Meditar é treinar a mente para se concentrar no presente.

Analisar sua motivação antes de correr pode ajudá-lo a permanecer focado no presente enquanto você corre.

Com as práticas meditativas, você aprende a visualizar o sucesso na corrida (como cruzar uma linha de chegada pela primeira vez).

Muitas vezes, são usados exercícios de respiração, práticas de consciência, contemplações e técnicas de visualização.

A meditação permite que a mente e o corpo se comuniquem de forma mais direta para, assim, melhorar seu desempenho no exercício e sua consciência corporal, o que reduz o risco de lesões.

Sincronizar a mente e o corpo também aumenta o seu prazer no esporte e ajuda a adquirir mais foco. Pode ajudar a controlar o nervosismo pré prova também.

Leia mais: Vida saudável é sinônimo de corpo e mente em equilíbrio

Focar-se em seu próprio corpo e se afastar de pensamentos negativos permitem que o atleta possa reagir de uma maneira esperta e estratégica.

Independentemente de você correr provas de 42 km ou de 10 km, uma dose diária de meditação pode acalmar sua mente, melhorar sua saúde e te ajudar a encontrar mais alegria no esporte e na vida.

Aplicar essa mentalidade nas corridas produz uma série de benefícios. Veja a seguir:

1. A meditação melhora o humor e ajuda as pessoas a viverem no aqui e agora.

Quando você aprende a focar no momento presente em vez de se preocupar com possíveis decepções do futuro ou passado, começa a perceber diversos detalhes do momento que valem a pena saborear, como a vista e os sons da natureza a seu redor.

2.O relaxamento produzido pela meditação pode fazer muito pela performance na corrida.

Corredores, às vezes, ficam tensos em provas ou treinos importantes – e a tensão suga uma energia física e mental valiosa. Ter a mente calma e focada antes de uma prova é a chave para ter sucesso nela.

3.Cuidar do corpo e da mente durante a meditação te prepara para tomar melhores decisões sobre seus treinos e te faz perceber um músculo estirado ou um incômodo no tendão, por exemplo, te ajudando a adaptar seu treino antes que as lesões apareçam.

Leia mias: Porque a meditação é um remédio poderoso – explicação de um cardiologista

4.Desconfortos menores (bolhas) podem ser menos desastrosos quando você aplica o princípio central da meditação, de observação sem alarme, pois nós intensificamos a dor quando nos fixamos nela.

Porém, quando relaxamos e a aceitamos, ela dá lugar à força e geralmente se torna muito tolerável.

5.Ao viver o presente (em vez de pensar em quão mal você poderá estar no Km 18), você pode focar em simplesmente seguir em frente, o que vai resultar em melhor resistência no longo prazo.

6.Focar apenas na respiração e no próximo passo permite ao atleta desviar a atenção do ritmo e de números e saber exatamente o que seu corpo precisa no momento, o que permite a ele aproveitar a corrida mais plenamente.

Leia mais: Você sabe respirar?

Recomenda-se praticar a meditação quando você não está correndo, com o objetivo de construir uma base mental que você usará nos treinos (quando estiver cansado demais, desencorajado ou distraído para tentar algo novo, como acalmar a mente).

Não tem problema se perder em pensamentos, apenas espere que eles fiquem claros.

As técnicas são muito simples:

1.Sente-se com os olhos fechados. Um lugar com o mínimo de distrações é o ideal, mas você não precisa de um monastério: a chave é se desligar do barulho externo.

2.Foque na respiração. Puxe e solte o ar completamente diversas vezes.

Leia mais: Técnica clássica de respiração para diminuir a ansiedade

3.Acalme o cérebro. Imagine sua mente como um céu azul limpo e calmo, por exemplo. Às vezes uma tempestade de nuvens escurece esse céu azul, mas ele sempre estará lá. Carregue sua respiração para esse espaço menos turbulento.

4.Faça um raio X do seu corpo. Como você está se sentindo? Onde dói? Onde você se sente leve? Não tente mudar nada, apenas observe.

5.Suspenda o julgamento. “Tudo bem ter um dia estressante”. Tente perceber como você está se sentindo sem perder a coragem. Sempre que sua mente vagar, traga ela de volta para sua respiração.

6.Construa resistência. Comece com cinco minutos e vá aumentando conforme sua evolução. Meditação é um exercício para o cérebro. Quanto mais você pratica, mais fácil se torna.

Boa meditação e ótimos treinos!

(Autora: Anelise Minghelli – Nutricionista e Coach de Meditação e Mindfulness)
(Fonte: nutricaoparacorredores.wordpress.com )

Compartilhar
Fãs da Psicanálise
A busca da homeostase através da psicanálise e suas respostas através do amor ao próximo.



SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA