Existe hoje um novo marco politico do envelhecimento ativo. Estamos preparados individualmente e socialmente para a velhice? Segundo o médico Alexandre Kalache, a velhice pode ser maravilhosa, uma vez que já não temos mais as pressões de construir uma carreira, criar filhos, dar conta de mil tarefas e demandas… Desde que você tenha boa saúde, renda suficiente, conhecimentos, apoio familiar e amigos, o tal do capital social.

Mas pode também ser uma etapa da vida com solidão, sofrimento, inseguranças. Portanto, é fundamental se sentir protegido e amparado. No Brasil a prevenção deixa a desejar. Segundo Kalache, é necessário o desenvolvimento de uma cultura do cuidado, pois estamos sofrendo uma “síndrome da insuficiência familiar” e precisamos melhorar nossas relações intergeracionais.

Alexandre Kalache é médico e gerontólogo formado pela UFRJ e PhD em Epidemiologia pela Universidade de Oxford. Ex-diretor do departamento de Envelhecimento e Saúde da Organização Mundial da Saúde. Presidente do Centro Internacional de Longevidade (ILC-BR), organização da sociedade civil, parceira do Centro de Estudo e Pesquisa do Envelhecimento (Cepe).

Compartilhar
Fãs da Psicanálise
A busca da homeostase através da psicanálise e suas respostas através do amor ao próximo.



SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA