Se você estivesse aqui…

Não importa que tenham passado anos desde que você faleceu. Não importa que metade das pessoas que estão na minha vida nunca te conheceu. Eu ainda penso em você o tempo todo. Eu ainda queria que você estivesse aqui. Afinal, tudo seria tão diferente se você ainda estivesse vivo.

É claro que quando digo “tudo”, na verdade não quero dizer tudo. As chances são de que eu ainda estaria vivendo sob o mesmo teto e trabalhando no mesmo trabalho. Eu ainda estaria namorando o mesmo garoto e cuidando do mesmo cachorro. Apenas pequenas coisas mudariam, mas as pequenas coisas significam mais.

Se você ainda estivesse vivo, eu não precisaria afastar as lembranças felizes, porque são dolorosas demais para repetir na minha cabeça. Eu pensaria nelas e iria sorrir e depois pegaria o telefone para ligar para você.

Se você ainda estivesse vivo, eu teria mais uma pessoa para apresentar ao meu namorado. Mais uma pessoa para me envergonhar com histórias estranhas sobre a minha infância. Mais uma pessoa para recebê-lo em nossa família.

Se você ainda estivesse vivo, haveria mais uma voz aplaudindo os fogos de artifício nas festas. Mais uma voz gritando no jogo de futebol e mais uma voz cantando junto com qualquer música boba que aparecesse no rádio.

Se você ainda estivesse vivo, haveria menos uma tatuagem adornando meu corpo. Um encontro a menos que me fez chorar todos os anos. Seu aniversário seria a única data que me lembraria de você, e nós nos divertiríamos muito.

Se você ainda estivesse vivo, haveria mais uma pessoa para eu ligar sempre que eu precisasse de um motorista. Mais uma pessoa para gritar comigo por agir como uma criança irresponsável. Mais uma pessoa para me fazer sentir que sentiria falta se alguma coisa acontecesse comigo.

Se você ainda estivesse vivo, haveria mais um convite para enviar para o meu casamento. Mais uma pessoa para dançar quando o The Electric Slide inundou os alto-falantes. Mais uma pessoa para chorar e me dizer como estão felizes por mim e meu novo marido.

Se você ainda estivesse vivo, eu teria mais uma pessoa para mostrar o meu novo apartamento. Mais uma pessoa para cuidar de mim durante as férias. Mais uma pessoa para me dizer que tem orgulho de tudo que eu me tornei.

Se você ainda estivesse vivo, eu não teria que falar com você através de orações ou através dos meus sonhos. Eu poderia enviar uma mensagem ou escrever uma carta ou simplesmente aparecer na sua casa de madrugada, e você ficaria feliz em ouvir.

Se você ainda estivesse vivo, eu teria me envolvido com certas pessoas. Eu não seria tão pessimista e frio como sou agora. Eu não teria tanto medo de perder alguém de novo, alguém de quem me importo tanto quanto você.

Mas se você ainda estivesse vivo, eu poderia não ter percebido que toda a mentalidade de “viver todos os dias como se fosse seu último” é legítima. Que preciso valorizar cada momento enquanto ainda posso dizer à minha família que os amo o máximo possível.

Por mais que sinto sua falta, sou grata pelo que você me ensinou enquanto esteve aqui e pelo que continua me ensinando agora que se foi.

(Autora: Holly Riordan)

(Fonte: thoughtcatalog.com )

*Texto traduzido e adaptado com exclusividade para o site Fãs da Psicanálise. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.

Compartilhar

RECOMENDAMOS



Fãs da Psicanálise
A busca da homeostase através da psicanálise e suas respostas através do amor ao próximo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here