Alegria de viver é confiar que tudo ficará bem,

Mesmo quando a vida insiste em nos mostrar o contrário.

Alegria de viver é se sentir tranquilo,

Mesmo quando a vida está de ponta-cabeça.

Alegria de viver é deixar pra lá as amarguras do coração,

Principalmente quando provenientes do escárnio alheio.

É sorrir aos sisudos e se divertir com isso.

E também chorar a mágoa reticente que insiste em ficar, sem a necessidade de esconder que algo não vai bem.

Alegria de viver é rir de si próprio e brincar consigo mesmo.

E saber contar histórias quando a verdade for muito cruel.

Leia mais: Sobre a alegria: uma ética de amor à vida

É tagarelar sozinho quando não há ninguém para conversar.

Ou, então, cantar bem alto a música que toca no rádio do carro quando o semáforo está fechado e o motorista ao lado está reparando em você.

É dançar pelado na frente do espelho,

Sem a necessidade de ressaltar a gordurinha persistente que também teima em permanecer.

Leia mais: O que torna uma vida boa? Lições do estudo mais longo sobre a felicidade

É não perder o entusiasmo pela vida, consciente de que ela não é perfeita, mas ainda assim é bonita.

Compartilhar
Regiane Reis
Mestre em Direito Constitucional. Autora do livro "O empregado portador do vírus HIV/Aids". Criadora do site pausa virtual. "Buscando o autoconhecimento, entendi que precisava escrever sobre temas universais como a vida, o amor e a fé". É colunista do site Fãs da Psicanálise.



SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA