Como anda sua autoestima? Bem? Mal? Estável?

Muitos acreditam que falar em autoestima, significa falar em tratar do corpo, ter vaidade física, procurando se tornar uma pessoa linda, com pernos tornadas, barriga sarada, cabelos e tudo mais na mais perfeita sincronia com o que a sociedade considera ser belo.

Tudo bem, concordo que cuidar do corpo faça com que a nossa autoestima melhore, mas e o a sua mente, você cuida dela? O que adiante ter um corpo bonito, e ficar sofrendo com coisas que não controla? Ou ter problemas mais sérios, gerando uma angústia constante na sua vida?

Quer ser maravilhosa, e ter algum tipo de neurose que faça com que você não consiga ficar nenhum minuto sem se olhar no espelho, procurando imperfeições? O quanto sadia está a sua maneira de se cuidar?

Lembre-se que mens sana in corpore sano, ou seja, mente sã corpo são!

Leia mais: Teste: Como anda sua autoestima?

Até que ponto uma pessoa que se cuida tanto fisicamente, não está tentando resolver um problema na sua mente através do corpo? Se uma pessoa por exemplo tem um complexo de inferioridade grande, fazendo com que ela através do seu corpo “prefeito” equilibre esse sentimento, fazendo com que ela ao invés de cuidar da sua mente, gaste horas se exercitando. E se procura um corpo perfeito, o que está imperfeito na sua mente? Uma sexualidade não resolvida, por exemplo? Ou um conflito com alguém que ama, mas devido ao seu orgulho, não aceita agir humildemente, e assim resolver esse problema?

O quanto alguém que corre todos os dias, em uma ânsia de cada vez mais superar limites, não está inconscientemente fugindo (correndo) de algo que não quer encarar?

É claro que não devemos generalizar, e volto a dizer que se cuidar é muito bom, mas o que assusta é a forma exagerada (formação reativa?) com que as pessoas estão agindo.

Acredite ou não, a sua autoestima está mais ligada a sua mente, do que em relação ao seu corpo.

Leia mais: 8 dicas para levantar a autoestima

Se você tem sérios problemas pessoais para resolver, e não os resolve, certamente isso irá roubar uma quantidade enorme de energia psíquica, fazendo com que a sua autoestima caia muito. E a cada dia que se passa, você sabe (sua mente sabe) que existem conflitos para serem solucionados.

Infelizmente ainda existem pessoas que acreditam que a “perfeição de ser belo”, ou vaidade, vai resolver todos os problemas da sua vida.

A energia que faz com que a sua autoestima fique melhor ou não, está ligada diretamente em como você está lidando com os seus conflitos, seus recalques, e não na sua forma de vestir, ou na sua beleza física.

Isso vai ser algo que ajudará você a se sentir melhor, tipo melhorar 5% a sua autoestima, os outros 95% está em como você realmente se vê, pois do que adianta você se achar a pessoas mais linda do mundo, mas ao mesmo tempo não consegue tirar da sua mente que é uma pessoa burra e incapaz?

Cuide do todo, e não de uma parte somente! Os melhores atletas são aqueles que se preparam tanto fisicamente, como psicologicamente. De nada vai adiantar ter uma preparação perfeita para uma prova, se você continuar achando que é um perdedor, certo?

Compartilhar
Paulo Jacob
Psicoterapeuta com Formação em Psicanálise Clínica, Especialização em Técnicas de Acesso Direto ao Inconsciente, Capacitação em Hipnose e Hipnoterapia Comportamental. Professor de Psicanálise e Analista Didata no Centro de Estudos em Psicanálise Clinica - WCCA Psicanálise. Atuando na Nossa Clínica Psicanálise situado em Campinas/SP. É colunista do site Fãs da Psicanálise.



SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA