Talvez pela distância que a correria do cotidiano separa as pessoas, talvez pela cultura do status atrelado a uma ostentação consumista, quem sabe pela concorrência que invade todos os setores da vida, ou então por falta do que fazer e caráter distorcido, a fofoca hoje se dissemina em todos os ambientes possíveis. Não só as celebridades, mas qualquer mortal pode ter sua vida vasculhada e denegrida por alguém.

Fofoca e inveja sempre caminharam juntas, de mãos dadas, pois se valem da necessidade doentia de derrubar a imagem alheia, de tirar o outro de onde ele estiver, pois a muitos é intolerável aceitar que alguém esteja brilhando. O sucesso alheio incomoda, pois nos leva a refletir sobre onde nós próprios estamos, a ponto de nós mesmos diminuirmos tudo o que já obtivemos, achando-nos menos do que os demais

Dificilmente as pessoas que maldizem os outros e tentam derrubar o alvo de sua maldade irão mudar, uma vez que já se acostumaram a não se sentir ninguém, a não perceber que podem se destacar por si sós sem precisar apagar quem estiver ao lado. Sim, eles não concebem qualquer forma de obter atenção e sucesso, a não ser destruindo a imagem alheia, nem que tenha que inventar, mentir, jogar sujo – é só o que sabem fazer.

Portanto, dependerá de nós a iniciativa de mantermos a serenidade e o equilíbrio diante de todas as pessoas que passarem pelo nosso caminho, principalmente aquelas que tentarão nos desestabilizar. É preciso filtrar tudo o que chega até nós, inclusive percebendo que as pessoas que nos trazem fofocas de outrem muito provavelmente também estarão levando adiante fofocas sobre nós. Além disso, quem se sente confortável ouvindo alguém falar mal de nós nem é amigo de verdade.

Cabe-nos seguir nossas vidas com determinação e sinceridade, pautando nossas ações pela ética e pela decência, evitando falar mal dos outros, para que o que chegar de fofoca até nós morra de fome, até que nada mais de ruim nos chegue. Se for preciso, deveremos desabafar sobre o que pensamos sobre alguém com quem for extremamente confiável e, mesmo assim, já não mais existirá um segredo. Bom mesmo é ter certeza absoluta de quem somos e do que queremos para nós, porque a verdade é e sempre será a melhor blindagem que existe contra a maldade alheia.

(Autor: Marcel Camargo)

(Fonte: equilibrioemvida.com)

Compartilhar
Fãs da Psicanálise
A busca da homeostase através da psicanálise e suas respostas através do amor ao próximo.



SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA