Sabe por que terminar uma relação deixa as pessoas tão inconformadas? Porque elas sentem que conquistaram o mundo quando encontraram alguém e se apaixonaram e criaram rotinas, histórias, sonhos e os concretizaram. Ele comprou uma camisa porque ela gostava, ela viajou para o nordeste porque ele queria. Eles se tornaram donos de um mundo que criaram juntos.

Eu estaria mentindo se eu dissesse que a maioria dos relacionamentos são eternos. Inúmeras vezes alguém encontrou outro alguém e achou que a história seria para sempre, mas acabou no meio do caminho. Aliás, isso acontece o tempo todo.

É isso que eu quero que entendam: terminar um relacionamento é um acontecimento natural da vida. A gente pode fazer todo o possível para que não aconteça, mas na maior parte do tempo é inevitável.

É triste e muito doloroso, com certeza, mas não é o fim do mundo, não é uma tragédia. Perder um filho, prematuramente, é o fim do mundo. Sofrer um acidente e ficar paralítica é o fim do mundo. Perder um pai subitamente é o fim do mundo. E ainda assim, as pessoas continuam, mesmo quando o mundo acaba, elas seguem em frente.

O término de uma relação? Isso não é o fim do mundo, porque elas continuam bem, continuam vivas, apenas não estão juntas, mas há um futuro seguro para elas. O término é só um período que duas pessoas precisam atravessar quando as coisas não vão bem, quando os planos não deram certo, quando as apostas que fizeram estavam erradas, e ali acaba, o enredo.

Porque somos personagens, criando a nossa própria biografia, e ali acaba um capítulo, mas a história da vida continua. Ela não se resume a uma pessoa específica, ela é unicamente sua. É você com seus pais, com seus amigos, com seu cachorro, com seus amores, com seus filhos e com o mundo.

E o que você pode fazer é agradecer por ter acontecido, por ter aprendido, por saber que tem lembranças incríveis, que teve momentos maravilhosos, que experimentou o amor uma vez, porque tem gente que nem isso teve. Então mesmo perdendo, você já ganhou.

Leia Mais: Eu já desisti… Faço a minha parte e pronto

E o que você pode fazer é reinventar-se, porque chorar não resolve, porque beber não traz a pessoa de volta, porque ficar com raiva e destilar todo o seu ódio pela internet não recupera o seu orgulho ferido.

Então você precisa perceber que este momento é só a vida te dando uma chance. Uma chance de fazer um novo caminho, de mudar, de fazer algo diferente, de acertar mais com os que ficam, de errar menos com os que virão.

Uma nova chance de ser feliz de verdade, porque ninguém termina uma relação no auge da felicidade, ninguém termina quando duas pessoas se amam acima de tudo, ninguém termina quando as coisas vão perfeitamente bem.

Um término é sempre um novo começo. E você não precisa ter medo do futuro, do amor que se vai, porque o amor sempre volta. Em outras formas, em outros rostos e em outros tempos. O amor não é o problema, o mundo não acaba por isso.

O mundo, na verdade, é o que ficou. E está inteiramente disponível para você conquistá-lo novamente.

Desta vez, do seu jeitinho particular.

(Autor: Francisco Galarreta)

(Fonte: antesdasobremesa)

*Texto publicado com autorização do site parceiro.

Compartilhar

RECOMENDAMOS


Fãs da Psicanálise

A busca da homeostase através da psicanálise e suas respostas através do amor ao próximo.



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here