Se em uma das mais conhecidas peças do Shakespeare um personagem dizia que “há mais mistérios entre o céu e a Terra do que suspeita a nossa vã filosofia”, não é um erro também falar que “há mais mistérios na mente do que suspeita a nossa vã filosofia”.

A mente humana, sem dúvida nenhuma é um local cheio de segredos. Antes os cientistas queriam desvendá-la, agora os profissionais do Marketing também se preocupam com essa tarefa.

Afinal, o que leva uma pessoa à ação de compra? Qual jingle vai ficar na cabeça dos clientes? Quais cores na embalagem vão seduzir o consumidor? Essas e outras perguntas fazem o dia a dia de quem se aventura no Neuromarketing.

Contudo, é importante destacar que Neuromarketing não consiste em uma estratégia de marketing. Na verdade, ele é um caminho para obtermos uma melhor compreensão do comportamento humano entendendo como o cérebro processa informações.

Em outras palavras, ele é a união entre Neurociência e Marketing com intuito de compreender quais mecanismos fazem um consumidor gostar de uma marca, deixar de comprar um produto ou se tornar um cliente fiel.

Entre na mente do seu cliente

Quem atua com Marketing Digital sabe que a criação de uma persona facilita para o empreendedor segmentar ainda mais o perfil do seu público-alvo. Uma persona resume todas as características, os gostos, as dores e os desejos do cliente.

Nesse caso, o Neuromarketing se torna uma ferramenta que ajuda o empreendedor mostrar para esse cliente o quanto o seu produto pode ser benéfico. Para isso, o Neuromarketing faz uso de um artifício muito importante: os gatilhos mentais.

Existem vários gatilhos mentais e cada um deles são relevantes para determinados tipos de situações. Um exemplo disso é o gatilho da urgência, que utiliza frases como “compre logo antes que acabe o estoque”. Ou seja, esse gatilho desperta na mente do consumidor a sensação de pressa, de rapidez.

Há também o gatilho da novidade, que é muito recorrente no lançamento de um determinado produto. Esse gatilho normalmente utiliza frases como “conheça o novo produto…” ou “Veja as vantagens do novo…”.

Enfim, o fato é que, graças ao Neuromarketing, podemos concluir que os gatilhos mentais fazem uma breve jornada atravessando a barreira do neocortex e parando no sistema límbico, onde eles engajam as pessoas e conferem para o cliente a motivação necessária para agir.

As vantagens do Neuromarketing para o Empreendedorismo

Quando se pensa em estratégias de Marketing Digital, é importante utilizar site, blogs, canais de vídeos, landing pages e outros recursos.

Ter um bom registro de domínio para o site é um desses recursos e, falando em Neuromarketing, um site com um domínio registrado causa uma boa impressão nos clientes.

Se em uma das mais conhecidas peças do Shakespeare um personagem dizia que “há mais mistérios entre o céu e a Terra do que suspeita a nossa vã filosofia”, não é um erro também falar que “há mais mistérios na mente do que suspeita a nossa vã filosofia”.

A mente humana, sem dúvida nenhuma é um local cheio de segredos. Antes os cientistas queriam desvendá-la, agora os profissionais do Marketing também se preocupam com essa tarefa.

Afinal, o que leva uma pessoa à ação de compra? Qual jingle vai ficar na cabeça dos clientes? Quais cores na embalagem vão seduzir o consumidor? Essas e outras perguntas fazem o dia a dia de quem se aventura no Neuromarketing.

Contudo, é importante destacar que Neuromarketing não consiste em uma estratégia de marketing. Na verdade, ele é um caminho para obtermos uma melhor compreensão do comportamento humano entendendo como o cérebro processa informações.

Em outras palavras, ele é a união entre Neurociência e Marketing com intuito de compreender quais mecanismos fazem um consumidor gostar de uma marca, deixar de comprar um produto ou se tornar um cliente fiel.

Entre na mente do seu cliente

Quem atua com Marketing Digital sabe que a criação de uma persona facilita para o empreendedor segmentar ainda mais o perfil do seu público-alvo. Uma persona resume todas as características, os gostos, as dores e os desejos do cliente.

Nesse caso, o Neuromarketing se torna uma ferramenta que ajuda o empreendedor mostrar para esse cliente o quanto o seu produto pode ser benéfico. Para isso, o Neuromarketing faz uso de um artifício muito importante: os gatilhos mentais.

Existem vários gatilhos mentais e cada um deles são relevantes para determinados tipos de situações. Um exemplo disso é o gatilho da urgência, que utiliza frases como “compre logo antes que acabe o estoque”. Ou seja, esse gatilho desperta na mente do consumidor a sensação de pressa, de rapidez.

Há também o gatilho da novidade, que é muito recorrente no lançamento de um determinado produto. Esse gatilho normalmente utiliza frases como “conheça o novo produto…” ou “Veja as vantagens do novo…”.

Enfim, o fato é que, graças ao Neuromarketing, podemos concluir que os gatilhos mentais fazem uma breve jornada atravessando a barreira do neocortex e parando no sistema límbico, onde eles engajam as pessoas e conferem para o cliente a motivação necessária para agir.

As vantagens do Neuromarketing para o Empreendedorismo

Quando se pensa em estratégias de Marketing Digital, é importante utilizar site, blogs, canais de vídeos, landing pages e outros recursos.

Ter um bom registro de domínio para o site é um desses recursos e, falando em Neuromarketing, um site com um domínio registrado causa uma boa impressão nos clientes.

weblink

Afinal, registrar um domínio demonstra mais profissionalismo, credibilidade e facilita o engajamento com a sua marca. Essa confiança é o primeiro passo para criar conexões com os consumidores.

O fato é que, por se preocupar em entender como é o comportamento dos clientes, o Neuromarketing pode trazer várias vantagens para os negócios. Vamos ver mais a seguir?

Melhore a compreensão do comportamento do cliente

Se o seu negócio é, por exemplo, academia de musculação, é importante entender motivos que levam os seus clientes a frequentarem esse tipo de ambiente. Pode ser por razões estéticas, recomendação médica, ou tudo isso junto.

A verdade é que compreender o que atrai as pessoas para o seu negócio ajuda a escolher quais os gatilhos mentais serão mais adequados para as campanhas. Nesse caso, o Neuromarketing demonstra ser um importante aliado.

Qual a frase ou qual a imagem vai despertar o desejo e a necessidade de ação em seu público-alvo? O Neuromarketing pode ajudar a responder essa pergunta.

Facilidade na criação de conteúdo

Ao compreender com mais precisão o modo como pensa e age o seu cliente, você terá uma melhor noção dos melhores conteúdos para as suas campanhas.

Um exemplo disso pode ser a execução de envios de e-mail marketing, pois você vai saber quais são as melhores imagens, as cores e as frases certeiras para ativar os gatilhos mentais.

Entretanto, é óbvio que não podemos ignorar que uma boa campanha utilizando e-mail marketing deve contar com algum software apropriado para os disparos das mensagens. O E-Goi, nesse caso, é um dos mais indicados.

Mais clareza no desenvolvimento de layouts

Alguns conceitos teóricos do Neuromarketing permitem que o empreendedor entenda melhor como as cores, as figuras e as formas agem na mente do público. Isso é muito importante para a concepção de um layout de um blog ou a produção de um vídeo.

Até mesmo o formato e a posição de um botão de ação em uma Landing Page podem ser escolhidos seguindo os preceitos do Neuromarketing. Além disso, o Unbounce é um excelente programa para a criação de Landing Pages.

Conclusão

O Neuromarketing não tem nada a ver com mágica, controle mental ou qualquer coisa assim. Trata-se de uma ciência séria e que pode trazer excelentes resultados para quem gerencia um negócio.

Portanto, na hora de planejar uma estratégia de Marketing é imprescindível pensar nos estudos e nas descobertas do Neuromarketing.

Compartilhar

RECOMENDAMOS



Fãs da Psicanálise
A busca da homeostase através da psicanálise e suas respostas através do amor ao próximo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here