Amar ou odiar a limpeza, é mais do que apenas uma peculiaridade da sua personalidade. Você pode dizer algo sobre uma pessoa apenas olhando como ela lava a louça e onde ela armazena suas roupas.

Ao prestar mais atenção à maneira como você organiza o espaço ao seu redor, você pode aprender muito mais sobre sua personalidade. O mesmo funciona para outras pessoas. Se você quiser saber mais sobre alguém que você conheceu, basta visitar a casa dele.

Aqui estão alguns dos hábitos cotidianos mais populares que as pessoas têm e os conflitos psicológicos que eles revelam.

1. Há lixo está escondido em gavetas, armários e caixas.

À primeira vista, o apartamento ou o quarto pode parecer perfeito: um piso limpo, livros organizados de maneira elegante, papel de parede apropriado … Mas quando você olha dentro de uma gaveta da cozinha ou de uma prateleira no armário, pode ver uma tesoura quebrada ou canetas, cartões de crédito antigos ou roupas amassadas.

A aparência de algo é importante para todos nós e ainda mais para pessoas com um tipo de personalidade dramático . Eles adoram mostrar os melhores lados de suas personalidades e fazem muitas coisas principalmente para impressionar os outros.

É mais fácil para essas pessoas apenas esconder todas as coisas velhas e inúteis, em vez de se livrar delas ou separá-las. Freqüentemente, é mais importante para eles tornar seu lugar atraente do que realmente torná-lo limpo.

2. Há uma ausência de pelo menos algum tipo de renovação.

Algumas pessoas passam anos vivendo em apartamentos com um toque antiquado, papel de parede escurecido e guardam as coisas em caixas para não gastar dinheiro extra em coisas novas.

Elas costumam tratar seu lar como temporário:planejam se mudar para uma cidade diferente, encontrar um emprego no exterior, obter uma herança ou apenas esperar que suas vidas mudem de alguma forma.

Mas, às vezes, podem viver neste local “temporário” por décadas. Do ponto de vista psicológico, essas pessoas tendem a viver no futuro e vê-lo através de óculos cor de rosa.

Elas tratam o presente como um desconforto temporário que apenas precisam tolerar. Por outro lado, geralmente não têm nenhum plano sólido – essas pessoas estão acostumadas a viver assim e estão constantemente esperando por alguma ajuda externa que mude sua situação.

3. O espaço de trabalho é bagunçado.

O espaço de trabalho é um dos pontos mais interessantes do apartamento em termos de psicologia. Algumas pessoas classificam tudo em pastas e as colocam nas prateleiras. Outros misturam tudo. Todos os papéis, canetas, pratos, lápis, laptops: essas coisas ocupam espaço e estão cobertas de poeira. Isso pode indicar imaturidade.

Mesmo se sua mesa estiver bagunçada, você ainda poderá trabalhar ativamente lá e encontrar com facilidade o que precisa. Isto não é necessariamente uma coisa ruim. Muitas vezes, uma mesa bagunçada é um indicador de uma personalidade criativa.

Se você costuma fazer outras coisas além de digitar (por exemplo, escrever à mão, desenhar ou algo mais), há uma alta probabilidade de que seu local de trabalho não pareça muito limpo. Mas, por outro lado, é provável que você tenha idéias incomuns e criativas.

4. Pia cheia de louças e panelas, cesto de roupa lotados.

Pouquíssimas pessoas podem dizer que adoram fazer limpeza. Mas algumas pessoas odeiam tanto que até se tornam assustadoras: coletam todo o lixo e enfiam em saquinhos plásticos na varanda  ou colocam toda a louça suja na pia até perceberem que não têm louça limpa.

A procrastinação é um problema com o qual muitas pessoas precisam lidar. Ocorre frequentemente em nossas tarefas diárias e parece que é muito mais lógico fazer um pouco de trabalho regularmente, em vez de fazer muito.

Mas, de fato, as pessoas usam desculpas como “sou preguiçosa”, “não tenho tempo agora” ou “farei isso amanhã”. Se você notou que às vezes procrastina, tente começar com pequenas coisas. . Lave a louça logo após comer, retire o lixo todos os dias – isso cria o hábito saudável de fazer tudo a seu tempo. Você precisará desse hábito em partes mais importantes da sua vida, como trabalho ou relacionamento com outras pessoas.

5. Há um sentimento de que ninguém mora lá.

As casas de algumas pessoas parecem ser usadas apenas como dormitório. O local pode estar limpo, ter poucos móveis e quase sem louça na pia. Às vezes, nem têm fogão, geladeira ou outras coisas necessárias. Esses apartamentos são populares entre os estudantes que realmente passam pouco tempo neles.

No entanto, quanto mais velha a pessoa fica, mais conforto e ordem ela deseja em suas vidas. Se o local parecer vazio, mas a pessoa passar muito tempo lá, isso pode indicar alguns problemas psicológicos. Um deles é a imaturidade : a pessoa adulta ainda espera alguém aparecer e tornar o local aconchegante para ela. Por exemplo, eles acham que encontrarão um parceiro que deixar o apartamento confortável.

6. Eles deixam sobras na cozinha.

A cozinha deve ser o local mais limpo da casa, porque é onde comemos e cozinhamos. Manchas de óleo e graxa, sobras, manchas de café e chá em xícaras – todas essas coisas não apenas fazem o local parecer nojento, como também podem ser perigosas para a nossa saúde. Até as pessoas que realmente não gostam de limpar tentam manter a cozinha limpa, apenas por segurança. No entanto, existem pessoas que se sentem bem mesmo com uma cozinha suja.

E, às vezes, o problema não é apenas preguiça. Muitos estudos provam que a limpeza da casa é um dos sinais de depressão. As pessoas simplesmente não têm energia para manter sua casa limpa, não sentem que é importante e, muito provavelmente, não se valorizam o suficiente – não acham que merecem viver em um local limpo. Por outro lado, foi demonstrado que a limpeza e a organização regulares melhoram o humor e ajudam a combater os sintomas da depressão.

7. Banheiro sujo.

Os comerciais de xampu geralmente mostram o banheiro como um lugar onde você pode esquecer todos os seus problemas e relaxar completamente. E é verdade: um banho quente ou um banho frio têm um efeito enorme na maneira como nos sentimos. Diferentes cheiros podem nos acordar, e sais e óleos essenciais podem melhorar o estado de nossa pele e a função de nossos órgãos internos.

Basta dar uma olhada no banheiro para dizer o quanto o proprietário se importa, não apenas com o corpo, mas também com o conforto psicológico. Um banheiro limpo é um indicador de que é usado regularmente.

Géis para banho, óleos diferentes, pasta de dentes de alta qualidade, cremes para o rosto e loção para o corpo – todas essas coisas significam que essa pessoa se preocupa consigo mesma. Se a única coisa no banheiro é uma navalha com espuma seca ou um pedaço de sabão, isso não significa que a pessoa esteja deprimida. Significa apenas que a pessoa está realmente estressada e não tem muito tempo para se preocupar com a aparência.

8. Muita coisa.

Algumas pessoas têm dificuldade em dizer adeus às coisas que amam. Você provavelmente já viu esses apartamentos: eles têm conjuntos de chá que ninguém usa, móveis antigos colocados na varanda, uma bicicleta velha que ninguém usa há muito tempo e outras coisas inúteis.

Na melhor das hipóteses, esse comportamento é uma indicação de uma personalidade conservadora: eles não querem mudar a maneira como as coisas são e tentam se esconder dessas mudanças. O pior cenário é quando uma pessoa tende a trazer constantemente coisas inúteis para casa. Este é um sinal de comportamento compulsivo e neurose. Essas pessoas simplesmente não conseguem parar de acumular.

Mas, e quando a casa ou apartamento é muito limpo?

Há pessoas que não se importam em limpar o banheiro ou aspirar o tapete no tempo livre. Obviamente, não há nada de errado com o desejo de viver em um espaço limpo; no entanto, se uma pessoa presta muita atenção a isso, isso pode indicar alguns problemas. Geralmente, essas pessoas não são fãs de receber convidados porque podem danificar ou mover algo e atrapalhar a ordem perfeita.

Esse comportamento pode indicar o hábito de se fixar em pequenas coisas ou uma inclinação ao perfeccionismo. Se um apartamento é limpo em demasia devido ao medo de germes e sujeira, essa pessoa tem ansiedade. Às vezes, a limpeza ajuda a lidar com essa ansiedade e ajuda a pessoa a se distrair de pensamentos desagradáveis; é por isso que as pessoas fazem isso com tanta frequência.

Numerosos estudos provaram que limpar nosso apartamento regularmente e outras ações cotidianas simples podem resolver nossos problemas de concentração e nos tornar mais responsáveis, felizes e confiantes. Você já notou alguma ligação entre o caráter de uma pessoa e seus hábitos cotidianos?

*Texto traduzido e adaptado com exclusividade para o site Fãs da Psicanálise. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.

(Fonte: brightside.me)

Você sabia que o Fãs da Psicanálise também está no Instagram e no Facebook? Que tal fazer uma visitinha para nós por lá?

Compartilhar

RECOMENDAMOS




Fãs da Psicanálise
A busca da homeostase através da psicanálise e suas respostas através do amor ao próximo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here