Uma das maiores preocupações de familiares e psicanalistas é com a questão das adicções, conhecidas comumente como vícios. Quando se ouve a palavra “viciado” costuma-se logo pensar em alcoólatras e dependentes em drogas, mas o jogo compulsivo também está entre as atividades que mais podem levar pessoas ao descontrole.

Muitos não sabem da capacidade que os seres humanos têm de tornarem-se adictos e não apenas em substâncias, mas também em outras atividades, incluindo as crescentemente procuradas apostas esportivas online.

Nem sempre é fácil detectar o início de um comportamento viciante, especialmente no caso das apostas online, um crescente número de pessoas já tem inclusive usado o ramo como fonte regular de renda, devido às razoáveis possibilidades de ganho financeiro. Por isso há quem veja apenas como excesso de trabalho ou uma dedicação – excessiva mas com potencial para a dependência – ao sustento do próprio lar.

Para as questões de dependência em jogos há outro agravante: praticamente não existem instituições governamentais e mesmo particulares voltadas ao tratamento e recuperação deste tipo de adicção, apenas pequenos e esparsos grupos de anônimos sem muito apoio externo.

Os familiares e amigos devem ficar atentos para detectar se a pessoa não está perdendo tempo demais com a atividade. Mesmo quando, a princípio, não há perda financeira excessiva, a negligência com a família e o lazer, por exemplo, deve ligar o sinal de alerta. O ente querido pode estar se viciando.

Sabendo do potencial de muitas pessoas para uma adicção, grandes e respeitadas casas de apostas online como por exemplo a Bet 365 e a Betfair já estão cada vez mais preparadas para enfrentar a questão. Em sites como estes os usuários têm como acompanhar o ritmo de suas apostas e, também seus familiares, atestar se estão saindo do controle. Os parentes em particular precisam ter a coragem de conversar com o jogador compulsivo e alertar que as coisas não estão indo como deveriam.

Também interessados em prevenir o problema os bookmakers não permitem jogadores com menos de 18 anos. Pessoas mais jovens, com uma estrutura psicológica ainda não estável, parecem mais propensos ao vício, daí a triagem inicial. Por ocasião do cadastramento de entrada no site de aposta é necessário comprovar a idade e dar outras informações importantes.

Assim, casas de apostas agregam-se no esforço para conter o vício na atividade e deixar parentes e profissionais mais tranquilos em relação ao problema.

Compartilhar

RECOMENDAMOS




Fãs da Psicanálise
A busca da homeostase através da psicanálise e suas respostas através do amor ao próximo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here