – 2010


Ao ganhar o papel principal no balé O Lago dos Cisnes, uma bailarina vai à loucura para interpretar os cisnes branco e negro.

Cidade dos Sonhos – 2001

md11

Uma jovem atriz se vê presa a uma ilusão psicótica envolvendo uma caixa azul, um diretor chamado Adam Kesher e uma casa noturna chamada Silencio.

Uma Mente Brilhante – 2001

John Nash, um brilhante matemático, descobre que sofre de esquizofrenia. O filme narra desde as primeiras manifestações da doença até a forma nada tradicional que Nash lidou com ela.

Psicopata Americano – 2000

À primeira vista, ele é apenas um executivo. Aos poucos, entretanto, descobrimos uma personalidade muito mais complicada – e perigosa.

Amnésia – 2000

Imagine se você não conseguisse se lembrar de nada que aconteceu nos últimos dias, mas ainda assim tivesse uma missão a cumprir. Então conheça a história de Leonard, que nesta situação precisa encontrar o assassino de sua esposa.

Beleza Americana – 1999


De perto, ninguém é normal. Especialmente aquelas pessoas que se esforçam demais para parecerem normais, como o casal Lester e Carolyn Burnham.

Clube da Luta – 1999


Qual a primeira regra do Clube da Luta? Você não fala sobre o Clube da Luta. Qual a segunda regra do Clube da Luta? Você não fala sobre o Clube da Luta. Quer saber mais? Então não vamos falar sobre o Clube da Luta. Assiste aí.

Garota, Interrompida – 1999

Após uma tentativa de suicídio, Susanna é levada para um hospital psiquiátrico, onde conhece outras garotas com diferentes problemas psicológicos.

Gênio Indomável – 1997

Um garoto genial, mas que só conhece as coisas por meio das páginas dos livros, é obrigado a fazer terapia com um cara que, ao contrário, já vivenciou um montão de coisas. Os diálogos dessa dupla estão entre os mais incríveis do cinema.

Seven – Os Sete Pecados Capitais – 1995

Dois detetives da homicídios estão à caça de um assassino em série que justifica seus crimes usando os 7 pecados capitais.

O Silêncio dos Inocentes – 1991

Se você tiver que assistir apenas um filme desta lista, é este. O Silêncio dos Inocentes é tão absolutamente incrível, que vale por uma aula de psicologia. Aqui, nosso psiquiatra-canibal favorito ajuda uma agente do FBI a caçar um assassino em série. Assista. É sério.

O Iluminado – 1980

Jack Nicholson é um ator genial, que aqui está mais genial do que nunca no papel de um escritor que pira completamente em um hotel no meio do nada, e tenta matar sua família.

Taxi Driver – 1976


Você está falando comigo? Você está falando comigo? Então sai andando e conheça esse veterano de guerra que trabalha como taxista em Noya York…

Laranja Mecânica – 1971

Alex DeLarge é um jovem ultraviolento que vive em uma Londres futurista, que acaba entrando para um programa experimentar ao ser preso.

Através de um Espelho – 1961

espelho

Karin retorna à ilha da família após passar uma temporada em um hospital psiquiátrico. No dia a dia, ela tenta se agarrar à realidade que lentamente foge de seu controle.

Um Corpo que Cai – 1958

Um ex-detetive de polícia investiga uma mulher que está em vias de cometer suicídio. Os problemas começam quando ele se apaixona por ela.

12 Homens e Uma Sentença – 1957

12-angry-men-day2-013

Culpado ou inocente? Isso é o que um júri precisa decidir durante o julgamente de um jovem acusado de matar seu próprio pai.

(Fonte: www.gobetago.com.br/)

Compartilhar
Fãs da Psicanálise
A busca da homeostase através da psicanálise e suas respostas através do amor ao próximo.



46 COMENTÁRIOS

  1. Já assisti a vários filmes dentre os citados acima. E, por incrível que pareça, sempre senti este desejo de mudar de profissão, de ser uma psicóloga. O filme Uma mente brilhante então foi decisivo pra que eu repensasse minha profissão. Sou professora de Matemática e há 7 anos venho lutando contra transtornos mentais. Já obtive vários diagnósticos diferentes. O mais novo e intrigante pra mim foi o de Esquizofrenia. A pergunta que me faço: Será ?? Já tive contato com várias leituras que pontuam a tendência de pessoas que se dedicam as ciências exatas um dia virem a desenvolver a doença. Isso foi um choque pra mim. Acho que por isso estou disposta a tentar ingressar em um curso de psicologia. Quero a princípio obter um auto-conhecimento e, dependendo das descobertas, desenvolver a auto-cura. E num segundo momento, quem sabe, poder ajudar a outras pessoas que passaram o mesmo que eu.

    • Cláudia, essa sua ‘vontade’ é o maior erro que vc pode cometer, eu estudei psicologia e ao longo do curso conheci inúmeras pessoas que obviamente entraram para ‘se tratar’ ou se ‘auto-analisar’, e isso não existe… não dá certo… e todas elas acabaram por não concluir o curso. Melhor vc gastar o dinheiro da faculdade numa boa terapia e seguir com sua vida, sério mesmo, além do que a profissão é cruel na hora de vc encontrar ‘espaço para atuar’. mesmo que seja uma boa profissional e tenha algum diferencial (meu caso), estou formada a 21 anos e ainda não me mantenho com a profissão…

      • perfeita resposta , Sandra ,curso psicologia ,e oque mais os professores falavam e falam é isso ,- não faça pra querer se auto analisar ,será um arrependimento.

      • Você está correta em relação a auto-análise, mas não em relação a profissão, essa sua visão é antiquada e muito pessoal. Sinto em dizer que a Psicologia hoje em dia remunera muito bem, no entanto, é preciso não apenas ser um “bom profissional”, deve amar o que faz.
        Ainda não se mantém na profissão após 21 anos? Fique atenta, há algo errado e não é na profissão.

    • Além de que arrisco dizer que seus problemas estão mais relacionados ao sistema educacional brasileiro (tenho 2 irmãs professoras/sofredoras) que a área de exatas… tem milhares de professores cm depressão, sindrome do pânico e outras enfermidades da mente por conta da profissão e o modo que são ‘obrigados’ a atuar … é frustrante demais !!!

      • Olá Sandra
        Concordo e discordo do que escrevestes. Concordo porque tenho presenciado cotidianamente o sofrimento dos professores e percebo que é realmente, uma profissão onde a probabilidade de sofrimento é alta. Discordo quando chama de “enfermidades da mente”. Mente é algo metafísico que não ocupa lugar no tempo nem no espaço, e é o substituto atual para o que anteriormente já foi chamado de “espírito”, “alma”, “psiquê” etc. Enquanto percebermos esses sofrimentos como algo “interior” e “mental” nas pessoas, deixamos de entender que tudo vem das interações, e é ali que devmos atuar, nas contingências que promovem sofrimento.

      • Olá Sandra
        Concordo e discordo do que escrevestes. Concordo porque tenho presenciado cotidianamente o sofrimento dos professores e percebo que é realmente, uma profissão onde a probabilidade de sofrimento é alta. Discordo quando chama de “enfermidades da mente”. Mente é algo metafísico que não ocupa lugar no tempo nem no espaço, e é o substituto atual para o que anteriormente já foi chamado de “espírito”, “alma”, “psiquê” “ego”, “complexos inconcientes” etc. Enquanto percebermos esses sofrimentos como algo “interior” e “mental” nas pessoas, deixamos de entender que tudo vem das interações, e é ali que devmos atuar, nas contingências que promovem sofrimento.

    • Olá Claudia, sou estudante de psicologia, é um curso maravilhoso! mas se vc está procurando a psicologia com objetivo de “auto-cura” me desculpe mas não é a melhor opção! O melhor a se fazer é procurar um bom psicólogo!

    • quer dizer que a intelligentsia foi à psicologia unicamente em nome do conhecimento, e não do auto-conhecimento? cuidado: para os manuais que pautam o trabalho de boa parte das ciências e intervenções “psi”, à medida que o tempo passa, estes, os auto-proclamados “normais”, estão cada vez mais perto da loucura… o que significa a varição do diagnóstico? aqui e hoje sou TOC, lá e ontem eu era histérico… por favor, me expliquem, psicólogos?

      pois, do alto de minha loucura, eu digo: É POSSÍVEL SIM FAZER PSI (COLOGIA / CANÁLISE / QUIAQTRIA / ETC) PARA TENTAR SE ENTENDER, “SE CURAR”, basta ler algumas cartas de Freud a Fliess para ver que o pai também é fraco, e deve ser, afinal…

      mas as questões podem ser outras, por exemplo: entender-se, curar-se, para quê? para ser normal? feliz? não é melhor pensar em diminuir sofrimento, uma vez que nascemos para sofrer? e se for para diminuir o sofrimento, talvez outra “atividade” que não a ciência psi possa ser útil

      bom, chega, desculpem, apenas um último disparate: quem assistiu A ilha do medo se faz a pergunta: ele era ou não era louco? pois bem, o buraco é mais embaixo: depois que você entra em uma instituição psi, você pode ser qualquer coisa, precisamente porque está ao alcance destas ciências psi fazer do real, normal, ou seja, pautar a realidade pelo critério da norma… e algumas pessoas ainda acham que a norma se define (que se faz psi) em nome do conhecimento, quando no fundo fazem psi para entrar no jogo de poder que a norma nos impõe, porque não escapam da vontade de saber quem são, enfim, para se auto-proclamarem “normais” …

    • Para o aitoconhecimento, você não precisa fazer um curso de psicologia… e sim, buscar uma boa terapia… um tratamento psicanalítico vão ajudar muito mais.

    • A Psicologia é uma profissão … não procure o curso como uma auto ajuda ou como solução para resolver seus problemas. Se sente que precisa respostas e ajuda vá numa psicóloga … mas nunca comece o curso de psicologia por outra razão que não a de ser uma profissional da área .. Se cuida ..

    • Nossa me interessei bastante sua história,muito bacana você quere mudar sua profissão não só por si ajudar e pra ter mais conhecimento mais sim por querer ajudar também as pessoas!parabens tudo de bom!

    • que bacana Cláudia, também vejo muito sobre psicologia, leio muito sobre assunto, assisto filme, me faz repensar, e até mesmo melhorar comigo mesmo e com outras a minha volta, acho ótimo, mais ainda não que curso fazer ainda, rsrs

    • Claudia, sou estudante do curso de psicologia, quando eu li seu comentário pensei que poderia orienta-la , o curso é fascinante e através dele você conhece e reconhece muitos aspectos sobre os processos cognitivos, existem várias abordagens e geralmente escolhemos uma para trabalharmos e nos aperfeiçoarmos, os professores costumam dizer que a abordagem nos escolherá, mas gostaria que você soubesse que, jamais poderá se auto-ajudar ou auto-analisar. Quando precisamos de ajuda, devemos procurar outro profissional para equilibrar nossas emoções, se você realmente tem interesse por cursar psicologia faça isso por vontade e conhecimento, não por achar que encontrara “cura” ou “auto-tratamento”.
      Boa Sorte!

  2. Olá Cláudia . Sou licenciada em psicologia. Posso te adiantar que para obter um auto-conhecimento e, dependendo das descobertas desenvolver a auto-cura, antes de cursar psicologia, deves procurar um psicólogo(a).
    Pois nas aulas aprendemos a lidar com os problemas dos outros. Claro que nos faz pensar melhor sobre os nossos próprios problemas, mas, não nos dá a autonomia suficiente para tratarmos a nós mesmos. Tanto que para podermos começar a clinicar como terapeutas, temos que antes fazer uma boa quantidade de horas em terapia.

  3. é , tem 2 , que vocês poderiam incluir na lista , é ” Amigo Oculto – não posso falar senão perde a graça , na época estava construindo um personagem ,
    e falei para uma amiga , e ela me recomendou , kk fiquei um pouco decepcionado pelo personagem já existir , mas de qualquer forma vale a pena
    ver . e o outros são ; Efeito Borboleta 1 ,2 e revelação , muito legal , valeu pela
    recomendação . A.A.

  4. Muito interessante essa lista !
    Eu incluiria ainda: Amigo Oculto (já citado em contato anterior, que realmente é muito bom) e Janela Secreta, com o Johnny Deep.

  5. Estou no 2° ano do ensino médio, e tenho certeza do que quero fazer: Psicologia. Já assisti á metade desses filmes, e os demais com certeza acabaram de entrar para a minha lista!!!
    Ps. Dentre os que eu já vi está O Silêncio dos Inocentes, com certeza um dos melhores! Porém, Dragão Vermelho, um filme baseado também na obra de Thomas Harris é o meu favorito, e eu também o colocaria nessa lista. Ele se passa com o Dr. Lecter preso, mas isso não o impediu de atender e auxiliar um antigo paciente, o detetive Graham (que foi quem o prendeu) a solucionar o caso do Dragão Vermelho. Qualquer um que assista á esse filme, não vai se arrepender =3

  6. Acrescentaria Lucy, Psicose, Como as estrelas brilham no céu as crianças brilham na terra (filme indiano excelente), A procura da Felicidade e À espera de um milagre.

  7. Poderia incluir também: O solista, Ilha do medo, Bicho de sete cabeças, Precisamos falar sobre Kevin, Melhor é impossível, Requiém e porque não, As aventuras de PI

  8. Olá….Muito legal…

    Eu incluiria : DUAS VIDAS ( Fala sobre um trauma de infância , que mudou o modo de ser de um solteirão, que podemos notar um mecanismo de defesa , deixar vocês descobrirem rsr)
    Mrs JONES ( Fala sobre Bipolaridade e sobre até onde o terapeuta pode se envolver com o paciente).
    O AMOR PODE DAR CERTO ( Fala sobre as fases do adoecimento e a idéia sobre a morte)
    O LENHADOR( mostra a pedofilia sobre a perspectiva do pedófilo).
    AOS 13 ( Adolescência).
    Enfim.
    Abraços.

  9. Eu incluiria:
    O Doador de Memórias (Filme ótimo que vai dos pensamentos, emoções, percepções e sensações humanas).
    Transcendence – A Revolução (Uma frase define o filme: “Você pode provar sua auto-consciência?”).
    Sr. Ninguém (Um filme brilhante e desafiador que mistura algumas teorias como as behavioristas e as da física).

  10. Boas dicas que todos vocês deram e vi-os todos.Gostaria de acrescentar à lista de filmes:
    -O Tambor-Baseado no livro de Gunter Grass-O tambor de lata-(Trauma infantil)
    -Tommy-ópera rock(Trauma infantil)
    -Francis Farmer-Lobotomia pré-frontal numa artista de cinema(Verídico)
    -Marnie-um romance sobre o papel do amor sobre o Trauma infantil..
    -Laranja mecânica-os bastidores das instituições psi/ a violência….
    …e faltam tantos…..

  11. Recomendo Anita. A história real de uma ninfomaníaca de 17 anos na Suécia dos anos 60, que tem a sua vida mudada depois que conhece um estudante de psicologia.

DEIXE UMA RESPOSTA