Os distúrbios psicológicos afetam um grande número de pessoas da população mundial: cerca de 450 milhões de pessoas sofrem de algum tipo de transtorno, ou seja, uma em cada quatro pessoas sofre de alguma doença mental ao longo da vida.

Por isso, os roteiristas têm criado vários protagonistas com distúrbios psicológicos na história do cinema.

Esses transtornos dão mais complexidade e riqueza aos personagens além de nos mostrar, em alguns casos, aspectos da doença que não conhecíamos. Suspense, drama, comédia romântica, ficção científica… Propomos aqui cinco filmes sobre distúrbios psicológicos de vários tipos, que talvez você não tenha assistido e que vale a pena conhecer.

Os distúrbios psicológicos no cinema

1- A cova da serpente (Anatole Litvak, 1948)
Este filme é baseado em um best-seller autobiográfico escrito por Mary Jane Ward em 1946, onde relata as experiências que viveu quando foi internada em um manicômio público. Olívia de Havilland incorpora brilhantemente essa escritora recém-casada que foi internada em um hospital psiquiátrico depois de sofrer um ataque de nervos logo após o seu casamento.

Este tratamento acaba sendo pior que a doença devido aos maus-tratos e às péssimas condições às quais as internas eram submetidas. Isto contribuiu para agravar o seu estado mental perturbado.

‘A cova da serpente’ foi o primeiro filme de Hollywood que falou abertamente sobre a situação dos pacientes em instituições psiquiátricas do pós-guerra e foi realizado de tal forma que foi indicado a seis prêmios do Oscar. Devido à polêmica que gerou na época, ganhou apenas um.

2- O Pescador de Ilusões (Terry Gilliam, 1991)
Nesta comédia dramática Jack Lucas (Jeff Bridges) é um arrogante locutor de rádio que costuma insultar os ouvintes que ligam para o seu programa e acaba levando involuntariamente um ouvinte a cometer um massacre em um bar, matando sete pessoas.

A culpa associada ao seu narcisismo precipitam um estresse emocional: ele deixa seu trabalho no rádio e se torna um homem amargurado. Três anos mais tarde ele conhece Jack Parry (Robin Williams), um vagabundo desequilibrado e delirante que coincidentemente perdeu a sua esposa no massacre do bar.

Leia Mais: 10 Filmes sobre o amor que você precisa assistir

Jack forma uma dupla excepcional com Parry, que sofre de psicose pós-traumática grave e delírios persecutórios (paranoia), além de esquizofrenia.

Esta comovente, hilariante e sensível história de amizade entre dois homens destroçados é o ponto de partida para que seja criada uma irresistível fábula moderna em Nova Iorque, que lança um olhar amargo sobre os paradoxos da vida moderna, a começar pela violência do estresse urbano capaz de arrasar vidas, alheias na sua demência homicida e inconsequente.

3- Benny e Joon- Corações em conflito (Jeremiah S. Chechik, 1993)
O cinema nos presenteou com algumas comédias românticas onde existe muito amor entre pessoas com transtornos psicológicos. Benny e Joon são a prova disso: Benny (Aidam Quinn) cuida da irmã Joon (Mary Stuart Masterson), que sofre de esquizofrenia.

Depois de perder uma aposta em uma mesa de pôquer, são obrigados a conviver com Sam (Johnny Depp), um rapaz mimado e extravagante. Mas Sam, com seu jeito especial, acaba transformando as suas vidas e Sam e Joon acabam se apaixonando um pelo outro.

Leia Mais: 14 filmes reais absolutamente imperdíveis para amantes de psicologia

4- Donnie Darko (Richard Kelly, 2001)
A ficção científica também tira proveito das possibilidades oferecidas pela falta de estabilidade mental na criação de mundos fantásticos nesta história de realidades paralelas e viagens no tempo.

Estrelado por Jake Gyllenhaal, Drew Barrymore e Patrick Swaze, conta as experiências incomuns de um adolescente esquizofrênico e sonâmbulo (interpretado por Gyllenhaal), que tem uma grande imaginação e inteligência.

Donnie escapa da morte graças ao aparecimento de um coelho gigante e demoníaco chamado Frank, que além de lhe proporcionar poderes sobrenaturais, prevê exatamente o dia em que o mundo vai se acabar.

‘Donnie Darko’ não estreou nos cinemas devido ao ataque das torres gêmeas, mas isso não impediu o seu sucesso posteriormente.

5- O abrigo (Jeff Nichols, 2011)
É um filme dramático e de suspense que conta a vida de Curtis LaForche, um pai de família que vive em uma pequena cidade de Ohio com sua esposa e filha. Curtis começa a ter sonhos estranhos e apocalípticos e, enquanto a sua vida desmorona, decide construir um abrigo contra tempestades no quintal da sua casa.

As suas visões e seu comportamento cada vez mais estranho o fazem questionar se o verdadeiro motivo da construção do abrigo é proteger a sua família dos perigos que pressente ou de si mesmo.

(Fonte: amenteemaravilhosa)

Compartilhar

RECOMENDAMOS


Fãs da Psicanálise

A busca da homeostase através da psicanálise e suas respostas através do amor ao próximo.



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here