Quando a dor do mundo parece pesar nas nossas costas, pedimos para que o dia acabe e o único local a nos oferecer abrigo é a nossa cama.

Respeitar esses dias de puro cinza é dar prioridade para o nosso bem estar e reconhecer nosso limite. Faz parte da nossa maturidade saber ouvir o que mente e corpo pedem.

Nessas horas, o melhor a se fazer é um tomar um banho quentinho e ter uma boa noite de sono.

Segundo a psicanalista fundadora do site Fãs da Psicanálise, Natthalia Paccola, é preciso dignificar a vida e compreender que nem todos os dias serão alegres.

“É preciso compreender os dias difíceis, com a sabedoria de que experiências ruins servem como aprendizado. Não é uma prática fácil, mas nos torna mais maduros para enfrentar adversidades”, explica.

Sentimentos de frustração e desapontamentos, são normais já que a nossa vida sofre oscilações. Entretanto caso você note que esses sentimentos perduram por dias e semanas, é hora de ficar atenta (o) e buscar ajuda, a psicoterapia lhe auxiliará nesse momento.

Não cabe aceitar a dor como algo puramente óbvio, mas sim analisar o que causa a dor e buscar dentro de si as ferramentas necessárias para abrigar e dissolver essa emoção.

Muitas vezes um banho quente e uma noite de sono já são suficientes pois oferecem abrigo para aqueles dias em que falta aconchego.

Ao acordar é provável que a sua energia esteja restabelecida, que o sol volte a brilhar e que esteja preparada (o) para caminhar até os seus objetivos, sabendo que a qualquer momento será necessária uma nova pausa para reabastecer seu corpo e sua mente.

(Imagem: Molly Champion)

Compartilhar
Natthalia Paccola
Desde que começou os estudos em Psicanálise e Psicoterapia, a jornalista, bacharel em Direito e mestre em Ciências Naturais pela Unicamp,  Natthalia Paccola levanta uma premissa sobre a sua vida profissional: nunca aceitaria rótulos ou doutrinas acadêmicas. Mas é claro que sofre influências de vários pensadores. Sua grande fonte de inspiração como autoridade em levar Luz para o Bem através de mídias sociais, no entanto,  tem sido os seus próprios seguidores, cerca de 10 milhões que passam semanalmente pela sua Fanpage, Grupos, YouTube, Site, Instragram ou Twitter.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here