A verdade é uma só: maldade se combate com bondade!

Dito isso, deixe de medo. Uma pessoa madura, que realmente reconhece que a sua vida não depende de ninguém mais do que dela mesma, desenvolveu um percentual de amor próprio imbatível.

Por essa razão ela não teme os desiguais, pelo contrário: assimila as opiniões alheias e é capaz de mudar a sua maneira de pensar todas as vezes em que for confrontada com uma afirmação melhor do que a sua.

O mundo é complexo, seria muita pretensão nos acharmos os donos da verdade. Uma pessoa flexível aprendeu que através da resiliência se atinge a paz interior e, mais do que isso, a verdadeira e absoluta evolução está em fazer o bem.

Sim, a frase “fazer o bem não importa a quem” deveria ser nosso mantra, é algo que necessita ser incorporado. Somos pedacinhos de uma centelha de luz, se cada um de nós compartilharmos um exemplo de amor ao próximo, poderemos chegar a uma espécie humana que não necessita de guerras, de barbáries, de competições. Nesse momento seremos o ser humano ideal, que reconhece no outro o amor que sente por si.

Estamos longe dessa evolução? Eu não sei! O que posso sugerir é que você comece hoje. Dê um passo. Como? Ouça mais, preste atenção no que o outro lhe diz, tenha uma palavra de carinho com aquele que só reclama, ofereça a sua compreensão quando o outro tentar lhe tirar do prumo.

Aceitar a realidade alheia é se abrir para um mundo maior do que aquilo que você só enxerga com olhos, é ser capaz de usar muito mais do que os antiquados 5 sentidos que aprendemos na infância. Quando nos abrimos ao novo, descobrimos que há muito mais do que supõe a nossa capacidade de discernimento.

Se supere, se misture, aprenda a conviver com a desigualdade, é muito fácil ser bom e praticar o bem apenas com que pensa e age igual a você.

Você sabia que o Fãs da Psicanálise também está no Instagram e no Facebook? Que tal fazer uma visitinha para nós por lá?

(Imagem: Mr.Autthaporn Pradidpong)

Compartilhar
Natthalia Paccola
Desde que começou os estudos em Psicanálise e Psicoterapia, a jornalista, bacharel em Direito e mestre em Ciências Naturais pela Unicamp,  Natthalia Paccola levanta uma premissa sobre a sua vida profissional: nunca aceitaria rótulos ou doutrinas acadêmicas. Mas é claro que sofre influências de vários pensadores. Sua grande fonte de inspiração como autoridade em levar Luz para o Bem através de mídias sociais, no entanto,  tem sido os seus próprios seguidores, cerca de 10 milhões que passam semanalmente pela sua Fanpage, Grupos, YouTube, Site, Instragram ou Twitter.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here