Escritora de livros que abordam a personalidade humana, como o lançamento “2020, um desastre mental sem precedentes”, Natthalia Paccola trafega por assuntos complicados de um jeito simples e inovador. As falas simples e diretas sobre a personalidade e as dicas para enfrentar os períodos de incertezas neste cenário pandêmico aproximam a profissional de temas atuais e que precisam de reflexão contínua, como o uso excessivo e ilusório das redes sociais.

O Sindicato Nacional das Empresas de Telefonia e de Serviço Móvel Celular e Pessoal apresentou em 2020, dados que revelavam um aumento de 30% do tráfego na internet durante o isolamento social e, consequentemente, as redes sociais passaram a ser um dos serviços mais buscados.

A era digital tem suas vantagens, mas também apresenta novos status negativos para quem vivencia diariamente esse avanço tecnológico. De acordo com estudo publicado há dois anos, no periódico científico Jamas Pediatrics, o aumento do tempo nas redes sociais e na televisão amplia os sintomas de depressão. O autor Elroy Boers, do Departamento de Psiquiatria da Universidade de Montreal, no Canadá, ainda esclareceu que além dos efeitos comparativos das pessoas, em relação às imagens dos influenciadores digitais e artistas que aparecem nas redes sociais, os algoritmos utilizados pelas redes ainda reforçam que conteúdos semelhantes sejam entregues diversas vezes aos mesmos usuários, ampliando assim o quadro depressivo de quem assiste.

Para Natthalia, a forma de comunicação nas redes faz com que a mente não consiga diferenciar a realidade da ilusão e assim, os casos de transtornos como ansiedade, depressão e outras fobias tornam-se cada vez mais comuns.

Recentemente, um fenômeno chamado como Snapchat Dysmorphia mostrou o grande número de mulheres norte-americanas que estão recorrendo aos cirurgiões plásticos para obterem os resultados estéticos capazes de melhorar as fotos em formato selfies.

“O que as pessoas não percebem é que nas redes sociais, nem todas as postagens são naturais. Por vezes passam por aplicativos que ajudam a afinar a cintura, filtros que modificam o formato original do rosto e outros recursos antes da publicação. A busca incessante pela mesma perfeição vista nos perfis das blogueiras pode acarretar problemas sérios para quem vê”, explica a escritora.

Em seu livro “2020 – Um Desastre Mental sem precedentes”, Natthalia avalia e exemplifica o quanto o isolamento social, as incertezas do futuro profissional e pessoal e outros aspectos comuns à maioria das pessoas que seguem em alerta por conta da Covid-19, podem ser danosos para a personalidade e para a maneira que o indivíduo enxerga o outro.

Você sabia que o Fãs da Psicanálise também está no Instagram e no Facebook? Que tal fazer uma visitinha para nós por lá?

Compartilhar

RECOMENDAMOS




Fãs da Psicanálise
A busca da homeostase através da psicanálise e suas respostas através do amor ao próximo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here