Muito se discute sobre a falsa sensação de felicidade que norteia as redes sociais.

Afirmações como: não se compare com os perfis, aquela felicidade não existe! Ou memes engraçados obviamente, mas evidenciando que a pessoa é belíssima no Instagram, mas isso não corresponde à realidade. E por consequência disso há também a linha de raciocínio que afirma assertivamente: não espalhe sua alegria, pois as pessoas são invejosas e se o fizer sua alegria acabará! Todas essas afirmações são senso comum, certo?

Então, te pergunto: por que esses julgamentos sobre a vida do outro? Se eles existem é porque existe comparação e quando a gente afirma que aquela felicidade não é verdadeira estamos nos colocando numa posição superior de quem não é fútil ao ponto de expor sua alegria de viver nas redes.

Você prefere que as pessoas postem seus sofrimentos? Prefere mesmo? Talvez sim, pois isso fará você alimentar o seu “corpo-sofredor” (conceito do Eckhart Tolle). E quando alguém está triste e fala sobre isso, você cria empatia real ou apenas se sente superior? Essas são provocações que você poderá julgar absurdas. Como você está falando isso de mim? Eu sou uma pessoa boa e não quero o mal de ninguém!

E é por acreditar nisso, que essencialmente somos mesmo pessoas boas, que convido todos nós a em vez de julgar a felicidade dos outros, compartilhar dessa energia que a pessoa está emanando, afinal somos parte de um todo, então ela sou eu e vice-versa.

E ora, é de felicidade que o mundo precisa! Talvez essas pessoas tenham encontrado o túnel da gratidão pelo caminho, pois quando você entra nele, a vida passa mesmo a ser mais florida, ou sua grama mais verde, porque é um ponto de vista sobre tudo que te acontece. Se você parar pra pensar agora na sua vida (faça isso), já reparou que tudo é abençoado?

Leia mais: Você causa inveja nas pessoas? Faça o teste e descubra!

Já parou para refletir sobre quantas pessoas te amam e querem seu bem? E dividir isso com o mundo é como um apelo para que mais disso exista, é uma carga de energia positiva que a gente pode jogar no universo.

Então mais um convite desafiador: fale de mais alegrias, compartilhe sua gratidão com o mundo sim e se alegre verdadeiramente pela alegria do outro que é você e aí, ah, aí você vai ver como a SUA grama também é verde!!!




SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA