O ballet clássico é uma forma de dança ensinada no mundo inteiro seguindo os princípios estabelecidos desde a criação da Academia Real de Dança, fundada por Luis XIV no ano de 1661. A música clássica, o professor, a estrutura da aula e o conteúdo sistemático fazem com que o aluno precise de muita concentração e disciplina durante a aula. (HASS; GARCIA; BERTOLETTI, 2010).

As características culturais da dança preconizam a busca pela perfeição, valorizando a leveza dos movimentos, flexibilidade, equilíbrio e domínio do corpo, para uma melhor sustentação sobre a sapatilha de ponta. Tais características estão associadas a uma imagem longilínea (TORO et al, 2009).

Mas até onde vai a busca por essa imagem? O excesso de treino, as dietas hipocalóricas, as rigorosas exigências de desempenho físico e estética corporal, podem levar esses profissionais a desenvolverem o que chamamos de transtorno do comportamento alimentar (RIBEIRO;VEIGA,2010).

Os transtornos do comportamento alimentar mais vistos em bailarinos são a anorexia nervosa e a bulimia nervosa, caracterizadas por um padrão de comportamento alimentar gravemente perturbado, um controle patológico do peso corporal e por distúrbios da percepção do formato do corpo, ou seja, por mais desnutrido que ele esteja, o individuo se vê no espelho como se estivesse acima do peso ideal (SAIKALI et al,2004).

Alguns dos critérios de diagnóstico de anorexia são: recusa a manter o peso corporal em um nível adequado à idade e à altura, medo intenso de ganhar peso, perturbação no modo de vivenciar o peso ou a forma do corpo e nas mulheres pós-menarca, amenorreia (ausência de menstruação por três ciclos consecutivos) (DSM-IV, 2000).

Já para a bulimia são: episódios recorrentes de compulsão periódica, ou seja, ingestão, em um período limitado de tempo (dentro de um período de 2 horas) de uma quantidade de alimentos maior do que o ideal, sentimento de falta de controle sobre o comportamento alimentar durante o episódio e comportamento compensatório inadequado, como autoindução de vômito, uso de laxantes, diuréticos, medicamentos, jejuns ou exercícios excessivos. (DSM-IV, 2000).

Concluindo, a busca do perfeccionismo, a pressão por parte dos instrutores e familiares e a instabilidade emocional podem levar a transtornos do comportamento alimentar em indivíduos que praticam ballet clássico (FREITAS et al., 2009), portanto é muito importante que o individuo aceite o seu corpo como ele é, tendo uma consideração positiva ou pelo menos reconhecê-lo e aceitá-lo. Para isso o treinador e os pais não devem insistir demais para que o bailarino tenha o biótipo ‘’ideal’’ para dançar, tendo sempre a responsabilidade de orientá-lo e incentivá-lo, esclarecendo suas duvidas e incentivando o acompanhamento nutricional para a manutenção de um peso e um estilo de vida saudáveis (FREITAS et al., 2009).

Referências Bibliográficas

DSM-IV. Manual de diagnóstico e estatístico da Associação Norte Americana de Psiquiatria: transtornos alimentares, 2000. Disponível em: . Acesso em: 27/08/2013.

FREITAS, A.; ROCHA, N. D.; GASTALDON, L.; TREVISAN, J. F. P. Insatisfação da imagem corporal, práticas alimentares e de emagrecimento em adolescentes do sexo feminino. Rev. Bras. de Nutrição Clinica, São Paulo, v. 24, n. 3, p. 166-173, 2009.

SAIKALI, et al. Imagem corporal nos transtornos alimentares.Rev de Psiquiatria clínica, São Paulo,2004.

TORO et al.Eating disorders in Ballet dancing students: problems and risk factors. Eur. Eat. Disord. Rev. 2009.

RIBEIRO,L.G;VEIGA,G.V. Imagem corporal e comportamentos de risco para transtornos alimentares em bailarinos profissionais. Rev. Bras. Med. Esporte, Rio de Janeiro, 2010.

HASS, A.N; GARCIA,A.C.D;BERTOLETTI,J.Imagem corporal e bailarinas profissionais. Rev. Bras. Med. Esporte. Rio grande do sul, 2010.

(Fonte: rgnutri.com.br )

Compartilhar
Fãs da Psicanálise
A busca da homeostase através da psicanálise e suas respostas através do amor ao próximo.



SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA