Alguma vez você já passou um dia na praia e voltou para casa sentindo-se relaxado e rejuvenescido?

Você pode concordar prontamente que a praia tem um efeito calmante, mas também sabe que estar na praia pode ter um enorme efeito sobre a sua saúde e bem-estar, e pode mesmo mudar seu cérebro.

Vamos dar uma olhada em alguns dos benefícios cientificamente apoiados que a praia pode oferecer.

Lora Fleming, da Universidade de Exeter na Inglaterra, diz que a ideia de que a praia ajuda a nossa saúde está bem estabelecida. Os médicos do século XVIII costumavam prescrever viagens para o oceano para visitar “hospitais de banho”. Hospitais de banho eram clínicas especialmente projetadas que ofereciam tratamentos banho de água salgada.

Fleming observa, no entanto, que os cientistas só começaram a olhar para os benefícios de saúde do oceano experimentalmente nos últimos tempos.

1. O córtex pré-frontal do seu cérebro é ativado

O córtex pré-frontal, uma área do cérebro associada com a emoção e autorreflexão (bem como outras funções) é ativado quando os sons do oceano são reproduzidos. Isso foi provado através de pesquisas de cientistas com participantes de estudos que foram expostos a sons e ruídos do oceano.

2. As ondas dos oceanos geram íons negativos

A sensação de paz que temos na praia pode ser um resultado de alterações moleculares em nossos corpos.

As ondas do oceano produzem íons negativos. Íons negativos aceleram a capacidade do nosso corpo de absorver oxigênio. Eles também equilibram os níveis de serotonina; uma substância química produzida pelo organismo que está relacionada com o humor e o stress.

Leia mais: Sobre a paz que desejamos

Esta é uma das razões pelas quais estar na praia foi ligada, por cientistas, à energia mental positiva e uma sensação geral de saúde e bem-estar. Pode até fazer-nos dormir melhor.

3. Os níveis de seu hormônio do estresse, cortisol, diminuem

A razão pela qual as praias têm um efeito tão calmante sobre nós pode ser por causa do som das ondas. Os sons mais relaxantes e agradáveis de ouvir são aqueles que têm padrões de ondas previsíveis. O som também deve ser suave em volumes e frequências harmônicas em intervalos regulares. As ondas do oceano são dessa forma. Regulares e suaves de ouvir.

Leia mais: 8 sinais de que o estresse está te deixando doente

O som do mar pode ter um efeito ainda mais profundo no emocional, de acordo com a neurocientista Shelley Batts. O ruído do oceano provavelmente desencadeia memórias profundas ou sensações de relaxamento e segurança. Algumas pessoas podem até dizer que recordam o útero e os batimentos cardíacos de sua mãe.

Há um hormônio do estresse chamado cortisol. Alguns ruídos, tais como tráfego e o ruído de avião pode acioná-lo. Quando esse hormônio é liberado, problemas de saúde, tais como úlceras e doenças cardíacas podem ocorrer. O barulho calmante do oceano trabalha para diminuir os níveis de cortisol. Desta forma, o oceano pode ter um efeito positivo sobre nossa saúde em geral e evitar potenciais problemas de saúde.

4. A superfície plana do oceano te acalma

A superfície plana do oceano pode também dar-nos uma sensação de segurança.

Leia mais: Psiu, um silêncio acalma a alma!

O neurocientista Michael Merzenich diz que os seres humanos se sentem seguros quando estão em lugares que não são complexos. Na floresta, seres humanos precisam fugir de animais predadores; nas cidades, há bandidos e vilões com os quais devemos tomar cuidado; no entanto, na praia podemos enxergar milhas, e isso nos dá paz de espírito. Não há ameaças potenciais.

“Somos construídos, neurologicamente, para normalizar o nosso ambiente e controla-lo.”, diz Merzenich. “Quando olhamos para o mar, ou estamos ao longo da costa, nós estamos em um ambiente previsível e estável.”

(Fonte: lifehack.org)

Compartilhar
Fãs da Psicanálise
A busca da homeostase através da psicanálise e suas respostas através do amor ao próximo.



12 COMENTÁRIOS

  1. Eu até acredto nestes efeitos. Porém meu projeto de sair da serra e morar na praia para melhorar minha saúde fracassou. No começo, como tudo que é novidade, até experimentei estas sensações. Mas depois tive uma recaida. Pois estava em um lugar que tirando o mar, mais nada prestava. Cidade muito limitada, serviços essenciais de qualidade ruim ou inexistentes. Sentia dificuldades para comprar alimentos com qualidade. Isso tudo me frustrou muito. E, pra completar, tive problemas com meu emprego. Minha recaida me levou ao fundo do poço, fiquei do que quando fui pra esta cidade. Até para tomar uma atitude e sair dali sentia dificuldades. Foram 7 anos de estagnação. Cheguei a pensar em acabar com minha vida. Depois de me tratar com medicamentos consegui pelo menos reagir para sair dali. Não estou curada, sei que nunca mais serei a mesma, mas me sinto aliviada de ter saido com minha família daquele lugar. Nem mesmo amigos consegui fazer. É um capitulo da minha vida que quero esquecer. Sei que muitas pessoas tiveram uma experiência diferente da minha. Mas gostaria de alertar quem deseja mudar de vida: passe uma temporada no lugar para se certificar de que o lugar atende a todas as suas necessidades e prioridades. Não consegui sair pq meus filhos eram pequenos e se adaptaram ao lugar. So encontrei forças pq meus filhos tb precisaram sair pra estudar. Eles saíram antes de mim e isso foi relevante pra eu tomar uma decisão. E como eu não tinha adquirido nada ali e tampouco feito amizades, ficou fácil. Bem, deixo aqui a minha experiência. E mais: não tomem decisões importantes sem estarem bem emocionalmente, psicologicamente, pois doenças da alma não sao boas conselheiras. Ah…fiz esta escolha com apoio de terapia…acreditávamos que daria certo…enfim…página virada! !

    • Cláudia, claro que você pode ser curada disso eu fui, se foi uma má experiência, deixe a passar, deixe ela ir, há um lugar onde todas as nossas fraquezas, dificuldades, tristezas, decepções, angústias e frustrações são curadas, e este lugar chama-se Jesus Cristo, entregue sua vida a Ele, fale com Ele agora é onde vc estiver diga a Ele que Ele é o dono da sua vida e que vc o reconhece como seu único e suficiente Senhor e Salvador, e peça perdão por suas falhas e erros, abra seu coração para uma NOVA e PRAZEROSA experiência com Deus, deixe Ele entrar no seu coração e fazer as mudanças necessárias, creia que este será o momento mais importante da sua vida e tudo se fará novo, sim pode ter dificuldades, lutas e tudo que já citei ali em cima mas saiba que estas coisas nunca mais terá o peso que tinha, e que vc nunca estará sozinha e quando achar que suas forças acabaram então Ele entra com um milagre. Que Deus te abençoe e se quiser ouvir palavras de Deus pro seu coração, procure no YouTube Bola de Neve Church e ouça algum daqueles vídeos de msgs e tenho certeza que Deus falará contigo! Um grande abraço e bem vinda a uma nova vida, com novas oportunidades! ♡ ☝🙏💪👊

    • Minha querida! Entendo seu lado, mas a matéria não quis dizer pra você morar na praia. O post relata o quando eh bom vc ir CURTIR uma praia de vez em quando pra relaxar. Eu mesmo esqueço todos os problemas quando me deparo com tanta beleza dessa imensidão de água salgada.

    • Passar um temporada em lugares assim é sempre bom e revigorante.
      Agora ir morar, se mudar, é outra coisa. É uma atitude que deve ser bem estudada e planejada. Para justamente ver se a pessoa se adapta ou não ao local e ao novo ambiente.

  2. Caio, muito boa sua resposta. Realmente acho que a Cláudia confundiu tudo. A matéria não fala em decisões de ir morar em cidade litorânea ou não. Essa decisão é outra coisa. Tem gente que mora enfrente ao mar e não vai à praia, não curte. Já outras pessoas que moram longe do mar curtem e sabem contemplar a natureza e se beneficiarem sempre que podem curtir uma praia.

  3. Sobre a matéria, nao posso deixar de comentar sobre a sua preocupaçao com a sua moradia e com o seu estado de espirito fixo. Mas pelo meu entendimento, em todo lugar vai existir uma cidade, um bairro, uma esquina e acontecimentos que nos rodeiam em qualquer parte do mundo. Como foi citado na matéria os lugares que o nosso cérebro raciocina como lugar seguro, referindo-se a praia, nós conhecemos a palavra praia como um todo, com prédio, cidades, lojinhas, vendas, e etc… Mas a praia em si que nos faz bem a alma e o coraçao é claramente o oceano, a agua, ao conjunto de ondas batendo, ao ambiente aberto, livre, que se diz da agua ate a areia, passou disso voce esta de volta e bem vinda ao nosso cotidiano.
    Mudar-se para praia nao resolvera seus problemas, talvez dificultaria ainda mais, e foi o que resultou.
    Seu corpo e sua alma precisa de um descanço emocional sobrecarregado. Entao vá até a praia num dia desses olhe para o horizonte e tente entender a linha que existe entre o céu e o mar, que ambos nos prosperam a mesma atividade emocional. E a linha na areia com o formato do ir e vir das ondas.
    Notar que são essas a diferença que torna tudo tao maravilhoso é notar que fomos feitos para essa nobreza das maravilhas da terra, e não para a nossa sociedade bem civilizada com predios, carros, motores, e poluiçoes sonoras que nos mesmo causamos.

  4. A depressão encarcera a pessoa dentro de si. E tenta te convencer que não tem solução e que não vai passar. É tudo mentira… Com certeza um banho de sol, contato com a natureza traz a pessoa pro externo, pro ambiente.Esse movimento de saída para o “externo” é tudo que ela(depressão) não quer. Mas é necessário “tomar o leito”- como diz o mestre Jesus nas escrituras- e, andar. Literalmente caminhar. Não deixar que “sua cama” te domine. E converse, fale. Encontre alguém que te escute. Nós temos muita dificuldade em lidar com essa dor. Mas ela é tão humana, existe desde que o homem é homem. Tantos filósofos passaram por ela e a descreveram. E tem muito a ensinar quando aprendemos a escutá-la. O livro de Salmos conta como Davi, homem sensível passou por essa dor. A espiritualidade é algo que devemos desenvolver e que nos ajuda imensamente a passar por esses vales. Deus abençoe vc.

  5. A matéria é muito interessante e responde o meu comportamento. Sempre que vivo situações estressantes tanto meu corpo quanto minha alma pedem para que eu busque momentos de reflexão junto ao mar. Quantas vezes parei para observar as ondas, o barulho e a imensidão do mar e muitas das vezes nem molhava os meus pés mas o fato de estar ali, caminhando pela areia, descalça me sentia renovada. O fato de aguçar todos os nossos sentidos também transmite sensação de paz….entre eles o oolfato… o ttato….os fazem bem e próximos de divindades que nos abraçam e nos amam.

  6. Morei boa parte da minha vida no litoral, uma outra parte no interior do Basil e finalmente estou morando numa região serrana. Minha experiência confirma integralmente o conteúdo da matéria acima e eu acrescentaria que banho de cachoeira, embora também seja bom, não se equipara ao banho de mar. Eu sempre comentei com meus amigos que após um dia na praia quem voltava para casa era outra pessoa, muito mais calma, segura e feliz. Lagos e rios também têm um pouco dessa característica de atuar como um calmante mas nada se equipara ao mar, às ondas e a um belo dia ensolarado.

  7. Qual é o percentual de áqua dos mares e laje temos neste mundo desconhecido bem em-como quais espécies de vida existem e provém de lá? E nós somos econstituido de percentual bem elevado de líquido. Pode haver correlação com esses sentimentos. Essa identificações Essa identicção

DEIXE UMA RESPOSTA