Um estudo realizado na Universidade de New South Wales, Austrália, mostrou resultados animadores para o tratamento por terapia online de pacientes com risco de suicídio.

Baseados na abordagem comportamentalista, os profissionais atenderam, via internet, 300 pacientes encaminhados por seus médicos.

O tratamento foi baseado na aplicação de um programa de 6 lições em terapia cognitiva e os resultados mostraram que o método foi capaz de reduzir dramaticamente tanto a depressão quanto os pensamentos suicidas dos pacientes independente do sexo ou da idade.

“Os profissional que realizam atendimentos na web para pessoas com depressão têm sido cautelosos sobre o tratamento de pessoas que têm pensamentos suicidas , mas este estudo mostrou que a intervenção para essas pessoas pode ser muito bem sucedida”, disse o principal autor do estudo, o professor Gavin Andrews, da Escola de Psiquiatria da Universidade de New South Wales.

“Antes do curso, metade das pessoas que preenchiam os critérios para depressão pensavam que estariam melhores mortas. Quando elas concluíram o curso 10 semanas depois, metade das 300 pessoas deixou de preencher os critérios para a depressão, e metade das pessoas que antes preferiam estar mortas já não pensavam mais dessa forma”, disse o principal autor do estudo, o professor Gavin Andrews da Escola de Psiquiatria da universidade.

Lembramos que os pacientes que integraram o grupo pesquisado foram encaminhados por seus próprios médicos, logo, certamente estavam assistidos de medicação apropriada quando o caso demandasse essa intervenção.

(Fonte Original: medicalxpress.com)

Compartilhar

RECOMENDAMOS



Fãs da Psicanálise
A busca da homeostase através da psicanálise e suas respostas através do amor ao próximo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here