Brad Pitt resolveu quebrar o silêncio e abrir o jogo após se divorciar de Angelina Jolie. O eterno galã estampou a nova edição da revista norte-americana “GQ Style” e deu sua primeira entrevista depois do fim do relacionamento de mais de dez anos.

Muito discreto, ele evitou falar diretamente sobre a crise com a ex. “Você deveria assistir ao novo filme da Angie”, disparou, como se nada tivesse acontecido.

Porém, logo em seguida, Brad Pitt revelou alguns motivos para seu casamento ter chegado ao fim. “Eu estava me embebedando demais. Não queria mais viver assim”, contou Pitt que também disse que parou de consumir álcool e começou a fazer terapia. “A bebida estava virando um problema. E estou muito feliz em estar sóbrio há um ano e meio – o que é uma sensação agridoce, mas eu consegui voltar a ter controle sobre meus sentimentos”, entregou.

Na entrevista, o ator ainda relembrou episódios que marcaram sua infância em Springfield, nos Estados Unidos, e a dependência do álcool durante a adolescência. “Não me recordo de um dia em que tenha saído da escola e não tenha ficado bêbado ou usado cigarro de maconha. (..)
Eu parei com tudo isso quando comecei minha família, exceto com a bebida. No último ano eu bebi demais. Isso se tornou um problema”, afirmou.

Durante o bate-papo, Pitt deixou claro que ainda ama sua ex esposa. “Eu não queria o divórcio. A primeira vontade é de lutar. ‘Se você ama uma pessoa, deixa-a livre’. Agora eu sei o que isso significa. Significa amar sem esperar nada em troca”, completou.

Compartilhar

RECOMENDAMOS


Fãs da Psicanálise
A busca da homeostase através da psicanálise e suas respostas através do amor ao próximo.


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here