Qualquer pessoa que estiver fazendo uma redação sobre violência urbana no Brasil, vai ter bastante assunto para comentar. Essa é uma declaração um tanto quanto triste, mas verdadeira. Os números relacionados a violência no Brasil são no mínimo assustadores. De número de homicídios até o número de furtos. A verdade é que vivemos em uma realidade bruta e isso influencia a sociedade de diferentes formas. A violência é um problema em vários níveis. Da pessoa que tem medo de sair de casa e ser assaltada até a família que teve sua vida destruída depois de um de seus membros ter sido vítima de uma bala perdida. A violência também é um problema enorme para a educação no Brasil, vamos destrinçar isso neste artigo.

O grupo que mais sofre com isso

Não é difícil de entender porque a violência atinge mais os pobres do que os ricos. Há formas de comprar segurança. Desde um carro blindado até a inscrição em uma faculdade particular em uma zona segura. As pessoas ricas tem uma facilidade maior para evitar a violência. Há inúmeras formas que a violência urbana afeta a vida educacional de uma pessoa pobre. Sair muito cedo de casa e pegar um ônibus para ir para escola é o bastante para amedrontar muitos brasileiros. O mesmo para quem precisa voltar para casa tarde da noite usando ônibus. Tudo isso porque os assaltos a transportes públicos são bastantes comum no Brasil e isso já faz anos. Moradores de comunidades algumas vezes vão ter que literalmente atravessar tiroteios para conseguir chegar na escola. Na verdade, tentar listar todas as formas como a violência atrapalha na educação dos mais pobres levaria muito tempo.

A migração como uma ação plausível

A violência em alguns lugares, como na cidade de São Paulo, é tão grande, que algumas pessoas veem mais futuro em sair da terra natal e procurar um lugar mais seguro para viver e estudar. É material de sobre para uma crônica dissertativa. Essa é uma realidade bastante comum principalmente em comunidades dominadas pelo tráfego. Em algumas famílias, sair da favela é como se fosse um sonho a ser realizado.

A violência dentro das escolas

O Massacre de Columbine foi um massacre que ocorreu em 1999 na escola Columbine. O número de mortes chegou a 15. No Brasil, um dos massacres mais emblemáticos foi o Massacre de Suzano. O número de mortes chegou a 10. Esse nível de violência é o resultado de problemas menores que não são resolvidos. O abuso moral e físico dentro das escolas ainda é considerado normal por algumas pessoas. Particularmente no momento atual, vivemos em uma sociedade que tentar até ridicularizar as tentativas de acabar com o assédio moral. Chamam de politicamente correto ou até dão nomes mais pejorativos como “frescura” ou “mimimi”. Não lidar com o assédio, moral ou físico, nas escolas, pode resultar em adultos com problemas emocionais sérios ou até a casos de violência extrema. Como aconteceu em Suzano, Columbine e, infelizmente, muitos outros lugares pelo Brasil e mundo.

Compartilhar

RECOMENDAMOS




Fãs da Psicanálise
A busca da homeostase através da psicanálise e suas respostas através do amor ao próximo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here