Os homens têm a temperatura corporal levemente mais alta do que as mulheres. Por isso, há décadas as configurações de temperatura do ar condicionado de escritórios são pensadas apenas para a ala masculina e tornam o dia a dia de trabalho desconfortável para as funcionárias. E tem mais: esta regra pode estar atrapalhando o desempenho profissional das mulheres.

Uma pesquisa feita em parceria por universidades dos Estados Unidos e da Alemanha concluiu que mulheres têm melhores resultados de performance em matemática e tarefas verbais em ambientes com temperaturas mais altas. Já os homens têm melhora no desempenho em ambientes mais refrigerados, no entanto, em uma menor proporção.

O estudo, feito no Social Science Center, em Berlim, analisou as respostas de 543 estudantes de ambos os sexos para questões de matemática, discurso e “reflexão cognitiva”. As respostas intuitivas variavam bastante de acordo com a temperatura do ambiente.

“É sabido que as mulheres preferem temperaturas ambientes mais quentes, mas isso poderia ser apenas um gosto pessoal. No entanto, nós descobrimos que não é só uma questão de se sentir confortável, mas que o desempenho em funções importantes – como matemática e fala – é diretamente afetado pela temperatura”, explica Tom Chang, da universidade americana Marshall School of Business, também envolvida no estudo.

Ele disse ainda que a variação da temperatura não precisa ser grande para que as diferenças apareçam. “Não estamos falando de congelar e ter extremo calor, mas de diferença de 4 a 5 graus Celsius. Se estão preocupadas com o desempenho dos funcionários, as empresas devem começar a prestar atenção no ar condicionado”, completou Chang.

(Fonte: tuaradio.com.br)

Compartilhar

RECOMENDAMOS



Fãs da Psicanálise
A busca da homeostase através da psicanálise e suas respostas através do amor ao próximo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here