a loving and candid portrait of a happy woman hugging her large German Shepherd dog.

Se você é uma daquelas pessoas que, ao chegar em casa e ver seu cachorro pulando de alegria, já começa a falar fofinho, com voz lenta e fina, vai aí uma boa notícia: eles percebem e gostam.

Parece até irresistível fazer caras, bocas e mudar o tom de voz quando você vê aquela carinha tão fofa.

Os cientistas resolveram então – não se sabe se antes ou depois de falar fofinho com os cães -, descobrir se isso faz bem aos animais.

A comprovação veio de um estudo realizado por quatro universidades dos Estados Unidos – City University of New York – e da França – Lyon, Saint-Etiènne e Sussex.

Os resultados de duas etapas de testes foram publicados pelo Royal Society Publishing, de Londres.

Na primeira, foram analisadas as reações de participantes ao terem contato com fotos de 90 cachorros filhotes, adultos e idosos.

Na segunda, 40 cães de raças e ambientes diferentes foram observados ao ouvirem frases com diferentes entonações.

De acordo com as conclusões do estudo, o modo de falar, semelhante ao que utilizamos com crianças, faz com que os cachorros prestem mais atenção em você e ainda pode influenciar na adequação do comportamento, se o cão for filhote.

Os resultados também mostram que a fala mais calma e delicada facilita o diálogo com os caninos, não importando a idade que tenham.

Leia mais: Os benefícios da convivência com animais

Ou seja, na próxima vez que ver o seu “filhinho”, não esqueça de fazer aquelas vozes que só vocês dois entendem.

Fonte: Donna

Compartilhar

RECOMENDAMOS


Fãs da Psicanálise
A busca da homeostase através da psicanálise e suas respostas através do amor ao próximo.


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here