O tema de hoje é AUTOESTIMA.

E, para início de conversa vamos conversar um pouco, eu e você, sobre aquilo que lhe motiva a viver. Você pode refletir e chegar a conclusão de que seus filhos, a namorada, pais, um bom emprego, viagens lhe motivam a viver… enfim aquilo que lhe faz feliz!

Mas o que estar feliz tem a ver com a minha autoestima? Te respondo: Tudo! Tudo? Sim, tudo. Como já colocamos em diversos artigos disponíveis no fasdapsicanalise.com.br , autoestima é o quanto uma pessoa se gosta, como ela desenvolve amor por si nas suas relações com os outros.

Gosto de usar o exemplo as palavras de um maravilhoso orador: Jesus Cristo. “Ame ao próximo COMO a si mesmo”. Percebe o “Como a si mesmo”? Sim, como a você e não mais do que você. Compreende?

Se analisarmos os ensinamentos dessas palavras, sem nenhum tipo de doutrinação religiosa, é possível perceber que desenvolver um sentimento construtivo de amor primeiro por si e para si, apenas reforça a sua autoestima.

Mas “eu me detesto”, “queria ser outra pessoa” são palavras que leio diariamente, digo até mais, todas as horas, em comentários nos posts da fanpage Fãs da Psicanálise. Como posso amar ao próximo se eu não consigo nem ao menos me amar? Sim, esse é um caso de baixa autoestima.

Pois agora você está quase chegando ao motivo de estar em frente a sua tela vendo esse vídeo. Pense: se você não se suporta, como alguém suportaria ficar ao seu lado?

Eu posso ir além: se o que lhe motiva a viver é a sua namorada, são seus filhos, o emprego, um carro ou  uma possível viagem, o que fazer quando algo nisso tudo dá errado ou não se mostrar mais disponível? Quando sua namorada disser que não te ama mais, por exemplo. Quando você for demitido? Quando receber uma nota baixa na escola?

E aí: você vai chorar, vai deitar na sua cama e ficar por lá? Vai entupir o whatsapp do ex até ele lhe bloquear e você o chamar de monstro? Vai dizer para todo mundo que o seu chefe é injusto?

Pare! Pare. Enquanto você continuar colocando em coisas ou pessoas a realização da sua felicidade, você não será feliz e com isso não terá uma autoestima estável.

Entenda, autoestima estável é aquela em que você não se sente superior a ninguém, mas também não está tão pra baixo, tão fraquinho que se sente o último entre os mortais.

Na autoestima estável você não é escravo de reconhecimento alheio. Na autoestima estável você não responsabiliza os outros pela tristeza que sente.

Na autoestima estável percebemos que existem adversidades; que é preciso perdoar o próximo, pois você também reconhece que comete deslizes – ou não? Apenas o seu vizinho, a sua amante, o motorista… esses  cometem deslizes, você não, nunca.

Pois vou lhe dizer uma coisa: até mesmo o bem que você faz hoje pode ser esquecido amanhã, faça o bem assim mesmo – é uma conduta que faz bem primeiro à você. Lembra? Ame primeiro a você e depois aos outros, como a você mesmo.

Faça um exercício prático: compreenda as razões do seu sofrimento e aja, para vencê-lo, perdoando quem tiver de ser perdoado, compreendendo quem tiver de ser compreendido. Lembre-se ninguém é digno de pena, de rancor… todos somos dignos de amor. Começando por você.

Somente você é você. Parece óbvio, mas reflita sobre isso. Cole no espelho do quarto e leia todo dia pela manhã.

Deixe seu comentário aqui abaixo sobre esse vídeo, me diga se tem alguma dúvida, indique temas, enfim… compartilhe.

Luz para o bem e até nosso próximo encontro.

Veja o vídeo deste texto aqui:

Compartilhar
Natthalia Paccola
Psicanalista, Jornalista, bacharel em Direito e mestre em Geociências. Há anos desenvolve um trabalho intenso na Psicoterapia Online através de Skype e Facetime. É responsável por várias mídias sociais que levam o nome do site que idealizou e dirige, o Fãs da Psicanálise.



2 COMENTÁRIOS

  1. Muitas pessoas se sentem individualmente e de forma até egocêntrica pena de si mesma. Problemas psicossomáticos afetam o bem estar das pessoas neste mundo tão intenso em que se vive hoje. Canalizar a felicidade naquilo que possa perder.
    Parabéns pela forma que abordou o tema. 😉

DEIXE UMA RESPOSTA