Medo. Uma palavrinha tão pequena, capaz de causar grandes estragos na nossa vida, muitas vezes silenciosos, porém altamente destrutivos. Um sentimento indesejado mas com o qual nos apegamos facilmente e de tal forma que chega um momento em que não sabemos mais viver sem ele.

Mas quem não queria ter toda a coragem do mundo para fazer aquilo que tem vontade? Quem não tem um desejo guardado que ainda não foi transformado em realidade porque o medo estacionou bem na frente do seu próximo passo?

O medo não é visível ou palpável. Ele mora em nossa mente, assim como nossas emoções, sensações, sentimentos e pensamentos, e é influenciado por eles. Quando estamos animados, o medo diminui. Quando nos sentimos solitários, ele cresce. Quando pensamos positivo, ele perde espaço para a fé. Quando pensamos negativo, ele está vencendo a batalha.

É por isso que os pensamentos que alimentamos e os aprendizados e conhecimentos que conservamos exercem grande influência sobre nós. É através deles que determinamos de que forma enxergamos a vida. Se tivermos pensamentos positivos, as sensações negativas – como o medo – perdem a intensidade. E se nosso entendimento sobre o que é o medo, como ele age na nossa vida e que atitudes o enfraquecem for bem direcionado, conseguimos controlá-lo sem dificuldade.

Os seis pensamentos abaixo são alguns aprendizados você precisa absorver e carregar com você, para ter mais consciência sobre o medo e lidar melhor com ele. Leia com atenção, entenda e procure refletir sobre eles e considerá-los sempre que precisar enfrentar o medo:

Tudo é difícil antes de se tornar fácil e tudo é desconhecido antes de se tornar conhecido

Você não nasceu sabendo andar, ler, falar, nadar, trabalhar, dirigir… Cada uma destas coisas teve início no nada. Você não tinha ideia do que fazer no primeiro dia de trabalho. Deu medo, mas você foi. As primeiras vezes que dirigiu em uma avenida as pernas tremeram, e hoje você faz tudo com facilidade. Não foi nada fácil aprender a ler, mas olha você aí lendo!

Tudo o que você já conhece um dia foi desconhecido e tudo o que você sabe hoje teve que passar por um processo de aprendizado começado do zero. Você nem se lembra mais disso, mas foi assim! E todas estas coisas são importantes para a sua vida, assim como tudo o que você criar coragem para aprender daqui para a frente será importante no futuro!

Medo de começar ou de mergulhar em algo novo é uma grande bobagem. Funciona assim para todo mundo, portanto, vá e faça de uma vez! Cedo ou tarde o difícil vira fácil, o desconhecido vira conhecido e o que você não conseguia fazer uma hora vai conseguir. Começos fazem parte da vida, não deixe de começar por medo.

Não vá para o caminho que o medo faz você ir

Se você está seguindo determinado caminho porque o seu medo te colocou lá, pare. Pense bem. É o medo o sentimento que você quer que guie sua vida? Ou é a alegria, o amor, a vontade, a curiosidade, a beleza e outras coisas boas? Se o que te faz estar onde está é o medo, repense sua vida. Se você tem uma escolha a fazer ou uma decisão a tomar, pergunte antes se está se inclinando para a voz do medo ou para o chamado da sua felicidade.

Leia Mais: Não tenha medo de mergulhar nas pessoas

O medo é SEMPRE uma invenção da mente

Quando algo de ruim realmente acontece, o que nós sentimos não é medo. É tristeza, desespero, decepção, dor… sentimentos reais ligados ao que está acontecendo no presente. Já o medo está relacionado a algo que não aconteceu e pode muito bem não acontecer. Ele é só a imaginação usando a nossa mente para nos fazer mal.

Quantas vezes você já não sofreu por coisas que nunca aconteceram? E depois a gente acaba achando graça por ter sofrido à toa, mas isso não faz nada bem para a saúde e ainda atrapalha nossa vida durante horas, dias, até semanas. É por isso que tanto se fala sobre a importância de viver no presente. Sofrer pelo medo é um enorme desperdício de tempo.

Vá com medo, vá sem medo, mas vá!

Essa é uma frase que eu sempre procuro pensar quando fico paralisada diante do medo, já se tornou um mantra pra mim. Fecho os olhos, penso nela, respiro fundo e vou! Porque muitas vezes um segundo de coragem é tudo o que a gente precisa e o efeito deste pensamento é instantaneamente encorajador. Se o medo não quiser largar do seu pé, arraste ele junto. Só não pare!

O arrependimento pelo que você não fez é muito pior do que o pelo que você fez

Porque se você fez, ao menos viveu, e por mais chata que tenha sido a experiência, você sempre leva algum aprendizado com você. Não há dúvidas de que a gente aprende muito mais experimentando do que ouvindo falar. Sem contar que em meio a experiências ruins haverá muitas boas! Se você não se arriscar e tentar, não terá nenhuma das duas. E é muito melhor viver coisas incríveis em meio a um ou outro tropeço do que não viver nada.

(Autora: Stephanie Gomes)

(Fonte: desassossegada)

*Texto reproduzido com autorização do site.

Compartilhar

RECOMENDAMOS


Fãs da Psicanálise
A busca da homeostase através da psicanálise e suas respostas através do amor ao próximo.


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here