Vamos às 10 coisas que toda “Mães solteira”, o que inclui também as mães separadas e viúvas, precisa saber:

1) Todas as mães solteiras precisam ser mais rígidas, obrigatoriamente!

Quando se tem filhos, na maioria das vezes, os pais naturalmente se dividem de acordo com suas próprias personalidades: um acaba sendo mais mole e bonzinho e o outro faz o papel do mais rígido. Pois no caso das mães solteiras, elas precisam ser o bonzinho e o bravo ao mesmo tempo. As mães com personalidades mais calmas, acabam se tornando mais firmes e, talvez, um pouco menos tolerante, pois a educação dos pequenos está 100% nas mãos delas.

A psicóloga e escritora Dra. Olga Tessari diz que “normalmente a mãe é mais compreensiva, permissiva, emocional, e o homem está mais ligado à razão. Então, quando a mulher assume os dois papéis entra em crise consigo mesma, pois conflita com o seu instinto, com o que realmente sente enquanto mãe”.

2) A parte prática é menos complicada do que a emocional!
Banhos demorados, dormidinhas à tarde e assistir a um filme inteiro já são luxos para todas as mães, porém, a mãe solteira acaba tendo menos tempo ainda! E o cansaço e exaustão emocionais são muito maiores…

Para conseguir lidar melhor com toda essa situação é importante que a mãe esteja de bem com sua própria história. Momentos de angústia são inevitáveis, mas se ela estiver certa, intimamente, dos motivos que a levaram às suas decisões, fica mais fácil dar a volta por cima e aliviar (um pouco), seu lado emocional. Até responder às perguntas delicadas de um filho se torna menos difícil se ela estiver preparada para isso e tiver digerido bem os momentos difíceis vividos na separação.

3) Você vai sentir pena do seu filho pela ausência do pai…
Isso é totalmente natural e compreensível, porém não é o certo! “A mãe vai ter de ensinar ao filho que, seja por abandono, morte ou outro motivo, ele vai ter que aprender a lidar com a situação. Ela nunca deve tratar o filho como coitadinho”, diz a especialista Dra. Olga Tessari.

4) … E vai sentir muita falta do seu filho quando ele estiver com o pai
Procurei muitos artigos sobre mães solteiras para conseguir escrever este post e, em muitos comentários nesses mesmos artigos, percebi o quanto as mães ficam desesperadas de saudades dos filhos quando eles vão para a casa dos pais. Mesmo estando bem cansada por serem responsáveis pelos cuidados dos filhos na maior parte do tempo, elas sentem um vazio muito grande.

As dicas dos psicólogos dizem para as mães tentarem não ligar o tempo todo para os pais e para os filhos. Isso fará com o pai crie uma responsabilidade e um vínculo maior com as crianças, tendo que resolver algumas situações sozinho. O ideal é deixar claro que ele pode ligar a qualquer hora, no que for preciso, para o pai não ter medo de precisar de você.

5) Não se anule na vida!
Não é porque você é mãe solteira que não tem mais vida! A mulher não deve se colocar em último plano, precisa se deixar viver. “Normalmente a vez delas não chega nunca. É preciso cuidar de si, tem que ter tempo de ir ao cabeleireiro, ler um livro, sair, conhecer novas pessoas, se relacionar e até assistir novela. É encarar essas atividades com prazer, como um lazer, e nunca como uma obrigação”, opina Dra. Olga Tessari.

6) Lembre-se: seu filho mais velho, não é o homem da casa!
Não jogue essa imensa responsabilidade nas costas do seu filho! Os filhos têm que ser criados para ter independência e o filho mais velho nunca deve ser tratado como o pai dos menores, caso a mulher tenha mais crianças em casa. “Tente dividir responsabilidades, já que precisa trabalhar, delegue tarefas”, sugere Dra. Olga Tessari.

7) Não tenha medo do seu futuro amoroso!
Aprenda a viver sozinha. Essa é a regra número 1 para as mães solteiras terem autoconfiança em si mesmas. Vá a eventos sociais sozinha, assuma sua solteirisse com cabeça erguida. Não se sinta menor por não ser casada. Dê tempo ao tempo e esteja aberta. Mas, acima de tudo, priorize seus filhos, isso te fortalecerá e você conseguirá transmitir para todos à sua volta, a mulher forte e segura que é!

8) Julgamentos e críticas existirão. Aprenda a ignorá-los!
As pessoas adoram falar das outras. Se você engordou demais na gravidez, se você tem apenas um filho (ou se tem mais de 3), se você não come só orgânicos, se engravidou rápido (ou demorado) demais… E, claro, se você é mãe solteira. O que estou tentando dizer é: não pegue isso para você. A pessoa que fala é a que tem preconceito e que, com certeza, não tem a vida 100% perfeita e feliz!
Mãe é mãe, não importa o estado civil!

9) Organize sua vida financeira!
Principalmente se não conta com a ajuda do pai dos seus filhos. Faça planilhas e gaste apenas o que você tem para gastar. Finanças é geralmente um dos assuntos que traz mais stress para as mães solteiras. Se você tiver o controle da situação, se poupará (e poupará seus filhos) de uma grande preocupação.

10) Mães solteiras merecem muita admiração!
“Mães solteiras merecem respeito. Mais do que isso: merecem aplausos. É coisa para mulheres valentes, que têm a coragem de dar à luz seus filhos e de conduzir sua vida sem se submeter a convenções meramente sociais. Não é feio ser mãe solteira. Feio é ter preconceito e mente pequena, julgar o livro pela capa e o caráter pelo estado civil. Feio é ser infeliz. E felicidade, certamente, é algo que nunca faltará para estas grandes mulheres”.

(Autora: Renata Pires)

(Fonte: justrealmoms.com.br)

 

 

Compartilhar
Fãs da Psicanálise
A busca da homeostase através da psicanálise e suas respostas através do amor ao próximo.



SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA