Pense no que vai dizer antes de abrir a boca. Seja breve e preciso, já que cada vez que deixa sair uma palavra, deixa sair uma parte da sua energia.

Assim, aprenderá a desenvolver a arte de falar sem perder energia.

Nunca faça promessas que não possa cumprir. Não se queixe, nem utilize palavras que projetem imagens negativas, porque se reproduzirá ao seu redor tudo o que tenha fabricado com as suas palavras carregadas de energia.

Se não tem nada de bom, verdadeiro e útil a dizer, é melhor não dizer nada.

Aprenda a ser como um espelho: observe e reflita a energia.

O Universo é o melhor exemplo de um espelho que a natureza nos deu, porque aceita, sem condições, os nossos pensamentos, emoções, palavras e ações, e envia-nos o reflexo da nossa própria energia através das diferentes circunstâncias que se apresentam nas nossas vidas.

Se identifica-se com o êxito, terá êxito. Se identifica-se com o fracasso, terá fracasso.

Assim, podemos observar que as circunstâncias que vivemos são simplesmente manifestações externas do conteúdo da nossa conversa interna. Aprenda a ser como o universo, escutando e refletindo a energia sem emoções densas e sem preconceitos.

Porque, sendo como um espelho, com o poder mental tranqüilo e em silêncio, sem lhe dar oportunidade de se impor com as suas opiniões pessoais, e evitando reações emocionais excessivas, tem oportunidade de uma comunicação sincera e fluida.

Não se dê demasiada importância e seja humilde. Pois quanto mais se mostra superior, inteligente e prepotente, mais se torna prisioneiro da sua própria imagem e vive num mundo de tensão e ilusões.

Seja discreto, preserve a sua vida íntima. Desta forma libertar-se-á da opinião dos outros e terá uma vida tranqüila e benevolente, invisível, misteriosa, indefinível, insondável como um grande sábio.

Não entre em competição com os demais, a terra que nos nutre dá-nos o necessário. Ajude o próximo a perceber as suas próprias virtudes e qualidades, a brilhar. O espírito competitivo faz com que o ego cresça e, inevitavelmente, crie conflitos.

Tenha confiança em si mesmo. Preserve a sua paz interior, evitando entrar na provação e nas trapaças dos outros.

Não se comprometa facilmente, agindo de maneira precipitada, sem ter consciência profunda da situação.

Tenha um momento de silêncio interno para considerar tudo que se apresenta e só então tome uma decisão.

Assim desenvolverá a confiança em si mesmo e a Sabedoria. Se realmente há algo que não sabe, ou para que não tenha resposta, aceite o fato.

Não saber é muito incômodo para o ego, porque ele gosta de saber tudo, ter sempre razão e dar a sua opinião muito pessoal. Mas, na realidade, o ego nada sabe, simplesmente faz acreditar que sabe.

Evite julgar ou criticar. O verdadeiro sábio é imparcial nos seus juízos: não critica ninguém, tem uma compaixão infinita e não conhece a dualidade.

Cada vez que julga alguém, a única coisa que faz é expressar a sua opinião pessoal, e isso é uma perda de energia, é puro ruído. Julgar é uma maneira de esconder as nossas próprias fraquezas.

O sábio tolera tudo sem dizer uma palavra. Tudo o que o incomoda nos outros é uma projeção do que não venceu em si mesmo.

Deixe que cada um resolva os seus problemas e concentre a sua energia na sua própria vida. Ocupe-se de si mesmo, não se defenda.

Quando tenta defender-se, está a dar demasiada importância às palavras dos outros, a dar mais força à agressão deles.

Se aceita não se defender, mostra que as opiniões dos demais não o afetam, que são simplesmente opiniões, e que não necessita de os convencer para ser feliz.

O seu silêncio interno torna-o impassível. Faça uso regular do silêncio para educar o seu ego, que tem o mau costume de falar o tempo todo. Pratique a arte de não falar.

Tome algumas horas para se abster de falar. Este é um exercício excelente para conhecer e aprender o universo do saber ilimitado, em vez de tentar explicar o que é esse saber.

Progressivamente desenvolverá a arte de falar sem falar, e a sua verdadeira natureza interna substituirá a sua personalidade artificial, deixando aparecer a luz do seu coração e o poder da sabedoria do silêncio.

Graças a essa força, atrairá para si tudo o que necessita para a sua própria realização e completa libertação.

Porém, tem que ter cuidado para que o ego não se infiltre.

O Poder permanece quando o ego se mantém tranqüilo e em silêncio. Se o ego se impõe e abusa desse Poder, este converter-se-á num veneno, que o envenenará rapidamente.

Fique em silêncio, cultive o seu próprio poder interno. Respeite a vida de tudo o que existe no mundo.

Não force, manipule ou controle o próximo. Converta-se no seu próprio Mestre e deixe os demais serem o que têm a capacidade de ser.

Compartilhar
Fãs da Psicanálise
A busca da homeostase através da psicanálise e suas respostas através do amor ao próximo.



21 COMENTÁRIOS

  1. Belo texto, belas palavras que por si só exprimem silêncios…penso que o silêncio, o tornar-se espelho e o não julgamento são exercícios diários e iniciam com a maturidade do espírito…Sou capaz de permanecer por horas em silêncio e apenas sorri como resposta…mas aprendi a ouvir exercitando o silêncio com as quedas que levei por conta do venenoso ego.

  2. Pense no que vai dizer antes de abrir a boca.
    Então não posso continuar á fazer análise , e a associação livre ? ,como diz minha psicanalista : fale tudo o que passar em sua cabeça , rose

    • Rose, quando lemos um texto precisamos usar do bom senso, a capacidade de compreensão de cada um está atrelada a sua evolução. Veja, até mesmo para escrever um comentário utilizamos a nossa energia.

  3. Sem duvida alguma, vivemos num mundo capitalista, cada vez mais competitivo e insano. A sociedade atual faz-nos acreditar que temos de competir e de ser melhores que o próximo, trabalhar horas a fio sem contacto com aquilo que realmente importa, a família os amigos e qualquer pessoa neste mundo, por isso há depressões, por isso as pessoas se sentem cada vez mais frustradas e são cada vez mais frias e mesquinhas! As crianças crescem a acreditar que têm de ser melhores: “não ajudes o teu amigo se não vais perder com isso!” ; “Não te comportes desta maneira porque é errado!”.
    Vivemos num mundo de ilusão em que ter e agir de forma politicamente correta ou “normal” é mais importante do que ser o que somos e do que abrir a nossa mente para o mundo. A nossa vida não passa de um pequeno e rápido momento, e neste momento, na minha humilde opinião o sentido dela é e devia ser para todos compartilhar ideias abertas e livres de qualquer preconceito com toda a gente de todo mundo! acredito que mais tarde ou mais cedo isso vai acontecer, quando os povos e os países deixarem de existir e a sua competição económica também e vamos dar valor a vida e aos sentimentos de cada ser vivo neste mundo e usufruir da sorte que temos em sermos tão diferentes e em termos tanta sorte em estar aqui e podermos respirar o mesmo ar e percebermos que somos todos iguais e só precisamos de nos amar de verdade uns aos outros 🙂
    Este texto é fantástico, mostra realmente que se as pessoas fossem assim o mundo era perfeito e realmente deixávamos a lei da selva e transformavamos-nos um ser superior, um ser iluminado, para mim o verdadeiro sentido de ser HUMANO, obrigado pelo vosso exelente trabalho, um abraço!

  4. Muito lindo mas como sou pragmática digo que não vivo num mosteiro isolada do mundo tenho que saber discernir e julgar de acordo com a moral sem ser moralista, ser justa sem ser justiceira. Julgo qdo voto, julgo quando defendo o direito das mulheres,julgo quando chamo a atenção ás minhas filhas por maus comportamentos etc. Cansei de ver gente a defender este texto e que depois se armam em moralistas . Frequentei montes de cursos e palestras sobre espiritualidade e depois fui testemunha que esses mesmos palestrantes moralistas faziam exatamente o oposto do que defendiam. Já não vou em conversas nem sigo mestres nem gurus. ” ….não Pecais por pensamentoa, palavras, atos e…OMISSÕES”.

DEIXE UMA RESPOSTA