Mais uma vez, repita comigo: “Eu não estou no controle da minha vida e tudo bem”, inspire e expire lentamente.

Hoje eu passei o dia inteiro fazendo isso, tentando encontrar o meu eixo quando ondas agitadas balançam meu mar normalmente tranquilo.

Foi preciso inspiração, essa percepção não surgiu de mim e foi por isso que quando isso ganhou algum espaço em mim – e me ajudou – eu decidi partilhar.

Sou uma pessoa responsável, correspondo a maior parte do que cabe nesse rótulo. Também sou instável, mudo meus vôos com uma frequência maior do que a maior parte da minha família e amigos consegue entender.

Essa percepção, hoje tão tranquila, já foi motivo de dissabores. Quem tem “formiga nas calças” sabe bem do que estou falando: aquele misto de imprudência com um instinto de “preciso dar conta disso”.

Leia mais: Você não precisa dar conta de tudo!

Mas eu sempre tive a certeza – e que perigo ter certeza – de que eu tinha o controle da minha vida. Aquela coisa bonita de dizer quando estamos aflitos: “preciso retomar as ‘rédeas’ da minha vida”.

Então eu comecei a perceber que sentia coisas que não queria sentir (ciúmes, medo, ansiedade, stress) e que as pessoas não respondiam na vida real como respondiam na conversa dentro da minha cabeça.

Pausa o mundo; como assim as coisas estão fora do que eu pretendia? Como assim aquela amiga está brava comigo, o marido acha que preciso mudar uma coisa ou outra, o carro deu problema, a crise financeira me pegou, aquela pessoa amada adoeceu ou o bichinho de estimação morreu? “Alô, tudo bem? Escuta, mandaram script errado de novo, essa história não é minha não. Valeu, obrigada, aguardarei correção”.

Leia mais: Hábitos: entenda por que você faz o que faz e como pode inserir novas atitudes na sua rotina

Só que não, e a história é minha mesmo. E sua, se há um pouco de insanidade na sua vida também.

Então você percebe a bolha de ilusão na qual vive. Descobri que sou responsável pelo investimento que faço e por como administro os acontecimentos da minha vida. Mas não, gatinhos e gatinhas, não rola controle nenhum. Pronto, já posso correr na praia, pés descalços, cabelo ao vento no pôr do sol? Não, porque né fácil não.

E ainda tem gente que vem aqui tentar encontrar soluções mágicas ou receitas pra lidar com o desenvolvimento dos filhos e dos alunos.

Tipo:

Ingredientes: Crianças / Pai, mãe ou responsáveis.

Massa: – Vire a criança para a esquerda, modele o comportamento, coloque sob sol para aquecer as ideias e crescer.

Leia mais: O que é ser criança e o que significa a infância

Já vou dizer que se você chegou até aqui foi pra arranjar encrenca mesmo. Foi pra perceber que você e seu filho são seres de uma complexidade infinita, mistérios para cientístas renomados e de uma beleza única. A composição da relação de vocês desenhará possíveis contornos pra como essa criança fará seus investimentos na vida e como administrará os acontecimentos da vida. Ponto.

Se eu não te convenci ainda, uma perguntinha: Por que as coisas não aconteceram na sua vida exatamente como você queria?. E mais: Não vão. Talvez o que aconteça seja melhor ou pior, mas não se preocupe porque tudo – até o que não queremos – é transitório.

Abra mão do controle. Você terá mais paz e administrará melhor os obstáculos no caminho, perderá menos tempo lamentando. Dá um abraço em você. Aqui eles ensinam isso pras crianças: Enrole seus braços em torno de você mesmo. Isso!

Leia mais: As coisas acontecem quando você NÃO as espera

Se tem uma coisa que eu me orgulho de ter semeado são os contatos, as pessoas que conheço e conheci, as pessoas que me inspiram e me ensinam. Se eu te contasse aqui cada lindeza que tenho na vida…E delas não tenho controle nenhum.

O meu investimento de hoje foi trazer esse assunto a tona, esperando diminuir sofrimento em corações sedentos por controle. Ou colocar toda ilusão terra abaixo, abrir ferida e oferecer outra perspectiva. Mas no fim das contas eu não tenho controle nenhum do que você fará com o que leu, e tudo bem.

Ok? Ok, então tá ótimo.

(Autora: Pamela Greco)
(Fonte: paisqueeducam.com.br)
* Texto publicado com a autorização da administradora do site

Compartilhar
Fãs da Psicanálise
A busca da homeostase através da psicanálise e suas respostas através do amor ao próximo.



SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA